Biodigestores transformam matérias orgânicas em gás e adubo

Inicio » Agronegócio » Biodigestores transformam matérias orgânicas em gás e adubo
25/06/2020 Por
Biodigestores transformam matérias orgânicas em gás e adubo

Biodigestores são compartimentos fechados utilizados para transformar os produtos orgânicos em outros materiais

De funcionamento razoavelmente simples, os biodigestores são os responsáveis por reaproveitar os detritos para gerar gás e adubo. Esterco, urina, folhas, palhas e quaisquer detritos podem ser utilizados para dar início ao seu funcionamento.

Os biodigestores são de grande ajuda e podem ser encontrados em diversos valores, indo do mais barato ao mais caro. Logicamente, é preciso avaliar diversos pontos e conhecer mais sobre essa espécie de equipamento.

Biodigestores

O que são biodigestores?

Biodigestores são compartimentos que possuem a finalidade de decompor matérias orgânicas para produzir biofertilizantes e também biogás. Para entender melhor o que são biodigestores, nos biodigestores é possível usar todo tipo de resíduo orgânico, como:

  • Restos de cultura;
  • Esterco;
  • Fezes e urina humana;
  • Lixo doméstico; entre outros.

Logo, toda a decomposição que ocorre dentro dos biodigestores anaeróbicos é causada por bactérias também anaeróbicas. Além disso, não existe somente um tipo de biodigestor. Existem vários e cada um possui uma característica e um funcionamento muito próprio.

De modo geral, os biodigestores são compostos por recipientes que abrigam e permitem digestão da matéria, até mesmo porque todo o seu interior é protegido contra o contato com o ar.

Inclusive, os biodigestores no Brasil são altamente incentivados a serem construídos, mesmo que o país já possua um dos maiores biodigestores de todo o mundo. Além disso, também é possível encontrar os biodigestores residenciais, que possuem a mesma função, sendo um aparelho de baixo custo.

Outros tipos de biodigestores muito conhecidos são os biodigestores rurais e os biodigestores de suinocultura.

Como fazer os biodigestores da melhor forma?

Após entender como funcionam os biodigestores e também para que servem os biodigestores, é possível aprender como fazer biodigestores. Fazer um é muito mais fácil do que parece e somente é preciso seguir o passo a passo com atenção e cautela.

Porém, é primeiro preciso pensar um pouco no objetivo que se quer alcançar com a produção dos biodigestores e como eles auxiliarão o negócio e o ambiente ao redor. É notável que o lixo se acumula em estradas e ruas e esse já pode ser um grande motivo para fazer biodigestores.

Caso queira testar, é muito mais fácil fazer biodigestores em tamanho mini e ter uma ideia do funcionamento do mesmo. Logo, para construir, será necessário:

  • Galão de 20 litros vazio;
  • Câmara vazia de pneu;
  • T de 6 milímetros;
  • 1m de tubo de PVC com 20 milímetros de diâmetro;
  • 2 cap de PVC com 20 milímetros de diâmetro;
  • Cola Super Bonder;
  • Areia fina;
  • Sacola plástica qualquer;
  • Fita adesiva de qualidade;
  • 1 pincel grande (não precisa ser de cerda natural);
  • Tinta preta;
  • 1 balde de plástico de aproximadamente 20 litros;
  • 1 funil de plástico.

Biodigestores

Montagem do aparelho

Para dar início à produção do projeto mini de biodigestores industriais, basta cortar o PVC até que ele fique com a altura igual ao galão de 20 litros. Em seguida, é preciso abrir espaço para que a matéria orgânica consiga entrar.

Logo, é preciso abrir uma pequena parte em cima, com o mesmo diâmetro do tubo de PVC. Encaixe-o na abertura e deixe um espaço de uns 5 centímetros de distância do fundo do galão. Em seguida, ligue um dos cap na extremidade do tubo que ficou para fora.

Após, é preciso montar a entrada do biodigestor e, para isso, basta realizar uma abertura na parte do lado do galão, com no máximo 2 centímetros de diâmetro, mas que seja do lado oposto ao tubo de entrada. Em seguida, coloque o tubo PVC e conecte o outro cap na extremidade que ficou para fora.

Para que os tubos fiquem bem fixados e evite a entrada do ar no biodigestor, basta colocar um pouco da areia fina ao redor da ligação que há entre o tubo e galão. Além disso, também passe cola Super Bonder em grande abundância.

Para que ocorra a saída adequada do biogás, é necessário realizar uma pequena abertura no lado do gargalo do galão, seguindo um diâmetro de aproximadamente 0,6 centímetros. Depois, basta encaixar a tubulação flexível e fixar da mesma forma como foi feito, com areia e cola.

Assim, para planejar a saída, basta cortar a tubulação maleável e ligar uma das pontas na parte central do T. Ainda focado em uma das pontas, conecte apenas um pedaço da tubulação e depois conecte junto à câmara do pneu.

Na ponta contrária do T, basta conectar o restante da tubulação. Ao chegar na ponta final da mesma, conecte a válvula com registro. Em seguida, feche muito bem o bico do galão com um pedaço, que seja suficiente, do saco plástico que foi selecionado. Passe a fita ao redor para se certificar que não haverá nenhuma entrada de ar.

Biodigestores

As principais vantagens desse tipo de produto

Os biodigestores possuem a incrível vantagem de auxiliar o meio ambiente e, também, produzir o tão necessário biogás e biofertilizante, como dito anteriormente. Além disso, a utilização dos mesmos permite que haja uma redução significativa nos gastos com energia e adubo.

Afinal, a população aumenta a cada dia e, por conta isso, o setor agro precisa produzir uma quantidade muito maior de alimentos. Porém, já é de se imaginar que essa maior demanda de produção também causa maior produção de resíduos.

Seja de origem vegetal ou animal, os resíduos são produzidos e precisam ter um destino. Um exemplo de como é possível notar as vantagens dos biodigestores é o fato de que uma carne, quando jogada no meio ambiente sem nenhum tipo tratamento, causará contaminações ao solo, ar e água.

Assim, os biodigestores permitem que haja uma redução significativa de custo, o que faz com que os profissionais possam produzir seus alimentos sem grande preocupação com o quanto estão gastando e sobre o que farão com os produtos.

Até mesmo porque os biodigestores conseguem dar conta de uma grande quantidade de resíduos e ainda assim se manter em belo e pleno funcionamento. Dessa forma, eles se tornam um compartimento de extrema necessidade em todas ou, pelo menos, em grande parte dos locais em que realizam a produção de alimentos, carnes, etc.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo