Suínos e as vantagens da sua criação para o agronegócio no Brasil

Inicio » Pecuária » Suínos e as vantagens da sua criação para o agronegócio no Brasil
15/03/2019 Por
Suínos e as vantagens da sua criação para o agronegócio no Brasil

O mercado dos suínos é, hoje, um dos mais vantajosos e lucrativos do Brasil

Os suínos, popularmente chamados de porcos, compõem grande parte das fazendas brasileiras e são uma opção que exige investimento médio para quem quer começar neste universo agro.

A criação dos suínos no Brasil é uma cultura trazida pelos portugueses no século XVI.

O sucesso na criação do gado suíno foi certeiro e, nos dias de hoje, sua carne suína é – depois da carne vermelha – a mais procurado pelas famílias brasileiras. O país passou a consumir as principais raças de suínos cultivadas em Portugal, entre elas: ibérico; céltico; asiático; e raças provindas de mestiças.

Suínos

O aumento de produção na pecuária no país é notável. Até 2024 o crescimento está estimado em 21% segundo Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura.

Portanto, para os pecuaristas, as vantagens da criação do gado suíno são diversas.  Além de ótima adaptação até baixo custo de investimento, a procura pelo gado suíno é grande.

Características do gado suíno

No fator climático, a criação de porcos é muito adaptável às mais variadas estaçõesJá em sua alimentação, os porcos possuem uma base alimentar muito simples contendo verduras, grãos, legumes. No Brasil, a soja é utilizada como ração para ganho de peso mais acelerado.

No setor de reprodução, o período de gestação das leitoas é curto e farto. Cada uma gera em média 13 leitões e a possibilidade de todos sobreviverem é grande. Entretanto, é necessário grande cuidado com os filhotes desde o momento do nascimento, como higiene dos animais.

No mundo do agronegócio, as vantagens lucrativas são diversas. O rebanho suíno é o mais lucrativo dos animais domesticáveis. Necessita de cuidados simples por ser naturalmente auto suficiente e as fêmeas são muito férteis.

Suínos comparados ao gado leiteiro

Apesar de a vaca leiteira produzir matéria prima, não consegue se sustentar com alimentos de pouca qualidade. Então, deste determinado aspecto, o gado suíno gera menos gastos – por ter uma dieta mais simples e barata de prover.

Em questões ambientais, os suínos também saem na frente. Além de se adaptar facilmente a qualquer tipo de solo, o suíno aduba a terra através de seus dejetos, por conseguinte, se torna um solo fertilizado naturalmente.

Carne suína

Muito procurada na culinária brasileira para preparo de pratos típicos, a carne suína é utilizada em diferentes pratos populares no país, incluindo feijoada, baião de dois e maniçoba, entre outros. Parte disso se deve ao fato de ser uma carne de muita qualidade e de preparo fácil e rápido.

Desvantagens do gado suíno

O alto índice de doenças suínas a que estes animais estão expostos pode ser um item citado entre as principais desvantagens da produção dessa carne. Portanto, é necessário que seu produtor mantenha sempre a higiene do ambiente para evitar a transmissão de agentes contaminantes para o rebanho.

Suinocultura no Brasil

Em primeiro lugar, em âmbito nacional, a suinocultura é bastante explorada e gera lucros no mercado de exportação dentro do país. Por isso, o maior produtor é o Sul e a região Paraná liderando no ranking com maior rebanho suíno.

Suínos

A exportação de carne suína brasileira no mundo possui uma receita anual estimada em U$$ 1.483 milhões desde 2016. Isso, de acordo com informações da ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal).

Eventualmente, para o agronegócio, o investimento na criação dos suínos carrega muitos benefícios ao seu suinocultor, tanto lucrativo em sua carne como a possibilidade de agricultura a partir da fertilização que seu adubo promete.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo