Pamonha é um quitute brasileiro de sabores surpreendentes

Inicio » Agronegócio » Pamonha é um quitute brasileiro de sabores surpreendentes
02/11/2020 Por
Pamonha é um quitute brasileiro de sabores surpreendentes

Pamonha é iguaria tradicional consumida em todo o território e um dos derivados do milho, cereal que o Brasil é o maior exportador mundial. A pamonha, não necessariamente como conhecemos atualmente, sempre esteve presente na alimentação de várias tribos indígenas espalhadas por todas as Américas.

Pamonha doce, tradicionalmente, é a versão mais apreciada, além de ser, também, a mais consumida pelos brasileiros. Entretanto, as variações salgadas que levam carnes e embutidos ou queijos, por exemplo, em seus recheios, típicas da região Centro-Oeste, agradam a muitos paladares.

Pamonha

O que é pamonha?

Pamonha é, tradicionalmente, um doce elaborado com milho, açúcar, leite, manteiga e condimentos. Então, a massa é embrulhada em algum tipo de folha como se fosse um pacote, amarrada e cozida em água até que adquira consistência firme, mas macia.

O quitute, sempre presente em festas juninas, é também muito comercializado em estradas por todas as regiões do Brasil, além de iguaria comum nas ruas das grandes cidades, anunciadas pelos vendedores por seus alto-falante: “Pamonha, pamonha, pamonha”.

Origem da pamonha

Embora muitos acreditem que a pamonha seja um quitute genuinamente brasileiro, a iguaria já era consumida há séculos por várias tribos indígenas da América Latina.

A princípio, o quitute criado pelos indígenas era apenas uma massa feita com milho ralado grosso, envolta em folhas de bananeira e cozidas lentamente em banho-maria. Os índios a batizaram com o nome de “pa’muña”, que em tupi-guarani significa “pegajoso”.

Mas, com o passar dos anos, outros ingredientes foram incorporados à massa, de acordo com a região e a cultura de cada povo. Além disso, novas folhas, que servem como embrulho para o cozimento da pamonha, também surgiram como, por exemplo, as de milho frescas, as de palha de milho secas e as da figueira.

Ingredientes da pamonha

Como dissemos anteriormente, a massa da pamonha era feita basicamente com milho ralado. Atualmente, a massa ganhou novos ingredientes como leite, ou leite de coco em determinadas regiões brasileiras, manteiga, milho ralado fino, além de especiarias como, por exemplo, canela e açúcar, ou sal nas variações de pamonha salgada.

A pamonha com queijo, por exemplo, típica do estado de Minas Gerais, produzida “à moda antiga” pelas famílias em suas propriedades rurais, é recheada com uma generosa fatia de queijo Minas.

Milho é o principal ingrediente da pamonha

O milho, grão consumido mundialmente, foi o pilar da alimentação dos povos indígenas e presente em várias civilizações. O grão é cultivado por todo o país, tendo como seu maior produtor o estado de Mato Grosso. No ano de 2019, o Brasil produziu mais de 44 milhões de toneladas.

A estimativa do IBGE para 2020 é que a produção de milho atinja mais de 93 milhões de toneladas, com tendência para um maior volume na 2ª safra, aproximadamente mais de 66 milhões de toneladas. A produção brasileira de milho corresponde, atualmente, a aproximadamente 25% do volume global.

A saca de milho (60 kg) na segunda quinzena de maio/2020/ em Campinas/SP atingiu preços R$54,00 para venda e R$ 53,00 para compra, conforme cotação do Canal Rural. Já o quilo do milho no varejo pode ser encontrado, aproximadamente, por R$ 7,00.

Pamonha

Benefícios da pamonha

A pamonha é uma iguaria que tem como ingrediente básico o milho, grão rico em fibras, vitamina C, e do complexo B, por exemplo, além de fonte de antioxidantes e carboidratos, o que garante energia.

Dessa forma, o consumo de milho auxilia na melhoria do trânsito intestinal, assim como a perda de peso em virtude de sua alta concentração de fibras. As vitaminas presentes no grão auxiliam na prevenção do envelhecimento precoce, bem como da osteoporose.

Já os antioxidantes presentes no milho, auxiliam na prevenção de doenças oculares. Além disso, as vitaminas do complexo B como, por exemplo, a B1, também chamada de tiamina, auxiliam na prevenção de doenças degenerativas como Mal de Alzheimer.

Mas não somente isso. A tiamina também auxilia na prevenção de alguns tipos de cânceres, bem como de doenças cardiovasculares. Além disso, o milho é fonte de carboidratos, que garantem uma boa dose de energia para o corpo humano.

Outro ingrediente presente na elaboração da pamonha é o leite, bem como alguns de seus derivados como, por exemplo, manteiga e queijo. O leite, por sua vez, é fonte de cálcio, que fortalece os ossos e auxilia na prevenção da osteoporose. Além disso, é rico em fósforo, que auxilia na saúde dental.

Assim, apesar da iguaria levar açúcar em seu preparo, portanto, ser bastante calórica (uma unidade apresenta, aproximadamente, 270 kcal), se incluída de forma equilibrada na dieta, torna-se uma grande aliada da saúde.

Como fazer pamonha?

Bom, em primeiro lugar, é necessário ter uma boa dose de paciência, tempo disponível, além de braços fortes para fazer pamonhas. Entretanto, a iguaria é extremamente deliciosa e, seu preparo, arte pura. Acompanhe, em seguida, como preparar o quitute.

Escolha e preparo do milho

  • A espiga não deve estar muito mole, tampouco dura demais, assim como nem muito branca ou muito amarela;
  • Os cabelos devem estar bem colados à espiga e devem ser todos retirados;
  • As pontas das espigas devem ser cortadas;
  • As palhas externas, bem como próximas às espigas, devem ser desprezadas;
  • O milho deve ser ralado e, em seguida, coado em uma peneira fina para que as cascas do grão não passem para a massa;
  • Em seguida, são acrescentados à massa, açúcar e uma pitada de sal, que é para realçar o sabor do doce. Lembrando que a receita de pamonha tradicional leva apenas açúcar em sua elaboração;
  • Logo depois, as palhas do milho são aferventadas para que amoleçam e, em seguida, a massa é colocada dentro delas, fechadas como pequenos pacotes e amarradas;
  • Aí então são cozidas em água fervente até que a massa fique consistente, mas macia.

Pamonha

Receita de pamonha

Agora que já conhece os passos fundamentais para a elaboração desse delicioso quitute, que tal se aventurar e preparar uma versão que tem como um dos ingredientes o coco, fruto muito produzido e consumido no Brasil? Anote a receita.

Ingredientes:

  • 12 espigas de milho;
  • 1 x de chá de coco ralado fresco;
  • 200 ml de leite de coco;
  • 1 x de chá de açúcar;
  • 1 pitada de sal.

Modo de preparo:

  1. Antes de mais nada, descasque as espigas, lave as palhas, afervente-as e reserve;
  2. Logo depois, corte as pontas e rale as espigas de milho;
  3. Em seguida, bata muito bem no liquidificador junto ao leite de coco até obter uma massa homogênea, passe pela peneira e então coloque em um recipiente;
  4. Logo após, adicione à massa, o açúcar, o sal e o coco;
  5. Então, disponha a massa sobre a palha, embrulhe como um pacote e amarre bem com o auxílio de tiras de palha;
  6. Por fim, leve ao fogo em água fervente por 1 hora, ou até que a massa fique consistente, mas macia.

A pamonha, em muitas cidades interioranas pelo Brasil afora, ainda é preparada de forma artesanal. O processo de fabricação do delicioso quitute é considerado uma arte que tem o dom de reunir familiares e amigos que passam o dia todo trabalhando em sua elaboração.

Tags:

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo