Granja e a sua importante função no mundo da avicultura

Inicio » Agronegócio » Granja e a sua importante função no mundo da avicultura
21/03/2019 Por
Granja e a sua importante função no mundo da avicultura

A granja auxilia o pecuarista que deseja aprimorar o manejo dos animais

A produção de uma granja fornece ao mercado consumidor ovos e a carne de frango.

A granja é muito popular entre os produtores que desejam um ingresso fácil no mundo da pecuária. Isso porque, apesar do seu pequeno porte, ela tem uma estrutura que possibilita uma produção considerável, assim como o lucro.

granjas destinadas à criação de galinhas

O que é granja?

A granja é uma propriedade de pequeno porte destinada para atividades rurais. De modo geral, nas granjas é executada a agricultura em escala menos que industrial ou de cereais. No entanto, no Brasil o seu principal direcionamento é servir como abrigo para animais da avicultura – tanto para a produção de ovos como de carne.

É também conhecida pelo termo abegoaria e está presente em todos os países que realizam algum tipo de atividade rural. Este tipo de organização é de origem francesa. Na grande maioria dos casos, a criação em granjas brasileiras é focada no ramo comercial de ovos e da carne das aves. Contudo, também há casos em que a produção das granjas é toda voltada para consumo familiar.

Até alguns anos atrás, as granjas eram destinadas para produções pequeno porte. Entretanto, cada vez mais é possível encontrar estruturas de porte maior e com sistemas automatizados de produção de ovos. Deste modo, para um futuro investidor no ramo do agronegócio, é importante que conheça as vantagens que podem haver na construção de uma granja em função que quão lucrativas elas podem ser.

Como funciona uma granja?

O funcionamento dessa estrutura depende do tipo de granja e produto final em que o produtor deseja investir. Existem dois tipos de granjas: automatizadas e manuais.

  • Granja automatizada

Assim como em todos os processos, as aves são adquiridas logo no nascimento, com um dia de vida. A criação é feita de forma convencional, incluindo as etapas de vacinação, entre outro métodos, para evitar doenças nas galinhas.

Ao atingirem a maturidade, com cerca de 120 dias, as galinhas já estão prontas para o sistema automatizado e para dar início a produção de ovos. O sistema funciona tanto para organizar a produção como para a alimentação e a limpeza dos viveiros.

granja

Os animais são mantidos em locais semelhantes à gaiolas, com capacidade para até 10 galinhas. Entre as gaiolas há canos que disponibilizam água fresca para os animais o dia todo. Para a alimentação, a ração é distribuída entre as gaiolas até 10 vezes ao dia, sempre em pequenas porções.

Como forma de melhorar a higiene do local e, dessa forma, reduzir a possibilidade de doenças entre as aves, as gaiolas são penduradas. Por isso, todo o esterco produzido pelos animais cai em esteiras, por onde é feito o descarte adequado dos dejetos.

No formato de linha de produção é que os ovos são conduzidos. Da mesma forma que os dejetos são destinados para descarte, os ovos são conduzidos através de uma esteira e sempre com cuidado para que não quebre.

Após a fase da esteira que recolhe os ovos das galinhas, o produto passa pela fase da triagem. Nesta etapa é feita a higienização da produção, um ovo por vez. Em seguida, eles são levados para que o produtor faça a separação entre os que quebram ou trincam no decorrer do processo.

Feito isso, a última etapa é encaixotar o produto e manda-lo para o cliente. Geralmente, este processo é feito com o uso de máquinas, em função da falta de mão de obra nas granjas.
 

  • Granjas manuais

Na maioria das granjas manuais a produção é de pequeno porte e, muitas das vezes, a comercialização dos produtos é local ou destinada para consumo familiar. A característica mais marcante de uma granja sem o uso de maquinário é a sua estrutura. Isso porque, na granja manual ou familiar, os animais geralmente tem liberdade para transitar nos pequenos celeiros.

O recolhimento dos ovos é realizado de maneira manual, e isso feito assim que as galinhas atingem maturidade e são levadas para a produção. Neste ramo, não há regras quanto a organização, e cada produtor define o espaço da maneira que os animais melhor se adequem. Em geral, esses espaços contam com uma grande quantidade feno para servir de leito para as galinhas e aquecê-las em tempos de clima mais frio.

Na produção de ovos desse tipo de granja, o alimento é recolhido de forma manual e sem o uso de maquinário. São os próprios pecuaristas que recolhem, higienizam, embalam e encaminham o produto para o consumidor.

granjas destinadas a produção de ovos de forma manual

Vantagens e desvantagens de uma granja

Sabendo que há dois tipos essenciais de granjas, não é difícil supor que cada um deles ofereça diferentes vantagens e desvantagens. Tanto ao pecuarista como aos animais, o reflexo do tipo e do manejo de cada granja pode ser visto na qualidade dos ovos.

No caso da granja automatizada, as vantagens podem ser vistas na velocidade com o que a produção é feita. A otimização que a linha de produção proporciona é um grande auxiliar ao produtor de grande porte.

Contudo, entre as maiores desvantagens está a condição em que os animais vivem. Por estarem dispostas em gaiolas suspensas, não há um desenvolvimento saudável. Dessa forma, a tendência de uma idade produtiva baixa, em função do estresse, é muito maior que em outras estruturas.

Por outro lado, granjas com produção manual ou familiar podem ser mais vantajosas por causa qualidade do alimento. O fato de os animais estarem expostos ao campo auxilia nos níveis de qualidade de vida. Consequentemente, é possível notar melhoras na qualidade do produto. Como desvantagem há o fato de a produção ser consideravelmente mais baixa que em uma granja automatizada.

Granja orgânica

Dentre os diversos segmentos deste meio produtor, alguns produtores estão investindo em granjas com a finalidade de comercializar ovos orgânicos. O local com maior índice deste tipo de produção fica localizado no interior paulista. O objetivo principal deste tipo de granja é aumentar a taxa de nutrientes no alimento e fornecer animais mais saudáveis para o abate.

Uma característica desse tipo de granja é o fato das galinhas serem criadas de forma livre. Não há uso de gaiolas para obtenção do produto e nem mesmo para alimentação das galinhas. Elas têm liberdade total para transitar entre o campo e o local em que  alimento é disponibilizado.

O diferencial para que as aves produzem ovos de gênero orgânico está na alimentação delas. O produtor que deseja investir neste tipo de produção deve possuir uma agricultura totalmente orgânica, ou seja, livre de agroquímicos.

Como forma de melhorar a condição de vida das galinhas, o sistema de granja orgânica conta com maior liberdade para os animais expressarem o seu comportamento natural e instintivo. Isso porque, fatores como uma alimentação balanceada e boas condições de vida refletem diretamente na qualidade da produção da avicultura.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo