Ácaros são tão nocivos para a saúde humana quanto para o setor agro

Inicio » Meio Ambiente » Ácaros são tão nocivos para a saúde humana quanto para o setor agro
20/03/2019 Por
Ácaros são tão nocivos para a saúde humana quanto para o setor agro

A incidência de ácaros e as consequências da sua atuação

Os ácaros estão presentes por toda parte, seja em ambientes domésticos, aquáticos ou terrestres.

A incidência de ácaros compromete tanto a saúde humana quanto os setores agro, incluindo tanto a agricultura quanto a pecuária.

Ácaros

O que é ácaro?

Ácaro é o nome dado aos minúsculos seres pertencentes à taxonomia da classe dos aracnídeos e à subclasse Acari (a mesma do carrapato). Estes seres costumam causar inúmeras alergias nos seres humanos e medem entre 0,25 e 0,75 mm. O número de espécies de ácaros existente é muito alto e quase incontável, pelo simples fato de que novas espécies são encontradas corriqueiramente.

Por fazerem parte da mesma subclasse, os ácaros têm características físicas semelhantes às do carrapatos. São seres invertebrados que possuem membros articulados e firmes. Eles podem ser encontrados tanto na natureza (solo, plantas, animais e água) como nas casas.

Os ácaros domésticos, por exemplo, são extremamente pequenos e, por isso, invisíveis a olho nu (microscópios), chegando aproximadamente a 0,5 mm de comprimento.

As principais características morfológicas dos ácaros são, basicamente:

  • Corpo não separado por tagmas ou regiões (indiviso);
  • Gnatossoma (onde encontra-se a boca);
  • Quatro pares de pernas (na fase adulta);
  • Pelos com função tátil;
  • Coloração variável, como marrom, preto, verde, vermelho e tom alaranjado;
  • Ovíparos;
  • Vivem cerca de cem dias.

Tipos de ácaros

Os principais tipos de ácaros existentes são:

  • Tyrophagus putrescentiae e Ácaro siro: também conhecidos como ácaro de farinha, são encontrados principalmente em legumes, sementes, cereais e domicílios;
  • Blomia Tropicalis (Oshima): encontrados no pó doméstico, principalmente de regiões semi tropicais ou tropicais. Sua incidência ocorre mais facilmente em produtos armazenados e é responsável pela asma, rinite, dermatite atópica e pela bronquite;
  • Dermatophagoides farinae: encontrados em ambiente doméstico, presente em tapetes, roupas de cama, colchões e travesseiros, sendo responsável pelas dermatites e pela asma.
  • Glycyphagus domesticus: encontrado principalmente em alimentos e grãos armazenados e no pó doméstico. Responsável por dermatites e perda no estoque de produtos.
  • Tetranychus ludeni: conhecido como ácaro vermelho, é responsável por acarretar a perda de 75% dos produtos ao causar amarelamento e necrose nos frutos e nas folhas.
  • Sternostoma, Cnemidocoptes ssp Dermanyssus ssp: responsáveis por afetar diretamente os pássaros, principalmente os canários, diamantes e periquitos.

Onde vivem os ácaros e como se alimentam?

Os ácaros possuem grande facilidade de adaptação e uma enorme variedade de bioecologia. Por isso, é possível encontrar facilmente ácaros em diferentes ambientes terrestres e aquáticos.

Por mais nocivo que pareça, eles são importantes para o zooplâncton e para a fauna arbórea, uma vez que levados pelo vento passam a compor o plâncton aéreo. Os ácaros também podem ser encontrados em florestas, solos agrícolas e em gramas.

A espécie doméstica é muito conhecida pelo encontro de ácaros no colchão. Segundo especialistas, logo após dois anos de uso de um mesmo colchão, os ácaros passam a compor 10% do peso dele. O mesmo acontece com o travesseiro, em dois anos de uso, 1/3 do seu peso é composto por diferentes ácaros.
Além disso, eles alojam-se dentro das fibras de travesseiros, sofás, tapetes, almofadas, roupas de cama, cadeiras e bonecos de pelúcia. Ou seja, possuem incidência principalmente nos lugares em que as pessoas têm mais contato direto.
Por estarem muito próximos aos outros seres, os ácaros passam a alimentar-se de pele humana e animal. A alimentação dos ácaros acontece por meio da cada mais superficial e fina (queratina) que a pele humana possui. Esta camada renova-se através do processo de descamação.
Portanto, quando deita-se na cama, no travesseiro, sofá ou somente entra em contato com outros objetos compostos por ácaros, a pele vai eliminando restos de tecidos e componentes que passam a ser alimentos para estes bichos. Isso acontece principalmente em ambientes quentes e úmidos.

Do mesmo modo que ali alimentam-se, ali mesmo fazem suas necessidades, liberando cerca de 20 dejetos ao longo do dia.

Ácaros

As espécies de ácaros na pele humana

Os ácaros na pele humana são encontrados em duas espécies:

  • Demodex folliculorum: são encontrados principalmente em folículos pilosos e em poros; estudos apontam que há cerca de dois deles para cada cílio nos olhos. São as principais causas que resultam no aparecimento de sarnas e cravos.
  • Demodex brevis: são encontrados principalmente nas glândulas sebáceas da pele.

Por mais que os ácaros sejam seres nocivos, eles não causam problema à saúde da pele humana. Acredita-se que os Demodex alimentam-se das bactérias também nocivas e proporcionam a limpeza da pele morta encontrada nos rostos dos seres humanos.

Consequências da incidência de ácaros

Por estarem fortemente presente no cotidiano das pessoas, é comum que os ácaros sejam inalados, tanto seus dejetos quanto o resto deles.

A crise alérgica em decorrência da inalação dos ácaros acontece por meio do nariz. Dentro do canal respiratório, as micropartículas de ácaros entram em contato direto com os macrófagos (célula de defesa do organismo), que liberam histamina.

Ao liberar esta substância, o sistema respiratório passa a ter irritações, dando início aos sintomas de coceira, espirro e a produção de catarro.

Além do sistema respiratório, a alergia causada pelos ácaros podem atingir os pulmões e causar asma, dificultando a passagem de ar oxigênio pelos brônquios. Além disso, eles também podem causar rinite, bronquite e dermatite atópica.

Combate aos ácaros

O combate aos ácaros depende principalmente da prevenção. Pessoas que sofrem com alergias respiratórias e asma, por exemplo, precisam evitar os travesseiros de pena, pois são neles que estes seres mais se instalam.

Uma das maiores recomendações é deixar o travesseiro exposto ao sol durante o dia, pois isto fará com que o calor retire o excesso de umidade tornando o travesseiro menos propício para a incidência dos bichos. Além disso, é importante fazer uma aspiração regularmente nos objetos e nos ambientes, além da lavagem de estofados.

Outro método eficiente de combate é a utilização de coberturas anti ácaros em travesseiros, almofadas, colchões e edredons, ou até mesmo o uso de acaricidas para tratar tapetes e colchões. Os bonecos de pelúcia também necessitam ser lavados semanalmente.

Ácaros

Importância para a economia

Os principais prejuízos econômicos envolvem a presença dos ácaros na agricultura e na pecuária. Na agricultura, por exemplo, há ácaros que parasitam as culturas de tomate, rosas, morangos e feijão, além de dificultar a fotossíntese dos hospedeiros, como é o caso do ácaro rajado (Tetranychus urticae e Tetranychus ludeni).

Há também milhares de outras espécies nocivas ao cultivo de algodão, alho, cebola, lichia, mandioca, café, citrus, quiabo, pimentão, pimenta e outros. A disseminação destes ácaros comprometem exclusivamente a produtividade e, consequentemente, os lucros.

Agro20 | Portal Vida No Campo