Cravina é uma planta fácil de manter e muito bonita

Inicio » Agricultura » Cravina é uma planta fácil de manter e muito bonita
28/09/2020 Por
Cravina é uma planta fácil de manter e muito bonita

A cravina é uma planta de origem asiática e que se adapta melhor em locais mais elevados. É uma herbácea de origem chinesa e considerada de porte baixo, pois não alcança mais de 40 cm de altura. Seu cultivo é fácil e é uma espécie muito adaptável. Costuma estar presente em canteiros, jardineiras e vasos.

Por ser de porte baixo e colorida, a cravina é muito usada em jardim, pois tais características a fazem incutir efeito de clima campestre no local que está inserida. Apesar de necessário a terra de seu plantio ser úmida, a planta não gosta muito de água, pois não consegue absorvê-la de todo.

Cravina

O que é cravina?

Cravina é uma planta herbácea de nome científico Dianthus chinensis. Mede entre 30 a 40 cm, no máximo, e é uma planta que tem flores solitárias. As cores dessas flores são simples, vermelhas, brancas, róseas, arroxeadas, mas todas com brilho intenso, ajudando muito a chamar atenção para a sua beleza.

As pétalas largas que compõem a flor cravina têm bordas serrilhadas. Além de incutir visual campestre ao local que está inserida, a planta cravina é utilizada em jardins também por questão de cultivo, pois é uma planta que precisa de bastante incidência solar. Por isso, não é e não pode ser cultivada em ambientes internos.

A cravina é uma planta muito aromática e amiga das abelhas. Uma de suas principais características que a faz ser procurada é a praticidade de sua manutenção. Não precisa de muita água para se manter saudável e pode ficar em locais externos, mas com sombra.

Outro fator que, certamente, contribui para sua popularidade, é a beleza de suas formas e cores, além de seu aspecto delicado.

Como cuidar de cravina

Veja a seguir todas as informações de que precisa sobre como cuidar de cravina.

A planta cravina precisa de ambientes de sol pleno, no entanto, não se adapta facilmente em locais muito quentes. Por isso, o ideal é ser cultivadas em regiões elevadas, porque têm clima mais ameno, frio. Portanto, a região sul do país é a mais indicada para se cultivar essa planta.

A cravina prefere ainda locais com sombra à tarde nos pontos mais quentes. Contudo, como a planta é muito adaptável, é possível, em se plantando a cravina em locais de temperatura mais elevada, que se desenvolva formosamente como nos ambientes que lhe são mais favoráveis.

Nesses ambientes de alta temperatura, luz não será problema, por isso, poderá deixar a cravina na meia sombra e regar somente quando necessário, à noite. Contudo, o regar deve ser apenas o umedecer da terra em que está depositada a cravina, porque encharcar a planta será prejudicial, pois não se dá bem com água em abundância.

Esse é o motivo de se precisar colocar uma camada de pedrisco forrando o fundo, pois isso evita o encharque do solo.

A terra considerada ideal para o cultivo da cravina é uma mistura de 50% de areia grossa e terra orgânica bem adubada. Não se esqueça, claro, da camada de pedrisco para resolver a questão da umidade.

Cravina

Adubação da cravina

Para manter a cravina forte e saudável, não se usa apenas água, pois são necessários nutrientes para garantir o seu bom crescimento. Esses nutrientes são transferidos por meio de adubo que podem ser encontrados em lojas especializadas.

No começo do cultivo, o nutriente mais importante para a planta é o Nitrogênio, pois ajuda no crescimento das raízes. Para a fase do florescimento da planta, o Fósforo é o mais indicado. Na fase final usa-se o Potássio, pois esse nutriente faz o equilíbrio entre os dois primeiros.

Uma boa escolha de adubagem, portanto, é a do tipo NPK (símbolos de Nitrogênio [N], Fósforo [P] e Potássio [K]).

Reproduzindo a cravina

A cravina se reproduz por meio de sementes. Estas devem ser postas para germinar nas estações outono e inverno. O florescimento costuma ocorrer na primavera e no inverno.

Nos primeiros 7 dias é quando ocorre a germinação. Após esse período, deve-se aguardar de 18 a 25 dias após a data final de germinação para transferir a planta para o local que se espera definitivo.

Cravina

Mercado de flores no Brasil

Apesar de, em 2019, o mercado de flores ter apresentado crescimento menor em relação aos 4 últimos anos, o setor não deixou de apresentar alta animadora. No período citado, teve crescimento de 7%. Considerando que os últimos 4 anos passamos pelo que se considera o período agudo da crise econômica e política que atingiu o país recentemente, este desempenho é um dado formidável.

A retração no crescimento no último ano, sem dúvida, exige cautela, mas não há motivo para pessimismo com o mercado mantendo-se forte apesar da estagnação econômica pela qual atravessa o país.

Os números do setor projetam tendência de crescimento de 12% na produção de plantas verdes em vasos. Para plantas com flores em vasos, por outro lado, a projeção é um pouco menor, de 7%. Para itens para jardinagem, tem-se expectativa de aumento de 4%. Fechando a lista vêm as flores de corte, com avanço esperado de 2% nos próximos anos.

No Brasil, registra-se cerca de 8.300 produtores de flores. Conta-se ao menos 60 centrais de atacado, as cooperativas, por exemplo. Atacadistas somam 680 e pontos comerciais de varejo que trabalham com venda de flores passam de 20 mil.

O setor empregou 209 mil pessoas em 2019. Também criou postos de trabalho. Desse montante, 54% foram registrados no setor de varejo.

O restante se espalha no setor de produção, 39% atacado, 4%, e 3% em outras funções.

O setor ainda conta com vários eventos realizados durante o ano para promover o mercado de flores e apresentar as últimas novidades.  Um deles é a Expoflora que ocorre anualmente no estado de São Paulo.

Esses dados do mercado apontam que investir na área tem se mostrando um bom negócio, flores são sempre populares e vão continuar sendo, pois a beleza de tipos como a cravina é encantadora e insubstituível. Flores são usadas não só para presentear pessoas ou decorar vasos, mas são uma constante em trabalhos de paisagismo, decoração dos mais diversos tipos de eventos como casamentos, batizados, aniversários, shows artísticos, festas de fim de ano e muito mais.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo