Açudes são reservas de água importantes para o abastecimento

Inicio » Agronegócio » Açudes são reservas de água importantes para o abastecimento
07/03/2019 Por
Açudes são reservas de água importantes para o abastecimento

A importância do açude para a população

Os açudes são muitos importantes para reservar águas e abastecer as populações. Isso porque toda a região em torno deles depende da sua existência para ter acesso à água – desde os produtores agrícolas até a população residencial da área em questão.

No entanto, a construção de um açude deve ser estudada e analisada para que possíveis desastres sejam evitados. O rompimento da barragem é um dos perigos mais temidos nesse sentido e, justamente por isso, é necessário garantir a eficiência do projeto e a segurança de quem vive ao seu redor.

Construção de açude

Mas afinal, o que é açude?

Açude – ou barragem – é o nome dado à uma espécie de barreira artificial feita para reter quantidades extensas de água. Sua principal utilização está em abastecer com água as áreas agrícolas, residenciais industriais e as produções de energia elétrica.

Os açudes foram elementos importantes para o início da civilização e para o processo de desenvolvimento dos seres humanos. O principal intuito era combater os quadros de seca no período que a chuva era escassa, agindo de forma prática. Índia, Egito e Oriente Médio são os locais com os primeiros registros de açudes mais antigos.

Devido a Revolução Industrial, fez-se necessário construir altos números de açudes, garantindo técnicas aperfeiçoadas para construção e elaboração de projetos.

Funcionalidade dos açudes

Os açudes são criados para guardarem uma grande quantidade de água, tanto água obtida através da chuva com a água corrente do rio existente. Os açudes são feitos unidos duas margens e confinando a água na represa artificial de águas pluviais ou águas correntes para a técnica de irrigação (também chamada de albufeira).

Sua principal importância consiste em permitir a disponibilidade de água potável para as grandes metrópoles e centros mundiais.

No entanto, antes de construir um açude é importante realizar estudos de impactos ambientais no local onde será feita a construção, visando evitar grandes impactos e agravos. Esta análise de estudo também garante que os açudes continuem preservando o ecossistema local, tanto dos rios quanto de suas margens.

Projeto, construção, exploração e observação são as quatro etapas fundamentais pela qual a construção de um açude precisa passar. O projeto é responsável por determinar qual será o tipo de barragem a ser construída, a partir de estudos locais e análises de rentabilidade do açude.

Tipos de açude

Os açudes são classificados de acordo com o material utilizado para construí-los:

  • Açude de betão ou concreto: são açudes feitos em vales estreitos, uma vez que o concreto possui limitações relacionadas ao comprimento do açude. Embora sejam resistentes, há muito vulnerabilidade neste tipo de açude, de acordo com as situações. Por exemplo, se houver algum engano no momento de projeção e o açude se romper, as consequências são drásticas e, muitas vezes, irreversíveis. Já na transposição de uma massa de água (mar ou rio) não é tão nociva quanto. Os dois tipos mais comuns de açude de betão são:1. Açude de gravidade: nele a gravidade da Terra é responsável por manter o açude em potência contra o forte impulso da água.
    2. Açude em arco: são açudes feitos em vales estreitos, com largura menor que a altura. A França foi o primeiro país a ter este tipo de construção, feita pelos romanos no século I a.C.
  • Açude de aterro: consiste em uma barreira feita de terra e/ou rocha, com a função de reter água. Este tipo de açude é caracterizado por não suportar de forma eficiente a transposição da massa de água (galgamento), sendo mais propício para grandes desastres. Embora, quando feita por fendilhação, é capaz de ser mais resistentes e estável que a de concreto. Os três tipos mais comuns de açude de aterro são:1. Açude de terra: tem grande volume, funciona pelo peso do aterro e com base larga. A maioria é construída com materiais mais permeáveis e mais resistentes em casos de deslizamento.
    2. Açude de enrocamento: construído com rochas compactas, serve como proteção contra erosão ocasionada pelas ondas geradas no reservatório e pelo desnível da água (que aumenta e abaixa). é muito utilizado em quebra mares e na regularização das margens de rios.
    3. Açude de terra enrocamento: construído a partir de pedras com a finalidade de sustentação de uma barragem. É usado principalmente para o armazenamento permanente de água. Possui um sistema de drenagem interna e segurança elevada, para caso de deslizamentos, rupturas ou erosão interna.

Para que serve um açude?

Açude: armazenamento de água

São muitas as utilidades e funções de um açude. Por exemplo, na função de produção de energia, um açude é usado para aproveitar a força da água dos rios. Um exemplo disso é a Central Hidroelétrica de Itaipu, localizado no Brasil e no Paraguai.

Na função de abastecimento, os açudes são utilizados para armazenarem a água e abastecer as populações com água potável.

Em áreas rurais os açudes têm função de rega. São usados para abastecer e suprir as necessidades dos campos agrícolas, garantindo as culturas e plantios.

No entanto, há também açudes construídos com a finalidade de moderar a grande quantidade de água da chuva, possibilitando proteção aos territórios a jusante.

Há poucos açudes construídos com a finalidade de lazer, embora os poucos sejam voltados para a prática de esportes náuticos ou para a construção de hotéis.

Por fim, um dos mais conhecidos açudes é o de rejeitos, que tem como finalidade a retenção de mineiros vetados.

Açudes brasileiros

O Brasil possui um alto número de açudes em seu território. Os açudes do Ceará, por exemplo, representam 64 açudes do número total presente no país.

Dessa forma, os principais e maiores açudes brasileiros são:

  • Castanhão: localizado no Ceará, tem capacidade de 6,7 bilhões de m³ de água.
  • Armando Ribeiro Gonçalves: localizado no Rio Grande do Norte, tem capacidade de 2,4 bilhões de m³ de água.
  • Orós: localizado no Ceará, tem capacidade de 2,1 bilhões de m³ de água.
  • Banabuiú: também localizado no Ceará, tem capacidade de 1,7 bilhões de m³ de água.
  • Coremas (Mãe d’água): localizado na Paraíba, tem capacidade de 1,4 bilhões de m³ de água.

Portanto, a região Nordeste do país concentra o maior número de açudes, sendo classificada como a segunda região em quantidade de reservatórios mundiais, antecedida pela Índia. No Brasil, as águas dos açudes são utilizadas principalmente para irrigação, criação de gado, pesca e uso doméstico.

Açude de quebra mar

Curiosidades sobre o açude

Saindo um pouco dos conceitos técnicos e entrando em estudos astrológicos, sonhar com açude tem um bom significado. A pessoa que sonha com açudes está relacionada com sucesso profissional, paz e harmonia, com um futuro bom sendo recomendado aproveitar a boa maré.

Se no sonho a pessoa pescava em um açude, a astrologia diz que ela terá um trabalho farto. Mas, se o sonho for com alguém nadando em um açude, é sinal de momentos feliz e futuras alegrias. Embora sejam visões dos astros, há quem acredite ou não. No entanto, é notório que sonhar com açudes tende a ser mais relacionado com coisas boas e positivas.

Agro20 | Portal Vida No Campo