Carvão destaca diferentes tipos e variadas formas de aplicação

Inicio » Meio Ambiente » Carvão destaca diferentes tipos e variadas formas de aplicação
25/02/2019 Por
Carvão destaca diferentes tipos e variadas formas de aplicação

Produção de carvão teve início em meados de 1800, gerando interesse principalmente do mercado europeu

O carvão é popularmente conhecido por ser um dos principais elementos do churrasco brasileiro. Entretanto, poucas pessoas sabem a real origem desse material, que é extremamente versátil.

No Brasil, o carvão teve origem em meados de 1800, quando alguns países da Europa decidiram explorar terras brasileiras – mais precisamente, de Santa Catarina. Então, após perceberem que o país era rico no minério necessário para produzir carvão, a primeira empresa foi aberta em solo nacional.

Carvão após o seu processo de carbonização

 O que é carvão?

O carvão é um material de origem sólida, cuja extração é feita, principalmente, do minério. Porém, esta não é a única forma de obtê-lo. Tronco de árvores e resto de plantas são materiais que agregam na composição do carvão. Em contrapartida, o uso desses materiais também agride a qualidade do meio ambiente.

Atualmente, com a alta tecnologia e a busca por desenvolver produtos biologicamente sustentáveis, a existência do carvão que não agride o meio ambiente passou a ser uma realidade. Realidade que poderá desencadear melhoras significativas na produção da matéria.

Tipos de carvão

Com a evolução do mercado, diferentes tipos de carvão têm sido produzido . Desse modo, oferecendo novas opções para quem pretende investir neste negócio – que é extremamente rentável. Os principais tipos de carvão existentes são os seguintes:

  1. Carvão mineral: É um dos mais populares, visto que é gerado naturalmente, direto do vegetal. O orgânico ali soterrado passa por todo um processo de contato com microrganismos, secagem da água e perda de oxigênio. Somente após isso é que o produto se torna inteiramente um carvão.
  2. Carvão vegetal: Por não atingir o meio ambiente, já é considerado vantajoso em relação ao mineral. Além de tudo, suas características são semelhantes. No entanto, seu concorrente possui toxinas extremamente potentes, capazes de poluir o planeta.
  3. Carvão animal: É conhecido por sua composição extremamente diferente em relação aos outros; feita diretamente a partir dos ossos de animais.
  4. Negro de fumo: Sua composição é conhecida pelo alto teor de pureza – cerca de 99% do total. É muito comum aparecer na produção de pneus, por conta de sua alta resistência a temperaturas mais densas como a do solo.

A sua forma vegetal é uma das únicas que não prejudica a saúde do meio ambiente. Porém, com os avanços da tecnologia, novas técnicas poderão ser obtidas para que a existência do carvão continue eminente, porém sem causar impactos negativos para o planeta.

Carvão em seu processo de carbonização

Carvão ativado

Esse carvão é conhecido por ser benéfico a saúde humana. O seu uso é muito comum no equilíbrio do organismo – dessa forma, servindo como um produto caracterizado como desintoxicante.

Além disso, o carvão ativado pode servir como cosméticos e branqueador de dentes – mesmo não sendo recomendado.  O atrito com o dente pode estragar sua estrutura física. Na medicina, o uso é geralente feito em pó, e comum para desintoxicação de venenos, como picada de cobra, por exemplo.

Entre os principais benefícios do carvão ativado podemos citar:

  • Controle de saúde e prevenção de doenças: O uso do carvão ativado – por conter maior pureza – ajuda no controle e prevenção de doenças como o Parkinson e o Alzheimer. Médicos nutricionistas, por sua vez, também recomendam o uso da substância, pois ela ajuda na diminuição do ganho de peso.
  • Limpeza de pele: Médicos dermatologistas recomendam muito seu uso, pois ele pode ajudar no controle de cravos e da oleosidade da pele. Seu uso periódico poderá trazer bons resultados, chegando a eliminar boa parte das impurezas da pele.
  • Cuida do cabelo: Assim como na pele, seu uso periódico pode ajudar imensamente na saúde do cabelo, seja  tornando-o mais macio ou até sedoso. Além disso, seu uso também pode ser recomendado para tratamento de combate à caspa.

Contudo, o uso do carvão ativado é contraindicado para mulheres gestantes, lactantes e também para crianças. Ainda que indicado em uma série de casos, é necessário cuidado com excessos.

Por isso, ao fazer o uso dessa substância, é importante que o consumidor perceba se ocorrem ou não mudanças em seu corpo. Diarreia e vômito são dois dos principais sintomas presentes na rejeição do organismo ao produto – e é indicado que se suspenda o consumo ao notar esse tipo de sinal.

Encontrá-lo é relativamente fácil e, hoje, lojas especializadas em produtos naturais geralmente fazem a sua comercialização.

Como é feito o carvão?

O processo de produção do carvão é feito nas lavouras que ficam localizadas em regiões mais afastadas das grandes capitais. Seu processo de carbonização acontece de forma parcial, para assim não torrar as madeiras de forma errada, levando a perda do produto.

O local onde as madeiras são queimadas é uma espécie de cápsula, que contém série de buracos para que o oxigênio não fique comprimido na parte de dentro, levando a combustão e rápida queima.Os troncos das árvores são postos de forma organizada, de modo que haja coerência. Por isso, as madeiras maiores e grossas ficam na parte inferior, já as menores e finas, na superior. Assim, elas queimam relativamente iguais.

Durante o processo, labaredas de fogo vão saindo por cada buraco – um por vez. Então o dono da lavoura vai tapando todos esses buracos, até que todas as saídas da capsula estejam bloqueadas. O fogo se apagará algum tempo depois do fechamento – quando o oxigênio da cápsula se acabar – deixando o produto pronto. Todo o processo dura em torno de 60 minutos.

Carvão

Porém, é necessário aguardar 2 dias até que madeira tenha se tornado 100% carvão e 6 dias para que poder mexer com este produto. O alto calor na capsula é um perigo eminente e, por isso, é necessário que ela esteja totalmente fria até que possa ser aberta.

Este trabalho requer total atenção para que tudo saia dentro do esperado. Desatenção pode fazer com que a madeira se torne cinza ao invés de carvão. Vale ressaltar que o processo de fechamento dos buracos está diretamente relacionado aos resultados.

Por fim, o uso do carvão é versátil e benéfico a saúde. Entretanto, deve-se atentar ao consumo e a sua produção nas lavouras, para que o meio ambiente não seja degradado.

Agro20 | Portal Vida No Campo