A agroecologia e seu impacto nas produções do agronegócio

Inicio » Agricultura » A agroecologia e seu impacto nas produções do agronegócio
11/02/2019 Por
A agroecologia e seu impacto nas produções do agronegócio

Como a agroecologia favorece para um setor agro sustentável

É visível que os setores agro têm grandes efeitos para a natureza e em suas produções; e no sistema de agroecologia não poderia ser diferente.

A agroecologia causa impactos racionais nos meios de produção e no mundo do agronegócio. Seguindo o conceito para uma maior produtividade alimentícia, há uso de mão de obra qualificada e equilíbrio diante de elementos saudáveis para o solo, os animais e os produtos.

Agroecologia

Mas afinal, qual o conceito de agroecologia?

A agroecologia – também conhecida como agricultura alternativa – é, basicamente, o conhecimento com uma visão ecológica do setor agrícola e de suas produções culturais, sociais e econômicas. Ela opta pelo uso de elementos naturais e pela preservação ambiental durante todo o processo de cultivo e produção.

Por isso, visa ser uma opção totalmente sustentável para a agricultura e suas produções, a agroecologia apresenta técnicas desenvolvidas para uso fácil, produtivo e zero prejudicial ao planeta. É importante saber respeitar todo e qualquer ser vivo presente nos territórios rurais; já que todos eles têm essenciais funções para o desenvolvimento do ciclo agro.

Favorecendo o crescimento da produtividade rural e o cuidado dos terrenos, as técnicas de agroecologia auxiliam os agricultores na adaptação às temperaturas, na geração de empregos na zona rural e, consequentemente, no rendimento doméstico de cada funcionário. Além disso, oferecem baixos gastos para o sistema de produção.

As práticas agroecológicas, por terem uma metodologia que objetiva manter a saúde do meio ambiente, não faz uso de praguicidas, pesticidas, inseticidas e fertilizantes químicos. Produtos que podem influenciar no bem-estar dos animais, das plantas, do solo e dos seres humanos.

Evolução da agroecologia no país

Contudo, por dar oportunidade para maiores investimentos, a agroecologia no Brasil tem uma parcela de seu setor dedicada à agricultura orgânica e sua exportação de produtos para o mercado – como o café, a soja e o açúcar mascavo, entre outros. Há grande investimento no setor agroecológico do país. Embora ainda haja outros campos que lideram o mercado interno – como a agropecuária e agricultura tradicionais.

Agroecologia

A fim de alimentos 100% seguros para comércio e consumo, a agricultura orgânica – ou biológica – faz uso de tecnologias especializadas para o manejo do solo. Além disso, utiliza de equipamentos para irrigação e temperatura local – garantindo uma boa ligação entre trabalho e trabalhador.

Algumas vantagens no uso da agricultura biológica são:

  • Não prejudica o meio ambiente;
  • Preserva elementos naturais;
  • Produz alimento de qualidade e saudáveis;
  • Faz uso de energia renovável;
  • Utiliza fertilizantes naturais;

Entretanto, existem desvantagens que podem dificultar o uso constante dessa opção de sustentabilidade, como:

  • Alto custo de manuseio e manutenção;
  • Produtos caros e não tradicionais;
  • Lenta produtividade;

Por um misto de fatores, a agricultura orgânica pode favorecer a competência dos ecossistemas. Consequentemente, contribuindo para a redução do aquecimento global.

Embora a agroecologia esteja cada vez mais presente para a geração de territórios rurais sustentáveis, a agricultura tradicional – que faz uso de produtos químicos – segue como a mais popular nos campos. Entretanto, a alternativa segue com objetivo de constante crescimento mundial para desenvolvimentos maiores e impactos ambientais menores.

Agro20 | Portal Vida No Campo