Bardana é uma planta de famosas propriedades nutricionais e fitoterápicas

Inicio » Agricultura » Bardana é uma planta de famosas propriedades nutricionais e fitoterápicas
24/10/2019 Por
Bardana é uma planta de famosas propriedades nutricionais e fitoterápicas

Todas as partes da bardana podem ser utilizadas para fins medicinais

Apesar de muito popular na Europa, as primeiras plantações de bardana foram identificadas no Japão. No país oriental, a planta tem forte presença principalmente na culinária, onde é aplicada para condimentar pratos salgados.

Mas, sem dúvida, a popularização da planta se deve às suas qualidades medicinais, pois é usada para tratar de várias doenças, em especial desconfortos digestivos. Além da Europa e Ásia, a bardana também marca presença na América do Sul. Contudo, o Brasil não é o local de referência, mas a Argentina.

bardana

O que é bardana?

Bardana é uma planta de propriedades medicinais. Seu nome científico é Arctium lappa.

As folhas dessa árvore são grandes, assim como as flores, embora estas possam apresentar formatos menores. Além disso, as flores são parecidas com algodão, mas não tão inofensivas, pois contêm espinhos. Outra característica das flores diz respeito às cores, que podem ser roxas ou azuis.

As raízes chegam a medir cinquenta centímetros de comprimento e apresentam aspecto claro. O gosto amargo é outra característica conhecida.

A bardana pode chegar a medir até dois metros e meio de altura e o seu caule, além de alto, é grosso.

A planta é mais conhecida no Brasil como:

  • Gobo;
  • Erva dos tinhosos;
  • Carrapicho-de-carneiro;
  • Orelha gigante;
  • Carrapicho-grande;
  • Pegamasso;
  • Pega-moço.

Em Portugal e Itália, é conhecida como bardana. Porém, em Portugal, é comum que seja referida como herba dos namorados e bardana maior.

História da bardana

É uma planta muito antiga, pois há relatos que apontam sua utilização desde os tempos da Grécia Clássica, mas os primeiros registros de plantação foram encontrados no Japão.

Tudo indica que o primeiro caso de repercussão que tornou a bardana popular por suas qualidades medicinais tenha ocorrido na França de Henrique III. Foi creditada à bardana o motivo da cura de um problema dermatológico do monarca francês.

A bardana cresce em ambientes com boa incidência de sol, mas a condição ideal para seu desenvolvimento é sob temperatura amena. Por isso, o seu plantio teve sucesso no continente sul-americano e com maior ênfase na Argentina.

Porém, conforme estudos e aplicações posteriores da erva ao longo do tempo, descobriu-se que seu poder curativo se estende a outras enfermidades além de doenças de pele. Tal versatilidade de aplicações se deve às propriedades da bardana, rica em nutrientes e boa parte concentrada na casca.

bardana

As propriedades da bardana

Os elementos constitutivos da bardana se destacam por suas ações adstringentes, fungicidas, antibacterianas, antissépticas, depurativas, cicatrizantes e anti-inflamatórias.

Tais ações são possíveis por ser fonte de:

  • Proteínas;
  • Ferro;
  • Cálcio;
  • Fósforo;
  • Fibras;
  • Vitaminas A, C e D;
  • Vitaminas do Complexo B;
  • Cobre;
  • Manganês;
  • Potássio.

Também é rica em aminoácidos, substâncias responsáveis pelo bom funcionamento do organismo e combate de uma série de enfermidades.

Benefícios da bardana

Um dos principais benefícios da bardana é o tratamento de problemas gástricos, pois tem propriedades calmantes e anti-inflamatórias. Por esse motivo, é indicada para cuidar de transtornos provocados pela gastrite ou dor de estômago, mesmo sem uma causa identificada para o desconforto.

Essas propriedades são capazes de aliviar irritações na mucosa gástrica.

Mas esse é apenas um dos benefícios do consumo do chá de bardana. Veja os demais a seguir.

  • Imunidade

O sistema imunológico é responsável pelo sistema de defesa natural do organismo contra ações de vírus e bactérias. A bardana é rica em antioxidantes, porque apresenta vitaminas C e E.

Além de fortalecer a imunidade do corpo, os antioxidantes combatem os radicais livres, malformações de células que tentam se restaurar atrapalhando o desempenho das células com estrutura padrão. Essa interferência ocasiona o surgimento de problemas como o câncer. Portanto, a bardana tem propriedades anticancerígenas.

  • Cólicas renais

A erva tem propriedades diuréticas e depurativas, qualidades úteis para tratar e evitar transtornos como as cólicas renais.

As cólicas ocorrem com a formação de pequenas pedras. Por estimular o trato urinário eliminando o excesso de líquidos, o chá de bardana colabora para evitar a formação dessas pedras.

  • Anemia

A anemia está relacionada com a baixa produção de glóbulos vermelhos. Esses glóbulos são produzidos pelo ferro, elemento presente na bardana medicinal. Por esse motivo, a planta é indicada para tratar e evitar quadros de anemia, pois mais consumo de ferro é o mesmo que mais produção de glóbulos vermelhos.

O chá, portanto, é um importante aliado para as mulheres em fase menstrual, pois certamente contribui para reverter a perda de ferro decorrente desse período. Recomenda-se a ingestão de três (3) xícaras de chá durante a fase de menstruação.

  • Retenção de líquidos e celulite

Como mencionado mais acima, a bardana tem qualidades diuréticas e depurativas. Isso quer dizer que colabora para se eliminar o excesso de líquido no organismo por meio da urina.

Combinada com uma dieta balanceada e a prática de exercícios físicos regulares, a bardana ainda pode ser útil para tratar de celulites no corpo.

bardana

  • Ossos

O manganês e o cálcio presente na planta bardana são nutrientes importantes não só para a formação, como para o fortalecimento dos ossos.

Boa incidência de manganês e cálcio no organismo é uma garantia de prevenção contra problemas de artrite e inflamações em tecidos, articulações e na estrutura óssea.

Chá de bardana

Dependendo da finalidade que se pretende usufruir dos benefícios da bardana, o preparo do chá segue receitas específicas.

Para o caso de chá para tratar problemas relacionados à gastrite, recomenda-se separar:

  • Água (um litro);
  • Folhas e flores frescas de bardana (uma colher de sopa).

Em uma panela, adicione a água. Depois de fervida, acrescente as folhas e flores de bardana e deixe-as abafando por cinco (5) minutos.

Passado esse tempo, coe.

A recomendação é beber uma (1) xícara de chá a cada seis (6) horas.

Para os casos de eliminar excesso de líquido e toxinas, o preparo do chá requer os seguintes ingredientes:

  • Água (meio litro);
  • Raízes frescas de bardana picada (uma colher de sopa).

Adicione em uma panela todos os ingredientes e ferva-os. Ao ferver, desligue o fogo e deixe tampado para fazer o abafamento. Deixe abafado por dez (10) minutos.

Como plantar bardana?

O ambiente adequado para o cultivo da planta é em clima aberto, com boa incidência de sol ou à meia sombra. Entretanto, a condição ideal é de temperatura amena. O solo a ser plantar, além de fértil, deve ser bem drenado, pois é necessário irrigar o plantio quase que constantemente.

Se o cultivo se der em canteiros, o ideal é que siga o padrão estabelecido com as cenouras.

Outra possibilidade é cultivar as sementes em caixotes de formato retangular, mas com cinquenta metros de profundidade.

Uma dica é adubar com adubo nitrogenado as raízes da bardana, pois crescem mais fortes.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo