Os bovinos e sua importância para o mercado pecuário

Inicio » Pecuária » Os bovinos e sua importância para o mercado pecuário
21/02/2019 Por
Os bovinos e sua importância para o mercado pecuário

Bovinos já somam mais de 160 milhões de cabeças no Brasil

Por ter grande influência na agropecuária, no agronegócio e na vida de quem consome, os bovinos necessitam de manejo cuidadoso para um bom desenvolvimento. Isso envolve, de maneira geral, que o decorrer dos processos tenha andamento preocupado com o bem-estar necessário e seja finalizado com a qualidade adequada para a venda.

A carne dos bovinos é conhecida por seu constante crescimento de produção, consumo e na exportação. Com isso, os lucros do setor pecuário são elevados num total de 22% ao ano, de acordo com informações do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

Bovinos

O que são bovinos?

Os bovinos são animais das espécies bos tauros e bos indicus, cuja produção oferece uma série de produtos para a alimentação e o dia a dia dos seres humanos. Leite, carne e couro são apenas alguns exemplos de produtos derivados dos bovinos. Eles ajudam, também, na restauração de solos por meio do fornecimento de adubo e promovendo a valorização da zona rural com os produtos que oferecem.

Tipos de bovinos

Os tipos de bovinos são diferenciados em três categorias, estabelecidas de acordo com a idade do animal:

  • Bezerros desmamados: estão no período de crescimento e de produção de massa muscular. Sua fase de confinamento é considerada longa, podendo levar de 130 a 160 dias até que obtenham peso suficiente para o abate;
  • Bezerros de 15 a 20 meses: continuam adquirindo massa muscular mesmo em sua fase final do crescimento. Mas, para que isso aconteça, manejo e alimentação adequados são fundamentais.
  • Bois de 24 a 30 meses: é a idade ideal para iniciar o confinamento, pois chegou ao fim o período de crescimento e de ganho de peso. Geralmente, é incentivado que sejam vendidos rapidamente – até 90 dias -, para evitar despesas com a manutenção dos animais.

Alimentação dos bovinos

Contudo, a alimentação dos bovinos é de extrema importância nutricional e econômica. O rebanho bovino consome até cinco vezes mais alimentos para produzir uma unidade de peso de tecido adiposo do que para produção da mesma unidade de peso de tecido muscular.

A suplementação dos bovinos tem uma enorme função para manter sua integridade estrutural e funcional. Dessa forma, o crescimento, a produção e a reprodução ocorrem de modo saudável. E, por conta disso, deve haver racionalidade nas pastagens do rebanho.

Principal fonte de alimento, a pastagem deve conter elementos naturais como sódio e zinco para que sejam supridos os nutrientes para uma dieta ideal .

Bovinos

Bovinos de leite e de carne

A criação de gado bovino no Brasil é de extrema importância tanto para o mercado interno quanto para o externo. Os lucros do setor agropecuário colocam o Brasil como líder mundial em produção, consumo e exportação de carne bovina.

No país, existem cerca de 160 milhões de cabeças bovinas, divididos entre:

  • Gado de corte – ou pecuária de corte

    Os bovinos de corte devem ser saudáveis e calmos; deve ter uma cabeça leve, chifres pequenos e pelos finos. São preferíveis os animais com menor gordura corporal. Portanto, para o confinamento são escolhidos bovinos que ainda podem ganhar massa muscular.Os bovinos mais velhos podem precisar de mais alimento para ganhar de peso e gordura. Os estados conhecidos como maiores produtores de carne bovina são, respectivamente: Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás. Isso de acordo com dados do IBGE.
  • Gado de leite

    Uma vaca vive em média 10 a 18 anos e passa horas do seu dia mastigando o alimento enquanto descansa. Os bezerros começam a produzir leite a partir dos 2 anos; quando saudáveis, podem chegar a produzir 50 litros por dia. É importante que os pecuaristas forneçam todos os cuidados necessários para que não haja nenhuma interferência na qualidade do produto.O leite bovino e seus derivados são alguns dos produtos de maior importância dentro do setor agropecuário brasileiro. Os estados com maior índice de produção de leite de bovinos são Minas Gerais, Goiás e São Paulo. Vale citar que, no Brasil, a maior parte da produção leiteira é proveniente da agricultura familiar, que corresponde a 58% da produção nacional.

Agro20 | Portal Vida No Campo