Plantio direto é atividade vantajosa para o meio agro e ambiental

Home » Agricultura » Plantio direto é atividade vantajosa para o meio agro e ambiental
27/02/2019 by
Plantio direto é atividade vantajosa para o meio agro e ambiental

Plantio direto tem grande influência no mundo do agronegócio

A técnica do plantio direto é uma das que destaca desempenho benéfico e sadio para o mundo agro e para o meio ambiente. Isso porque, além de disponibilizar uma quantidade maior de matéria orgânica, também garante uma diversidade maior de plantas.

Muito usado na produção de alimentos bastante populares no dia a dia dos brasileiros, o plantio direto tem, ainda, a vantagem de não exigir uma preparação específica do solo para que possa ser feito. Grãos como feijão, soja, milho, arroz e trigo são alguns dos frequentemente produzidos coma  ajuda da técnica.

plantio direto

O que é plantio direto?

O plantio direto é um sistema de manejo de solo que visa diminuir o impacto de produtos e máquinas agrícolas no cultivo. Dessa forma, além de propiciar economia financeira, também é garantida uma produção mais saudável, de maneira geral. A preferência em utilizá-lo no lugar de métodos convencionais tem aumentado nos últimos anos, pois, em função uso de um volume maior de água, o campo se torna viável para outros cultivos. Isso porque uma maior infiltração de água no solo aumenta o seu rendimento e capacidade de armazenamento.

A aplicação desse tipo de plantio pode ser extremamente lucrativa quando feita de maneira correta. E, entre os benefícios que pode oferecer para os agricultores – além de diminuir os custos de produção e impactos ambientais, podemos citar:

  • maior retenção de água no solo;
  • facilidade de infiltração da água no solo;
  • redução da erosão e perda de nutrientes;
  • evita assoreamento de rios;
  • enriquecimento dos solos;
  • economia de combustível;

A estrutura de máquinas e implementos no sistema de plantio direto baseia-se em efetuar o plantio, realizar a colheita, a pulverização e o manuseio das culturas de cobertura.

Enquanto a semeadora corta a palhada que recobre o solo e auxilia o depósito de adubo e sementes no plantio; a colhedeira auxilia no direcionamento do fluxo de palha. Isso é feito para produzir uma camada morta apropriada para o plantio direto.

Sucesso no sistema de plantio direto

Para obter sucesso na implantação do plantio direto, é importante seguir algumas especificações para garantir o sucesso e o rendimento da produção, entre eles:

  • Qualificação do agricultor
    É necessário que tenha conhecimento amplo e domínio das fases do sistema. Acompanhar a dinâmica de pragas, doenças, plantas daninhas, fertilizantes e modificações causadas ao ambiente é fundamental.
  • Gerenciamento e treinamento de mão de obra
    Treinamento de mão de obra para as pessoas que operam as principais máquinas do sistema como semeadoras, pulverizadores e colhedoras.
  • Nivelamento da superfície do terreno
    Solos com sulcos ou valetas devem ser niveladas e o terreno deve ter superfície homogênea.
  • Correção da acidez do solo antes de iniciar o plantio
    Adaptações que se mostrem necessárias devem ser feitas antes que seja iniciada uma nova produção.
  • Nivelamento da fertilidade nas faixas de média a alta
    As correções dos teores de fósforo e potássio são necessárias antes de iniciar o sistema de plantio direto, para manter os níveis de fertilidade na faixa alta e estabelecer a adubação de reposição.

plantio direto

Por fim, a aplicação do plantio direto vem ganhando cada vez mais visibilidade em meio aos agricultores. Isso porque, além dos benefícios para quem produz, também contribui com o meio ambiente, o território rural e suas produções.

Agro20 | Portal Vida No Campo