Estufa e as sua influência nos cultivos no mundo agro

Inicio » Agricultura » Estufa e as sua influência nos cultivos no mundo agro
27/02/2019 Por
Estufa e as sua influência nos cultivos no mundo agro

A estufa é utilizada em diferentes setores e pode otimizar produções

O uso da estufa para diferentes tipos de melhoria – do plantio até o ramo científico – é essencial nos dias de hoje.

Diretamente ligada à reserva de calor, a estufa é um implemento capaz de ajudar para um aumento significativo do plantio. Com isso, traz benefícios tanto para o produtor como para a sociedade consumidora, de forma geral.

estufa fria

O que é estufa?

A estufa é uma estrutura que possui como objetivo principal o acúmulo de calor. Estas estruturas têm características favoráveis para armazenar objetos e  evitar degradação. Dessa forma, ela destaca uma estrutura em que é possível conservar uma determinada temperatura, mantendo as condições adequadas para o plantio de diferentes produtos.

Existem diversos tipos de estufas no mercado, e pode se dizer que são divididas entre as que têm ou não alguma tecnologia. As estufas com mecanismos mais modernos (capazes de gerar calor mesmo em estações muito frias, como o inverno) são compostas por uma grande estrutura e uma fonte de calor.

O processo se assemelha ao de um ar condicionado, coma diferença de que, no lugar de favorecer o ar frio, favorece o ar quente. Outra característica da estufa elétrica é o uso da mufla com o objetivo de atingir altas temperaturas, podendo passar de 1000°C.

Por outro lado, as estruturas não dotadas de tecnologia adquirem seu calor através do sol. Algumas não utilizam nenhum equipamento para sua obtenção. No entanto, há outras que contam com a ajuda usam placas solares no teto do ambiente para uma captação mais eficiente.

Para que este sistema funcione, sendo o elétrico ou não, não deve haver troca de calor entre o ar interno e externo. Para a estufa quente, são necessários mecanismos que não permitam que os ambientes estejam em contato afim de manter a temperatura interna.

Efeito estufa

O termo estufa também é utilizado para se referir ao fenômeno chamado de ‘efeito estufa’. Ele leva este nome pelo fato de simbolizar o armazenamento de calor na esfera terrestre.

O efeito estufa é causado por uma série de fatores diferentes. Contudo, seus efeitos são os mesmos de uma estufa agrícola ou de laboratório, ou seja, a preservação de calor acumulado. Diferente das vantagens que as estufas tradicionais agregam ao seu produtor, este efeito é extremamente prejudicial aos seres humanos e ao meio ambiente.

Qual a função da estufa?

A função das estufas é de armazenar e manter substâncias. Entretanto, suas características mudam de acordo com o ramo em que são aplicadas. Seu uso mais comum é no mundo agro e no científico. E, em ambos os ambientes, seu uso possui divergências para obtenção de variados resultados.

  • Estufa agrícola

As estufas agrícolas são estruturas em que uma caixa serve como fonte de calor para o ambiente. Esta estrutura tem como objetivo principal obter e conservar a alta temperatura no seu interior.

Na maior parte das estufas agrícolas, a fonte de calor utilizada é o sol. São construídas estufas à céu aberto com um teto revestido de materiais que possibilitem a entrada de raios solares. Por outro lado, há também as que se utilizam de placas solares para melhor captação e armazenamento durante o dia todo.

  • Estufa de laboratório

Neste tipo de estufa, existem dois tipos essenciais: estufa quente e estufa fria. No caso das quentes, o processo é similar às estufas agrícolas, o diferencial é o nível de temperatura trabalhada.

A  maior parte das estufas laboratoriais atinge temperaturas acima de 200°C. Elas são usadas tanto para fazer a manutenção de determinadas substâncias como para controlar micro-organismos no ambiente. Existem hoje, no mercado, estufas especializadas na esterilização de materiais de laboratório para reutilização segura.

É preciso muito cuidado para manuseio destas máquinas, tanto pela sua temperatura quanto pelos perigos que uma ferramenta mal esterilizada pode causar em contato com outras.

No caso das estufas frias, o uso pode ser comparado ao de uma geladeira. O equipamento possui como objetivo manter substâncias de laboratório conservadas. Seu uso está presente em experiências com substâncias de caráter volátil, ou seja, elementos que mudam de forma com facilidade.

Estufas na pecuária

No mundo da pecuária este equipamento também é utilizado. A estufa fria é bem conhecida no mundo da carne pois é por meio dela que os cortes são armazenados até que possam ir ao açougue.

O objetivo desta estrutura fria é de manter a carne resfriada e retardar o seu processo de decomposição. Além disso, a alta temperatura fria ajuda o melhor manejo da peça. Outra vantagem é a de evitar diversas doenças que possam ser transmitidas ao alimento, pois não há entrada do ar exterior.

Após sair das estufas da indústria da carne, as peças são levadas em um transporte também com tecnologia de armazenamento e, quando chegam ao mercado ou açougue, são dispostas em estruturas semelhantes à das estufas frias.

Vantagens do uso de estufas

No mundo agro, o uso de estufas agrícolas é feito por agricultores pelos benefícios que traz ao plantio. Além de protegerem as plantas de pragas ou ervas daninhas, estas estruturas são responsáveis pelo melhor crescimento do plantio. Este fator acontece pois a temperatura contínua facilita em um melhor desenvolvimento das plantas e aumenta a produtividade.

Outro fator interesse que a estufa possibilita é a resistência da planta. Ao crescer em um ambiente de estufa, a vegetação cria maior resistência e, quando é posta em seu ambiente natural, a produtividade aumenta significativamente.

estufa agrícola

As mais procuradas por agricultores são as estufas feitas de vidro. E isso é realmente indicado, pois o material permite que 90% dos raios solares entrem no ambiente. Portanto, esta característica faz com que as plantas realizem a fotossíntese.  Já no caso dos materiais sintéticos, a retenção de calor é menor. Por isso, é indicado para plantas de caráter mais sensível.

Por outro lado, nas estufas frias a maior vantagem é a manutenção das substâncias. Isso acontece porque há um retardo no processo de degradação, tanto dos alimentos como das substâncias químicas utilizadas. Fica claro, portanto, que o uso da estufa é útil tanto no universo agrícola como nos laboratórios. Isso porque auxilia tanto na preservação de substâncias como no plantio.

Agro20 | Portal Vida No Campo