Melão caipira é boa pedida para hortas domésticas

Inicio » Agricultura » Melão caipira é boa pedida para hortas domésticas
12/10/2020 Por
Melão caipira é boa pedida para hortas domésticas

Melão caipira tem aparência semelhante ao mamão. Adorado por muitos brasileiros, o melão caipira é um dos melões mais saborosos e procurados para consumo. De aspecto diferenciado, encontrá-lo nem sempre é fácil, mas a sua produção é sempre vantajosa e, dependendo da região, muito rentável.

Além disso, o melão caipira possui um tamanho que o diferencia dos demais e o seu interior também é diferente. Muitas vezes, quanto fatiado, é confundido com o mamão por conta das cores alaranjadas que possui na parte de dentro.

Melão caipira

O que é melão caipira?

Melão caipira é conhecido também como melão gaúcho. É um dos tipos de melão mais difíceis de encontrar. Ainda assim, é altamente saboroso e o seu plantio deve ser feito com muito cuidado e seguindo as recomendações necessárias.

O fato é que o melão caipira é mais comumente visto na região Sul do Brasil. Com formato oblongo, possui um aroma muito forte e vai muitíssimo bem com sucos, batidas, saladas de fruta, em formato de picolé ou puro.

Infelizmente, não existe exatamente uma variação do melão caipira. Ou seja, não existem diferentes tipos de melão caipira, mas existe, sim, uma grande variedade de melões altamente saborosos e interessantes para consumo.

Agronegócio e o melão

O melão em geral, logo, o melão caipira também, foi considerado relevante para um dos seus consumidores: China. A GACC (Administração Geral de Aduana da China) declarou oficial a autorização da importação de melão brasileiro.

Logo, a produção de melão caipira e demais espécies tende a duplicar ou até triplicar. Essa é uma ótima notícia, já que o Brasil é país muito rico na alimentação de frutas, mesmo que haja o consumo de carne em alta.

Porém, como se trata de um país tropical, é comum ver pessoas consumindo frutas de todos os tipos. Essa tradição tropical brasileira tem se espalhado para demais países onde o consumo de frutas não é algo tão principal na dieta.

Ainda há esperanças de que o ano de 2020 ou 2021 seja um ano de abertura para novos mercados e uma expansão de novos horizontes.

Além disso, a China é o maior consumidor de melões do mundo e será um ótimo negócio para todos os profissionais que ganham a vida com a plantação de melão, inclusive melão caipira. Afinal, basta apenas conquistar 1% do mercado chinês para que a exportação e a produção dobre de tamanho.

Melão caipira

Como plantar melão caipira?

Antes de aprender como plantar melão caipira, saiba que se trata de fruta altamente rústica e rasteira. Isso quer dizer que a mesma cresce e se espalha pelo chão e não na altura das árvores, como na grande maioria das frutas.

Como possui coloração alaranjada, semelhante ao mamão, a polpa é diferente pois é crocante e com um alto teor de açúcar. O sabor também é ótimo e diferenciado, além de possuir uma melhor adaptação em temperaturas amenas ou quentes, mas jamais frias demais.

Para o seu plantio, não é preciso se preocupar com o desterroamento, mas é necessário que o solo esteja arado com uma profundidade de 30 centímetros, além de também precisar de uma gradeação no sentido contrário ao da aração.

Para plantar o melão caipira, é necessário haver um espaçamento de 2,0 x 0,5 m. É preciso deixar uma planta por cova e somar uma população de 10.000, usando de 1,0 kg a 1,5 kg de sementes para plantar um hectare, por exemplo.

Porém, é importante frisar que, para o seu plantio, é utilizado o método de semeadura direta na cova. Nesse tipo de semeadura, é comum que seja feita ao lado do sulco de irrigação e sempre a favor do vento.

É sempre preciso retirar as plantas raquíticas através do desbaste, além de deixar somente uma planta por cova. Porém, somente faça isso a partir do momento em que o melão estiver com quatro folhas definitivas.

Irrigação e colheita

O melão caipira não gosta de umidade em excesso e menos ainda que a água molhe suas folhas e suas hastes, principalmente no período da floração. Porém, somente no período da semeadura à emergência é que deve ser regado diariamente, mas com baixa intensidade.

A partir do momento em que se encontra da emergência à frutificação, a frequência é reduzida, mas a intensidade deve ser maior. Na frutificação, reduz-se lentamente a quantidade de água. Durante a colheita, o mesmo deve ser regado somente para não murchar.

A colheita do fruto ocorre de 70 a 80 dias após o plantio. Afinal, é a época em que o teor de açúcar está maior do que 9º Brix. Nesse período, o melão caipira está uniforme e no ponto. Em seguida, os melões seguirão para a classificação dos frutos.

Caso queira ingressar na produção e plantio de melão caipira e demais espécies, como uma forma de adquirir renda e viver disso, é possível encontrar cursos profissionalizantes na internet. Nesses cursos, são ensinados todos os detalhes para produzir um melão caipira de sucesso e que garantirá um ótimo lucro.

Melão caipira

Espécies mais conhecidas de melão

É perfeitamente comum encontrar diversos tipos de melão, seja no supermercado, em hortas, na beira de estrada ou em qualquer outro lugar. Nem sempre quem procura por tal assunto são profissionais agricultores e que possuem tal segmento como fonte de renda.

Na verdade, é muito comum encontrar doceiras, nutricionistas e simpatizantes sempre querendo saber mais sobre a fruta e popularidade da mesma.

Uma das maiores curiosidades da grande maioria das pessoas é sobre os tipos de melões existentes além do melão caipira. São eles:

  • Pele-de-sapo;
  • Orange;
  • Israelense;
  • Matisse.

Independente do tipo de melão, todos são altamente saborosos, mesmo que alguns possuam um teor de açúcar mais alto do que outros. Ainda assim, é uma fruta de benefícios incríveis, sendo altamente consumida por quem está em uma ingestão controlada de calorias. Vale mencionar, inclusive, que as frutas são excelentes em qualquer dieta, pois fornecem nutrientes importantes para o organismo.

Isso também inclui o melão caipira, já que o mesmo é altamente consumido por saciar a vontade incontrolável que muitas pessoas sentem pelo doce. Além disso, é altamente consumido para refrescar e matar a sede em épocas muito quentes.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo