Alevinos: da geração até o consumo dos seres humanos

Inicio » Pecuária » Alevinos: da geração até o consumo dos seres humanos
21/02/2019 Por
Alevinos: da geração até o consumo dos seres humanos

Como os alevinos são criados e comercializados

A criação de peixes é sempre iniciada com os alevinos (peixes que acabam de sair do ovo), seja a criação de tilápias, carpas ou outros nomes populares na mesa no brasileiro que consome pescados. Atualmente, a piscicultura (criação de peixes) é uma atividade que ocupa grande espaço no setor agro do país. Portanto, fica clara a extrema importância destes seres para o mercado interno.

Os alevinos possuem um fácil ciclo de produção, colaborando para que os agricultores tenham maior facilidade na escolha dos peixes ideais para o processo de criação – desde o nascimento até o ponto de vendas para o mercado.

Peixes alevinos

O que são alevinos?

Alevinos – ou alevim – são os peixes em sua fase recém-nascidos, logo após a saída do ovo e a reabsorção do saco vitelino (que garante o armazenamento de nutrientes para o embrião durante seus primeiros dias de vida). Os alevinos são divididos em dois grupos: ovíparos e ovovíparos. Ovíparos são animais que botam ovos, e ovovíparos os que o retém e fazem o seu desenvolvimento dentro do corpo.

A alimentação dos alevinos varia de acordo com a característica de cada um, portanto, é importante que os futuros donos pesquisem sobre eles. Depois do saco vitelino, a alimentação dos peixes é responsabilidade de seus criadores. Porém, existem rações caseiras indicadas para os animais, que oferecem vantagens por serem naturais e terem menor custo.

Tipos de piscicultura

A piscicultura é uma atividade realizada como parte da aquicultura, e trabalha com a criação e com o desenvolvimento dos peixes de água doce até sua comercialização e consumo. Os alevinos na piscicultura são produzidos em grande quantidade e preferíveis pelos criadores. Isso porque são considerados melhores para o mercado e alimentação.

Os tipos de piscicultura são:

  • criação extensiva: não faz uso de técnicas em sua criação; os peixes são mantidos em ambientes naturais para obterem uma alimentação típica da natureza;
  • criação semi-intensiva: faz uso de técnicas e tanques para mantê-los. Visa o comércio e os ganhos com base na venda dos peixes criados;
  • criação intensiva: faz uso de alimentos artificiais para um maior e mais rápido desenvolvimento dos peixes. São utilizadas técnicas que manipulam a naturalidade da água e do oxigênio do ambiente. Isso, para garantir melhor vivência entre os muitos peixes no mesmo território.

Criação de alevinos

A criação de alevinos é dividida em três etapas na piscicultura, sendo elas:

  • alevinagem: quando o filhote de peixe já possui peso padrão e características semelhantes da dos adultos da espécie. É quando ele já pode ser transportado para sua próxima fase;
  • recria: é o processo de passagem para a juventude dos alevinos, seguindo para a última etapa antes da venda;
  • engorda: ficam nesse estágio até atingirem a vida adulta e estarem completamente preparados para serem encaminhados para o consumo humano.

Alevinos

Levando em conta que os processos de cultivo de peixes alevinos são realizados em diferentes territórios, é necessário ter um espaço amplo para obter melhores resultados e mais qualidade no produto. Podendo ser mantidos em tanques-rede ou tanques, o ciclo de produção dos peixes varia de acordo com seu tamanho.

Para a venda de alevinos funcionar e atingir a qualidade e meta de lucros, é necessário que tenha passado a vida em local adequado. Isso porque ma boa estrutura, além de profissionais competentes para o acompanhamento diário de suas necessidades, são pontos importantes.

Agro20 | Portal Vida No Campo