A estaca e sua versatilidade no uso em construções e plantios

Inicio » Agronegócio » A estaca e sua versatilidade no uso em construções e plantios
13/03/2019 Por
A estaca e sua versatilidade no uso em construções e plantios

Estacas de madeira e estacas de plantas: qual a finalidade?

A estaca é um dos materiais que possuem inúmeras finalidades. Usadas em construções ou em plantações, elas servem de auxílio para ambas as atividades.

Diferente da estaca frequentemente citada em histórias de vampiros, esta possui uma utilização que oferece vantagens no trabalho de construtores e produtores.

Estaca: madeira

O que é estaca?

Estaca é o nome dado a um elemento de estruturação usado em construções profundas, para servir de sustento postas no solo. Além disso, o significado de estaca relaciona-se a um outro termo ligado ao crescimento e desenvolvimento de vegetais, por meio de um processo chamado de estaquia.

Em relação a estaca usada para estruturação, ela é classificada de acordo com os materiais utilizados na fabricação e de acordo com a categoria que se encaixam. Alguns exemplos são:

  • Estacas pré moldadas: estacas de madeira, estacas de aço e estacas de concreto;
  • Estacas moldadas in locoestacas de brocas; estacas de concreto; estacas hélice contínua; e estacas do tipo raiz.

Estacas de madeira

Muito utilizadas em construções civis, as estacas de madeira são troncos de árvores encravados no solo. Em solo brasileiro, as estacas de madeira geralmente são feitas utilizando a árvore eucalipto, principalmente nas atividades de estruturação temporária (ou fundação). Já a peroba e o ipê são utilizados mais comumente em estruturas definitivas.

As estacas de madeiras são classificadas como estacas de deslocamento, e são usadas cravadas na superfície terrena de forma que o solo não seja retirada. Geralmente, os tipos de estacas de madeira são escolhidos de acordo com uma série de fatores, incluindo:

  • o tamanho da estaca
  • as características e propriedades do solo
  • condições dos elementos que estão em volta (vizinhança)
  • características do projeto de estruturação
  • qualidades do local em que serão aplicadas

No entanto, a maioria delas é usada abaixo do nível da água. Seu topo é protegido para que não sofra danos no processo de cravação no solo. Já sua ponta deve ser coberta de aço, possibilitando maior encravamento na superfície.

Estacas de madeiras

Dessa forma, elas são reformadas facilmente e possuem maior durabilidade quando utilizadas debaixo da água. Por outro lado, é preciso ter cuidado redobrado com o seu manuseio pois, ao serem utilizadas acima do nível da água, sofrem risco de serem danificadas por microrganismos. Além disso, são mais difíceis de serem encontradas.

Estacas de plantas

As estacas de plantas são materiais utilizados no método de reprodução feito de forma assexuada nas plantas, que recebe o nome de estaquia.

Trata-se de um plantio de estacas de caule, folhas ou raízes reunidos para se desenvolverem junto às novas plantas cultivadas. Diferente da alporquia, que consiste no método de reprodução sexuada dos vegetais.

As principais estacas utilizadas são:

  • Caule de roseiras;
  • Caule de cana de açúcar;
  • Caule de mandioca;
  • Raízes de batata doce;
  • Folhas de violeta africana.

O desenvolvimento dos novos vegetais acontece por meio da formação de raízes nestas estacas, além do uso de hormônios vegetais que auxiliam no crescimento. As estaquias e estacas utilizados nas plantações são classificadas em:

  • Estaquia de ponteiro: consiste em ramos novos crescidos nas laterais das plantas;
  • Estacas semilenhosas: consiste em ramos semilenhosos com a base firme, utilizados principalmente no plantio de mudas de arbustos;
  • Estacas lenhosas: consiste em ramos que já são firmes, utilizados principalmente no plantio de arbustos, roseiras e árvores;
  • Estacas de raiz: consiste na utilização de uma parte da raiz para o desenvolvimento de uma nova;
  • Estacas de folhas: consiste no desenvolvimento de novas plantas a partir das raízes das plantas originais.

Este método vem sendo utilizado também em plantas frutíferas, pois traz benefícios aos produtores, principalmente os rurais, de pequenas e médias propriedades – além de ser uma boa opção econômica.

O tipo de estaca utilizada varia de acordo com a necessidade de cada espécie. Assim, elas fornecem uma melhor qualidade de produção e maior possibilidade de geração de renda para as famílias.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo