Serrapilheira é camada superficial de áreas vegetadas

Inicio » Agricultura » Serrapilheira é camada superficial de áreas vegetadas
03/08/2020 Por
Serrapilheira é camada superficial de áreas vegetadas

Serrapilheira tem importante papel ecológico

Em suma, a serrapilheira reveste o sedimento aquático ou o solo de modo superficial, sendo a via principal de retorno dos nutrientes ao solo ou ao sedimento.

Devido às suas características, a serrapilheira também pode ser conhecida como “liteira” ou “manta morta”.

Serrapilheira

O que é serrapilheira?

Serrapilheira é uma camada composta pela deposição de ramos, folhas e outros restos de plantas. Além disso, a formação da serrapilheira também inclui um acúmulo de matéria orgânica viva, em estágios distintos de decomposição.

Serapilheira

Como destacado, a composição da serapilheira consiste em resíduos vegetais como, por exemplo, os listados a seguir:

  • Material fecal;
  • Excretas;
  • Restos animais;
  • Sementes;
  • Flores;
  • Frutos;
  • Ramos;
  • Caules;
  • Folhas.

No entanto, esse conjunto de componente pode variar conforme o ecossistema no qual a serrapilheira está inserida, bem como as características singulares do mesmo.

Por exemplo, em sedimentos (ecossistema aquático), tende a apresentar detritos de algas, além dos detritos florestais da vegetação dos entornos, como frutos, ramos e folhas. Em suma, nos biomas florestais na totalidade, as serrapilheiras são majoritariamente formadas por folhas.

Serrapilheira

Qual a importância ecológica da serrapilheira?

Sem dúvida, a serrapilheira desempenha um papel ecológico de suma importância. Afinal, é responsável por manter e promover a integridade do sistema florestal.

As serrapilheiras exercem essa função atenuando os processos erosivos, bem como fornecendo substâncias que integram as partículas dos solos. Assim, tornam o solo mais estável em termos estruturais.

Além disso, as serrapilheiras funcionam como isolantes térmicos, agindo, ao mesmo tempo, como um bloqueio que evade a lixiviação intensa causada pelas chuvas. Assim, as serrapilheiras retêm uma proporção considerável de água, diminuindo, por extensão, as evaporações no solo.

Sem dúvida, essa função contribui de modo substancial para o desenvolvimento e crescimento das plantas. A fertilidade de um solo, bem como a produtividade (tanto secundária quanto primária) de um ecossistema determinado, são amplamente condicionadas por meio da dinâmica de uma serrapilheira.

Isso ocorre porque essa é via principal de transferência de material orgânico para o solo. Assim, possibilita que os nutrientes sejam reaproveitados pela biota. O processo que promove o reaproveitamento leva o nome de “ciclagem dos nutrientes”.

Serrapilheira

O que é dinâmica das serrapilheiras?

A dinâmica das serrapilheiras é uma expressão que abrange os procedimentos de decomposição, acúmulo e formação.

A dinâmica da serrapilheira, ainda que integrante de um ecossistema igual, pode não seguir um padrão ao decorrer do ano. Afinal, sua dinâmica pode passar por variações conforme os distúrbios antrópicos ou naturais, além da sazonalidade respeitante a cada região.

Sem dúvida, a dinâmica das serrapilheiras é um tópico de importância crucial, afinal, ela é encarregada pela restauração biológica, química e física da qualidade dos solos, potencializando sua capacidade para as trocas catiônicas.

Serrapilheira amazônica

A capacidade da floresta – como a Amazônia – de reaproveitar os nutrientes está intimamente ligada à decomposição e produção da serrapilheira amazônica.

De fato, esses são processos fundamentais e indispensáveis para a manutenção das florestas como a amazônica. A serrapilheira se faz ainda mais valiosa em áreas onde o solo é pobre em termos de nutrientes.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo