Pesca artesanal e a sua importância na agropecuária

Inicio » Pecuária » Pesca artesanal e a sua importância na agropecuária
14/02/2019 Por
Pesca artesanal e a sua importância na agropecuária

Pesca artesanal exerce grande influência no setor e mercado agro

A pesca artesanal é vista como a pesca mais amiga da natureza pelo fato de nela serem usados elementos positivos ao meio ambiente. Diferente de outras atividades, como a pesca industrial, por exemplo.

A importância da pesca artesanal se deve ao fato de que, sem ela, as oportunidades de trabalho ligadas à sustentabilidade seriam perdidas pelos pescadores, sem contar o fato de que o mercado também seria prejudicado com a diminuição de pescados disponíveis para comercialização.

Barco em que pode ser feita a pesca artesanal

O que é pesca artesanal?

A pesca artesanal é o tipo de pesca caracterizada pela mão de obra familiar em pequenas embarcações, como barcos e balsas. É uma atividade realizada em proximidades de costas, rios e lagos, destinada ao consumo familiar e aos mercados locais ou nacionais. Por isso, tem grande importância para as nações em desenvolvimento.

Tipos de pesca no Brasil

Além da pesca artesanal, há outros tipos de pesca no Brasil, incluindo:

  • pesca esportiva: é considerada um hobby e tem a vantagem da libertação dos peixes no meio ambiente e a preservação do ecossistema;
  • pesca de rodada: muito utilizado na pesca de robalos. Usa-se um barco que navega em movimentos circulares, subindo o rio com o motor ligado e descendo com ele desligado;
  • pesca de praia: é uma modalidade que requer equipamentos resistentes à água salgada e necessita de uma vara mais comprida para a pesca. Envolve desde espécies pequenas como perna de moça, até espécies grandes como robalos.
  • pesca de fly: é um estilo que faz uso de varas finas e compridas para iscas leves; faz a captura de espécies como salmão, trutas e tilápia.
  • pesca oceânica: é uma pescaria que pode ser feita com grandes iscas e em profundidades. Necessita de materiais específicos e pesados para suportar a pesca de atuns, olho-de-boi e dourado-do-mar, entre outros.
  • pesca industrial: pouco parecida com a pesca artesanal, é uma das principais modalidades de pescas realizadas no mundo.

A pesca industrial, diferente da artesanal, faz uso de grandes embarcações, como navios, e bem equipadas com redes potentes. Dessa forma, é associada à captura de pescados com auxílio de meios modernos de conservação dos peixes.

A pesca artesanal no Brasil é influenciada por elementos ambientais, econômicos, sociais e políticos. Apesar de o país ter uma imensa dimensão da costa e um competência continental na extração de pescados, a maioria dos patrimônios pesqueiros estão ameaçados devido à interferência humana.

As técnicas utilizadas por pescadores artesanais são sempre visando a proteção ambiental e dos peixes. A pesca com linha e anzol reduz a captura acidental, ou seja, de peixes que não são alvos da pescaria; e de juvenis, auxiliando na população e procriação dos peixes.

Pesca artesanal

Pontos negativos da pesca artesanal

Embora a pesca artesanal seja a que mais protege o meio ambiente, há também alguns contras na atividade, como:

  • a ilegalidade de algumas pescarias como a denominada período de Piracema – processo de reprodução dos peixes – dificulta o pescado;
  • a deterioração do habitat natural e de extrema importância para o desenvolvimento de espécies; a poluição de rios, lagos e lagoas acontece constantemente entre grupos de pescadores.

Grande parte dos impactos negativos causados pela pesca artesanal podem ser melhorados com base na educação ambiental e no cuidado com a natureza. Por isso, vale lembrar a importância do respeito nas relações entre seres humano e territórios ambientais.

Agro20 | Portal Vida No Campo