Alimentos industrializados: praticidade que pode trazer malefícios

Inicio » Agronegócio » Alimentos industrializados: praticidade que pode trazer malefícios
27/02/2019 Por
Alimentos industrializados: praticidade que pode trazer malefícios

Alimentos industrializados atraem pela praticidade, mas podem fazer mal à saúde

Os alimentos industrializados são os queridinhos de quem tem uma vida agitada. Isso porque a correria do dia a dia impulsiona as pessoas a optarem por alimentos prontos para consumo, com o intuito de otimizar o tempo que gastariam no preparo.

O bom funcionamento do organismo é afetado pelo consumo excessivo de alimentos industrializados. Aditivos químicos, corantes, aromatizantes e outras substâncias químicas estão presentes na fabricação destes alimentos e trazem danos à saúde.

Alimentos industrializados

O que são alimentos industrializados?

Alimentos processados – ou industrializados – são os alimentos fabricados a partir do processo de industrialização, sendo adicionado açúcar, sal e outros elementos processados à composição. Os alimentos industrializados têm como objetivo aumentar a perecividade do produto – tornando-mais prazeroso ao paladar – além de facilitar a vida de quem o adquire, devido a sua praticidade e ao fato de já estarem prontos para consumo.

No entanto, os alimentos industrializados têm a presença de substâncias químicas em sua fórmula, com o intuito de garantir maior facilidade e durabilidade.

Substâncias usadas em alimentos processados

Algumas das substâncias químicas mais frequentes no processo de alimentos industrializados são:

  • Corantes: têm a função de colori-los e torná-los mais agradáveis ao consumidor a seu paladar, fazendo com que sejam mais bem aceitos e consumidos. Geralmente, são usados em gelatinas, sorvetes, refrigerantes, bolos, bolachas e etc.
  • Aromatizantes: têm a função de dar cheiro e sabor aos alimentos industrializados. Assim, resultam em um alimento com aspecto mais natural. Geralmente, são encontrados em salgadinhos, sopas, bolachas, enlatados, doces e etc.
  • Conservantes: têm a função de fazer com que o alimento industrializado tenha maior durabilidade e não estrague facilmente. Isso porque agem por meio de microorganismos que influenciam diretamente na degradação dos alimentos. Geralmente, são encontrados no processo de fabricação de chocolates, queijos, margarinas, bolos, pães, farinhas e etc.
  • Antioxidantes: têm a função de manter a possibilidade de consumo dos alimentos por mais tempo. Além disso, auxiliam na sua manutenção e adia o processo de degradação. Geralmente, são encontrados em óleos, leites, gorduras, sucos, refrigerantes e etc.
  • Estabilizantes: têm a função de manter a boa aparência dos alimentos, mas também fortalece as proteínas presentes neles; geralmente usados em carnes, leites, alimentos em conserva e etc.
  • Acidulantes: têm a função de aguçar o sabor doce dos alimentos. Dessa forma, possibilitam a fabricação de alimentos com sabor de frutas, alimentos com sabores ácidos ou agridoces; geralmente encontrados em sucos de frutas, polpas, refrigerantes e etc.

Alimentos ultraprocessados

Na categoria de alimentos industrializados (processados), há também os alimentos ultraprocessados. Assim como os industrializados, eles também são desenvolvidos pelas indústrias e passam por fases e técnicas, executadas em laboratórios.

O mercado alimentício atual já tem disponibilizados alimentos ultraprocessados feitos em versões mais saudáveis; sem o excesso de aditivos químicos, sais, gorduras e açúcares.

No entanto, os aditivos químicos são identificados nas embalagens dos alimentos industrializados. As letras e siglas mais usadas são:

  • C (C1 e C2): corante natural e artificial
  • F: aromatizantes
  • EP: espécie de espessante (textura e consistência)
  • U: umectante (inibe o ressecamento)
  • AU: anti-umectantes
  • ET: estabilizantes
  • H: acidulantes
  • D: edulcorantes (substituem o açúcar em alimentos diet)
  • P: conservantes
  • A: anti-oxidantes

Alimentos industrializados

Malefícios dos alimentos industrializados

Devido ao uso excessivo de aditivos químicos no processamento de alimentos, a sua qualidade é comprometida. Por isso, são favorecidos diferentes malefícios à saúde. Alguns dos malefícios mais presentes no consumo de alimentos industrializados são:

  • Descalcificação de dentes e osso
  • Alergias
  • Colesterol alto
  • Tendência ao câncer
  • Aumento de peso
  • Inflamações
  • Cansaço psicológico
  • Cansaço físico
  • Muco em excesso nos quadros de gripe e resfriado
  • Problemas cardiovasculares e respiratórios

Portanto, o consumo frequente de alimentos industrializados impacta diretamente na saúde da população – mesmo não sendo possível ver as consequências de forma imediata. A praticidade, facilidade e gosto destes alimentos são os pontos que mais chamam atenção para quem vive na correria diária. Por isso, muitos optam por estes alimentos – que levam menos tempo de preparo.

Agro20 | Portal Vida No Campo