Clydesdale é um cavalo exótico que já esteve ameaçado de extinção

Inicio » Pecuária » Clydesdale é um cavalo exótico que já esteve ameaçado de extinção
02/04/2019 Por
Clydesdale é um cavalo exótico que já esteve ameaçado de extinção

O Clydesdale é um belo cavalo proveniente do vale de Clyde, na Escócia. Alto e muito forte, é um dos cavalos de tração mais famosos das Ilhas Britânicas.

O clydesdale existe desde o século XVIII e é resultado do cruzamento da raça flamenca com a inglesa. Por seu tamanho e força, era usado como cavalo de tração em diversos tipos de atividades antes da Revolução Industrial.

Atualmente, o clydesdale é amplamente usado em reconstruções históricas e em eventos de equitação ao redor do mundo. A raça conquistou a América, especialmente os Estados Unidos e o Canadá, que concentram as maiores criações mundiais desse exótico equino.

Eles são encontrados ainda em países como Itália, Nova Zelândia, além da Rússia e também da Austrália. Embora tenha sido ameaçado de extinção, conseguiu se recuperar. Hoje há um pouco mais de 5 mil cavalos clydesdale pelo mundo. Durante certo período do século XX, o número não chegava a uma centena.

Clydesdale

Características do clydesdale

No aspecto físico do cavalo clydesdale, sem dúvida o que chama mais atenção é a altura do animal. Um cavalo adulto da raça clydesdale pode atingir mais de 1,80m. Apesar de imponente, forte e atlético, é um cavalo muito elegante.

O cavalo clydesdale foi criado para o trabalho, por isso tem membros traseiros e ombros extremamente musculosos e torso compacto. A pelagem é branca na parte interior do corpo e o restante do torso pode ter as colorações baio, alazão, branco, castanho, preto e ruano. O equino ainda apresenta as seguintes características:

  • Cabeça pequena
  • Nariz romano
  • Olhos arregalados
  • Um longo tufo de pelos que vão dos joelhos até os tornozelos.

Assim como outros cavalos de tração, o clydesdale é um cavalo extremamente dócil, gentil e amigável. São adorados pelas crianças por serem muito graciosos e gostarem de se exibir, com sua marcha de passos largos.

História do clydesdale

O clydesdale foi criado para atender as necessidades agrícolas dos produtores o condado de Lanarkshire, banhado pelo rio Clydesdale. Além deles, o cavalo também era usado para transportar o carvão das minas da região e para todos os tipos de transporte pesado.

A boa reputação fez a raça ultrapassar as fronteiras da Escócia e se espalhar também pela Inglaterra. No fim do século XIX, a popularidade da raça havia crescido tanto que os cavalos começaram a ser exportados para os países da comunidade britânica da Austrália, Nova Zelândia e Canadá, além dos Estados Unidos.

Cavalo clydesdale no Brasil

Embora exista desde o século XVIII, a raça só chegou ao Brasil há 1999. No entanto, o cavalo começou a ser criado em 2008, com animais importados dos EUA. Atualmente existem cerca de 30 equinos da raça no país. Por enquanto, os animais são registrados nos EUA.

Clydesdale

Cuidados com o clydesdale

Os clydesdales se alimentam basicamente de ração e feno. Para sustentar seu tamanho e peso, o animal precisa de uma ração bastante nutritiva, de preferência com elementos como aveia, beterraba, farelo de milho, entre outros.

O pelo longo exige escovação e limpeza frequentes. É importante ainda que o cuidador tenha delicadeza ao escová-lo, já que o cavalo clydesdale é sensível a dor. Além disso, é recomendável que seja usada escova específica para cavalos. É fundamental manter o cavalo hidratado e estimulá-lo a fazer exercícios sempre.

Tags: ,

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo