Salame tem origem italiana e costuma ser feito com carne suína ou bovina

Inicio » Agronegócio » Salame tem origem italiana e costuma ser feito com carne suína ou bovina
29/08/2019 Por
Salame tem origem italiana e costuma ser feito com carne suína ou bovina

O salame é um embutido de origem italiana e um alimento historicamente associado aos camponeses

A origem do salame remonta a Roma Antiga, assim como representa uma das mais antigas formas de conservação da carne. Ao mesmo tempo, era consumido como um substituto em períodos de escassez de carne fresca.

Tradicionalmente, na Itália, o autêntico salame é feito com carne e gordura suína da melhor qualidade. Entretanto, para conferir aroma e sabor, são adicionadas algumas especiarias. Entre elas, encontramos pimenta, erva-doce, sal, vinho, bem como alho e, às vezes, maçã e canela.

salame

O que é salame?

Salame é um alimento considerado de charcutaria, assim como a mortadela e o presunto. Esse termo é aplicado à produção de alimentos a fim de que sejam conservados.

Para isso, podem ser utilizados diversos processos como, por exemplo, a salga, a defumação, bem como cura e fermentação. Além disso, podem ser utilizados, também, o cozimento e a desidratação. Entretanto, mais de um processo pode estar presente em um mesmo preparo.

Como é feito o salame?

É bem verdade que, ao longo dos séculos, variações regionais, bem como novas técnicas, foram criadas para a produção do alimento. Tradicionalmente, o autêntico salame italiano é feito somente com carne e gordura suína, bem como especiarias, condimentos e sal.

A princípio, é utilizada a paleta e a panceta suína cortadas em pedaços e colocadas a baixas temperaturas para exterminar possíveis bactérias. A seguir, ambas são moídas, de forma mais fina ou mais grossa. Esse processo pode variar de acordo com o tipo de embutido.

Logo depois de formada a pasta, adiciona-se as especiarias, bem como condimentos e sal. O sal é fundamental para a desidratação da carne e o processo de cura. Isso porque ele inibe a proliferação de microrganismos responsáveis pela deterioração da carne.

Além disso, ainda são adicionadas algumas culturas de bactérias benéficas. Finalmente, adiciona-se pimenta, vermelha ou preta e, às vezes, sementes de erva-doce, bem como alho. Logo depois, inicia-se o processo de fermentação a 30°C.

Processo de embalagem e maturação

Após 1 dia, a carne é embalada em materiais naturais – tripas – que podem ser feitos de esôfagos, intestinos, bem como estômagos de suínos, vacas e ovelhas, por exemplo. Esse processo, na maioria das vezes, é utilizado no preparo do salame artesanal.

No entanto, a nível industrial, são utilizados materiais artificiais como, por exemplo, colágeno.

salame

Logo após essa etapa, o embutido é encubado por mais 2 dias em um ambiente com umidade em torno dos 80°C. Posteriormente, inicia-se o processo de secagem, com temperatura em torno dos 15°C. A secagem, de acordo com o diâmetro do embutido, pode durar de 30 a 90 dias.

Tipos de salame e suas diferenças

O mercado oferece vários tipos do embutido. Acompanhe, a seguir, alguns deles, bem como suas diferenças.

  • Salame Hamburguês: é elaborado com carnes suína e bovina e condimentos como páprica doce, cebola e pimenta malagueta. Além disso, possui um calibre (diâmetro) maior;
  • Salaminho: é elaborado, assim como o italiano, com carne suína e gordura, além de condimentos como alho e pimenta, entre outros. Porém, o que o diferencia do italiano é seu calibre, além do processo de cura que é mais curto, ou seja, de apenas 30 dias;
  • Salame Alemão: é elaborado com carne suína selecionada e gordura. Além disso, leva especiarias como alho e pimenta preta;
  • Pepperoni: é elaborado com carnes suína e bovina, além de condimentos e especiarias como páprica picante e pimenta, entre outros. O embutido é uma criação norte-americana inspirado no tradicional salame italiano;
  • Salame colonial: é elaborado com carne suína – somente pernil – além de especiarias e queijo colonial;
  • Salame copa: é elaborado apenas com a sobrepaleta suína e especiarias como canela, noz-moscada, pimenta, cravo, sal e açúcar. A maturação é de 60 dias.

Receitas com salame

O salame é um dos petiscos favoritos do brasileiro, ao lado do saboroso queijo provolone. Como acompanhamento de uma cerveja bem gelada, é irresistível! Também é possível preparar receitas deliciosas utilizando o embutido.

Além disso, ele empresta seu nome a um dos doces mais apreciados na cozinha italiana, bem como na portuguesa: o salame de chocolate!

Anote essas 2 receitas deliciosas.

Quiche de salame e ricota

Ingredientes da massa

  • 3 xícaras de chá de farinha de trigo;
  • 1 colher de chá de sal;
  • 1 xícara de chá de margarina;
  • 1 ovo;
  • 4 colheres de sopa de água gelada.

Modo de preparo

  • Em primeiro lugar, misture a farinha com o sal, acrescente a manteiga e o ovo;
  • Em segundo lugar, misture bem e adicione uma colher de água por vez até obter uma massa homogênea;
  • Depois, forre o fundo e as laterais de uma assadeira de fundo removível com a massa e deixe na geladeira por 1 h;
  • Por fim, fure a massa com um garfo e asse em forno pré-aquecido 180°C por 25 min ou até dourar. Deixe esfriar.

Ingredientes do recheio

  • 100 gr de salame fatiado e cortado em tirinhas;
  • 250 gr de ricota passada pela peneira;
  • ½ xícara de chá de azeitonas pretas picadas;
  • 1 xícara de chá de maionese;
  • ½ xícara de chá de queijo parmesão para polvilhar.

Modo de preparo

  • Primeiramente, misture muito bem os 4 primeiros ingredientes;
  • Logo depois, espalhe sobre a massa, polvilhe com o parmesão e volte ao forno por 12 min ou até gratinar e ficar dourada.

salame

Salame de chocolate

Ingredientes

  • 1 xícara de chá de açúcar;
  • ½ xícara de chá de manteiga;
  • 1 ovo inteiro;
  • 100 g de chocolate em pó;
  • Meio cálice de vinho do Porto;
  • 1 pacote de biscoitos tipo Maria bem quebrados;
  • Papel vegetal.

Modo de preparo

  • Primeiramente, bata o açúcar com a manteiga até obter um creme claro e fofo;
  • A seguir, junte o ovo, o chocolate, o vinho e continue batendo;
  • Logo após, adicione os biscoitos e misture bem;
  • A seguir, distribua a massa sobre o papel vegetal, enrole no formato de salame e aperte bem;
  • Por último, leve à geladeira para firmar;
  • Para servir, corte em fatias, sem tirar o papel vegetal.

Apenas de ser um embutido delicioso, vale ressaltar que o salame engorda.

Em 1 fatia média, são encontradas quase 80 calorias. Dessa forma, o salame deve ser consumido com moderação para evitar o ganho de peso. Fique atento!

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo