Bife à parmegiana leva carne, molho e queijo: é uma delícia!

Inicio » Agronegócio » Bife à parmegiana leva carne, molho e queijo: é uma delícia!
16/08/2020 Por
Bife à parmegiana leva carne, molho e queijo: é uma delícia!

Apesar de ser uma receita tradicionalmente europeia, o bife à parmegiana se tornou uma das grandes paixões do brasileiro. O prato se tornou um dos mais queridos em todos os bares e restaurantes do país, principalmente na hora do almoço. O sucesso fez com que ele passasse a ser reproduzido na casa das pessoas com frequência, principalmente naquele almoço especial de domingo.

Mas é importante destacar que, para preparar esta receita, você precisará ter atenção a uma série de processos para que tudo saia perfeito. É teoricamente simples, mas qualquer descuido pode comprometer o resultado. Escolha com carinho a carne e o queijo para que o resultado do seu bife à parmegiana seja o melhor possível!

Bife à parmegiana

O que é bife à parmegiana?

Bife à parmegiana é um prato que ganhou fortes raízes brasileiras e consiste em um bife frito e empanado com farinha de trigo. Mas, por cima, o grande diferencial é a presença do queijo muçarela ou parmesão, além do presunto (em alguns casos) e da abundância em molho de tomate. Você também pode acrescentar outros itens, como coentro e orégano.

A receita original é italiana, mas já foi adaptada pelos brasileiros há muitas décadas, tornando-se típica da nossa cultura. Vale destacar que outros tipos de queijo também podem ser aplicados, enriquecendo ainda mais as variações que partem desta receita.

O prato adquiriu o nome parmegiana por conta da derivação do italiano, que significa “aquele que é de Parma”. Desta forma, a receita contraiu o nome de sua cidade local, em que foram descobertas as primeiras realizações desta delícia. Inclusive, o parmesão também é oriundo desta mesma cidade, o que lhe traz outra característica que se nota ao resultado.

Mas há outra versão debatida por historiadores. O prato teria sido apresentado pelos portugueses ainda no período colonial e adaptado por nossa avaliação. Mas se diz que nunca foi uma influência da cidade de Parma, pois não era um prato tipicamente servido por lá. Dessa forma, a palavra em italiano só teria sido implementada para que o mérito não fosse dado aos nativos brasileiros.

Porém, nos anos seguintes, a influência europeia cresceu nas grandes cidades do Brasil. Principalmente em São Paulo, onde a colônia italiana fincou raízes que podem ser percebidas até hoje. Por isso, acredita-se que toda a adequação da receita por aqui também fosse pensada por italianos, que estavam totalmente em contato com nossas matérias-primas e costumes.

O bife à parmegiana também é reconhecido como bife ensopado em muitas regiões do país. Isso se dá pela presença do molho de tomate. Em excesso, dá a sensação de que ele está encobrindo todos os outros ingredientes. Mas realizando a receita de forma consciente, sem exagerar nas quantidades, é possível evitar que o sabor do molho se sobressaia aos demais.

Bife à parmegiana

Bife à parmegiana na economia

Quando o assunto é bife à parmegiana, fica clara a aproximação que este item possui em relação ao crescimento econômico do país. No mês de novembro de 2019, o governo brasileiro registrou um excelente lucro em relação à exportação de carne bovina. Segundo os dados do Governo, foram 756 milhões de dólares só no período de trinta dias.

O dado é significativo por conta da comparação com 2018. No mesmo período daquele ano, o Brasil havia faturado 521 milhões com a venda destes produtos. E vale destacar que o aumento da exportação não envolve apenas a carne bovina, como também as carnes de peixes e frangos. Aliás, destacamos que é muito comum encontrar bife à parmegiana de frango.

A prosperidade também é citada quando falamos do queijo, fundamental para o sucesso do bife à parmegiana. A expectativa do Governo é faturar cerva de 4,5 milhões de dólares com a exportação de queijo em 2020. O principal alvo é o mercado chinês, que em 2018 já importou 108 mil toneladas do alimento comprando de outros países. Os asiáticos estão em uma crescente de investimentos nesta área.

Receita de bife à parmegiana

Está em dúvida sobre como fazer bife à parmegiana? Começamos apresentando os melhores ingredientes para esta missão.

Você vai precisar de 300 gramas em bif. Pode escolher o corte que você quiser. Nós indicamos o filé mignon, pela ausência de nervos e gorduras. Outros itens também necessários são ovos, farinha de rosca, farinha de trigo, queijo (muçarela, parmesão ou qual você preferir) e uma lata de molho de tomate.

Para refogar e preparar um excelente tempero, você também utilizará uma cebola e 4 dentes de alho frescos. Para complementar e deixar a receita perfeita, basta reunir duas folhas de louro bem frescas, óleo de girassol, azeite, pimenta do reino e sal. Não exagere nas quantidades para que o sabor seja o mais natural possível na receita de bife à parmegiana.

Bife à parmegiana

Modo de preparo

A ideia é temperar o bife com sal e pimenta e deixar descansando na geladeira por meia hora. Na sequência, você deve usar a cebola, o alho e o azeite para começar a refogar. Quando estiver no ponto, adicione o molho de tomate e as folhas de louro, deixando cozinhar por cerca de 20 minutos. Ao retirar o bife da geladeira, é hora de preparar os ovos e as farinhas para iniciar o processo de empanar.

Passe o bife primeiramente na farinha de trigo, depois nos ovos e, por último, na farinha de rosca. Deixe a camada de farinha bem espessa, garantindo que o item estará crocante quando estiver pronto. A ideia é que os itens já iniciem o processo de fritura logo após serem empanados, pois se houver demora, o item pode amolecer na sequência.

É importante não colocar o bife no óleo frio, pois prejudicará totalmente o processo de fritura. A ideia é medir por meio de um palito de fósforo, vendo se ele já está acendendo no contato com o óleo. Você também não pode deixar que comece a sair fumaça da frigideira, pois será um grande risco de queimar a carne na sequência da preparação.

Para finalizar o bife à parmegiana, é necessário colocar o bife em um recipiente e adicionar o molho que você preparou. Coloque uma fina camada de molho sobre a carne e cobra tudo com queijo, despejando mais um pouco do líquido por cima. Agora basta levar ao forno para gratinar e esperar o queijo ficar dourado.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo