Maminha: saiba mais sobre este corte bovino e sua produção no Brasil

Inicio » Pecuária » Maminha: saiba mais sobre este corte bovino e sua produção no Brasil
13/03/2019 Por
Maminha: saiba mais sobre este corte bovino e sua produção no Brasil

Maminha é um dos cortes bovinos mais procurado no mercado consumidor

O corte maminha possui muitos benefícios no consumo e, além disso, sua preparação é simples e pode ser feita das mais variadas maneiras.

A maminha é classificada como uma carne magra e, também por isso, é muito explorada nos pratos brasileiros. Tanto por quem busca opções mais magras e saudáveis de carne – para uma dieta balanceada – quanto para quem procura cortes suculentos para a preparação de receitas especiais.

Maminha

Características da maminha

A maminha é a parte da alcatra mais macia e ganha destaque entre os cortes mais populares na culinária brasileira. Além de ser a mais pedida nos churrasco, existem outras vantagens no consumo a peça. Conheça agora as principais características da maminha:

  • Formato triangular
  • Textura macia
  • Sabor leve e suave
  • Baixo teor de gordura, de apenas 2%
  • Localizada na parte traseira do boi
  • Conhecida como rabo da alcatra
  • Uma peça pesa, em média, 2 kg
  • Possui 75% de água em sua composição
  • Rica em proteínas

Esta carne está entre os principais cortes bovinos brasileiros reconhecidos no mundo. O principal parceiro comercial de carne do Brasil são os Estados Unidos, liderando o ranking de importação.

Somente em 2016, foram enviadas 15 mil toneladas de carnes brasileiras para os Estados Unidos, gerando uma receita aproximada de US$ 130 milhões. Além disso, outro país que também se delicia com este corte bovino, é a Argentina.

Em cada região onde esta carne é consumida possui uma nomenclatura. Na Espanha é chamada de Colita de Cuadril, já na França recebe o nome de Aiguillette Baronne e nos Estados Unidos se chama Tail of round ou Tri-tip.

A maminha no mercado da carne

A peça é vendida junto com o miolo da alcatra, o que proporciona um melhor aproveitamento. Entretanto, por ser uma carne muito procurada, o seu preço no mercado é relativamente baixo. A peça bovina pode custar entre R$ 14,90 até R$ 29,90 nos açougues.

Outro ponto relevante sobre este corte de gado é o fato de ser uma peça de alta qualidade. Em função disso, a maminha é comumente utilizada como uma substituta do filé mignon.

Reconhecido pelo alto rendimento, este corte bovino também destaca outras vantagens. Seu baixo teor de gordura influencia na sua utilização e por isso, é utilizada em muitas receitas brasileiras por ser considerada uma opção mais saudável.

Dessa forma, como modo de preparo do corte, não é recomendável que se retira a capinha de gordura antes de assar. Isso porque, ao retirá-la, há mais chances de a carne ficar dura. Portanto, após assar-la, essa capa deve ser cortada de forma correta –  por meio de cortes em tiras e sempre no sentido contrário das fibras.

Conforme dito anteriormente, a maminha tem destaque na culinária brasileira. Em razão disso, está entre os pratos mais consumidos no país. Alguns exemplos de receitas populares são:

  • maminha na panela com ervas e farofa de cenoura;
  • maminha na panela na cachaça com tubérculos rosti;
  • maminha na panela com batata e cenoura;
  • isca de maminha na panela com molho de gorgonzola;
  • maminha gratinada com bacon e cerveja e espetinho de maminha com tomate.

A maminha na pecuária

No mundo da pecuária, investir no gado bovino na intenção de venda desta peça é uma ótima alternativa de renda. Para evitar prejuízos, o pecuarista deve estar atento com pequenos cuidados que fazem a diferença.

Gado de corte maminha

No momento do embalo da peça, é importante coloca-lá em bandejas em que fiquem embaladas à vácuo. Além disso, é importante cuidar para que a espécie de gado seja bem selecionada.

Em conclusão, o investimento na maminha tanto no consumo como na pecuária é vantajoso pois seu lucro é certeiro.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo