Tomate seco é um coringa na cozinha, simplesmente delicioso

Inicio » Agricultura » Tomate seco é um coringa na cozinha, simplesmente delicioso
08/12/2020 Por
Tomate seco é um coringa na cozinha, simplesmente delicioso

Tomate seco ajuda a evitar a degeneração macular. Um ingrediente amplamente usado na culinária, ele possui um sabor único e pode ser incluído no preparo de diversas receitas. Do mesmo modo, protege a pele e os olhos, inclusive contra a degeneração macular.

Além disso, o tomate seco também contribui com a saúde cardiovascular, visto que é uma fonte rica em antioxidantes. Também ajuda a diminuir a retenção de líquidos no organismo, devido às suas propriedades diuréticas.

Tomate seco

O que é tomate seco?

Tomate seco é o resultado de um processo de desidratação que acaba deixando o ingrediente com um sabor mais acentuado, diferenciado e ideal para ser explorado na culinária. Dessa forma, o tomate que passa por esse processo acaba concentrando também mais nutrientes.

Entretanto, a massa total do vegetal acaba diminuindo e, para ter quantidades equivalentes em gramas de tomates frescos e secos, é necessário acumular maior volume do desidratado. Em geral, 1 tomate fresco equivale a 12 tomates desidratados, resultando em aproximadamente 100 gramas.

Para melhor compreender o que é tomate seco, é necessário entender como é feito o processo de desidratação. Assim sendo, os tomates são elaborados com sal ou dióxido de enxofre para então conduzi-los ao calor, dando assim a aparência que conhecemos.

Sabendo que o sabor e também os nutrientes do tomate seco desidratado possuem índices maiores por decorrência da concentração, veja agora uma lista das principais substâncias benéficas encontradas em abundância:

  • Licopeno;
  • Vitamina A;
  • Potássio;
  • Magnésio.

Além disso, vale também lembrar que o tomate nessa forma possui menos calorias que os tomates frescos. Por conta disso, consumir os tomates desidratados pode ser muito benéfico para a saúde, tanto pelo fator nutricional, quanto para contribuir no processo de emagrecimento.

Tomate seco

Como fazer tomate seco?

Sabendo que existem processos industriais que são empregados na produção desses produtos, muitas pessoas procuram saber como fazer tomate seco em casa. Dessa forma, existem diversas receitas simples e fáceis para isso.

Para o modo mais comum de fazer em casa, basta pegar os tomates, remover as sementes e então aplicar vinagre neles. Da mesma forma, é preciso aplicar uma solução de sal e açúcar nos vegetais, sendo uma mistura de 5 partes de açúcar para 1 de sal.

No entanto, os tomates devem estar picados e dispostos com a casca para baixo em uma forma, para então ser aplicada a solução citada acima. As peças do tomate seco no microondas são aquecidas para drenar a água natural e depois são levadas ao forno por um período de 30 minutos a 200 °C.

As peças podem ser temperadas a gosto, com sal, azeite, orégano, alho, louro e pimenta. Desse modo, também é possível saber como fazer tomate seco no sol. Basta colocá-los no sol intenso de verão, preferencialmente com temperatura superior aos 32 °C e com baixa umidade.

É importante também cobri-los com um pano para evitar que insetos e sujeiras venham a contaminar os vegetais. Além disso, esse processo com o sol pode levar de um até diversos dias para atingir o ponto certo de desidratação.

Assim sendo, fica fácil compreender como é feito o tomate seco, inclusive com a possibilidade de fazê-los de modo caseiro. As possibilidades de consumo desse tipo de vegetal na culinária são infinitas, com muitas receitas diferentes em que se pode utilizá-los.

Agora abordaremos alguns pratos com tomate seco, para que se possa compreender melhor as múltiplas formas de uso desse alimento na culinária. Dessa forma, será possível inclusive conhecer as aplicações e usar da criatividade na cozinha.

Receitas com tomate seco

Existem diversas receitas com este ingrediente e vamos abordar algumas a seguir. Uma das mais comuns aplicações desse vegetal desidratado é em massas e pizzas, sendo utilizado em molhos e em recheios desses alimentos.

Desse modo, temos a mistura famosa de rúcula com tomate seco, que é amplamente elaborada em recheios de pizzas. Tal combinação também pode ser aplicada em risotos e massas, visto que o sabor marcante do tomate desidratado combina muito bem com o paladar firme da rúcula.

Outra receita de tomate seco bastante comum são as saladas em que esse vegetal é incluído. Assim sendo, o tomate desidratado pode ser combinado com a salada de rúcula, com outras diversas folhas em molho ou até mesmo misturado a queijos e azeites especiais.

A clássica salada com tomate seco também pode acompanhar uma gama enorme de pratos e receitas, enriquecendo o paladar e dando muita criatividade a outras comidas e pratos. Entretanto, as possibilidades não acabam por aí.

O tomate seco caseiro pode ser utilizado para todas as indicações citadas acima, bem como para ser consumido em uma conserva feita de azeites e temperos. Desse modo, é possível fazer a receita dos vegetais desidratados e ainda poder consumi-los ao longo de dias e até de meses.

O tomate seco em conserva feito de modo caseiro pode ter uma validade de até seis meses. Assim, isso dá a possibilidade de fazer em grande escala e otimizar o processo. Além disso, é possível produzir de forma artesanal para presentear alguém e até para vender.

Tomate seco

Outras formas de consumo

Existem algumas formas de consumir o tomate seco fit, elaborando-o junto de outros alimentos com baixo valor calórico. Dessa maneira, é possível tornar as receitas light ainda mais saborosas, sem deixá-las pesadas e gordurosas.

Também é possível preparar o tomate seco na Air Fryer, partindo da mesma forma que as receitas caseiras de forno e sol. Entretanto, o preparo na Air Fryer possibilita que o processo seja acelerado, poupando tempo e mão de obra.

Vale lembrar também que é útil utilizar os tomates mais maduros para o preparo das receitas, visto que podem acentuar ainda mais o sabor, além de aproveitar os vegetais. Da mesma forma, é possível elaborar a receita de tomate seco na frigideira.

Para isso, basta utilizar os vegetais mais maduros e prepará-los conforme indicado nas receitas anteriores. No entanto, essa forma de elaborar não necessita que o açúcar seja incluído na solução, mas também nada impede que o seja.

Assim sendo, podemos afirmar que o tomate seco é um curinga da cozinha, que pode ser utilizado para diversas receitas e também pode ser produzido de forma caseira.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo