Caseína é proteína popular entre os que buscam uma vida saudável

Inicio » Agronegócio » Caseína é proteína popular entre os que buscam uma vida saudável
18/03/2019 Por
Caseína é proteína popular entre os que buscam uma vida saudável

A proteína caseína é muito procurada por quem deseja melhorar as condições musculares

A extração da caseína para o consumo humano é, em grande parte, feita tendo o leite das vacas como fonte principal.

A caseína é encontra no leite dos mamíferos e, na atualidade, muito utilizada em suplementos proteicos. Com isso, é popular entre as pessoas que buscam a boa forma física e a manutenção dos músculos corporais.

A proteína caseína auxilia no melhor condicionamento físico

O que é caseína?

Caseína é um proteína do grupo fosfoproteína e é encontrada no leite fresco. Sua origem é de 80% do leite de vacas e também pode ser encontrada no leite humano no período de amamentação. Em sua composição são encontrados aminoácidos essenciais, ou seja, aqueles que o corpo humano não produz, mas ainda são necessários para o bom funcionamento do organismo.

Outra importante característica da caseína é o fato de sua molécula ser consideravelmente maior quando comparada com outras. Suas propriedades são procuradas por pessoas que se dedicam aos exercícios físicos intensos, pois ela auxilia para uma boa recuperação após os treinos.

Existem vários tipos de caseínas, mas a mais comum é a caseína micelar. Este tipo de proteína é a mais pura dentre todas e é classificada como a de melhor qualidade. A proteína é extraída do leite de bovinos com finalidade de produzir suplementos proteicos. A absorção da caseína é lenta e, portanto, contribuí com a manutenção dos músculos.

Apesar de ser muito comparada com suplementos como whey protein, a caseína não tem isola a proteína do leite – como é o caso do produto.

Outra característica da caseína do leite é o fato de alcançar um longo período de tempo de ação no organismo humano. Este fenômeno acontece pois a proteína é vulnerável ao pH ácido encontrado no estômago. Com isso, se realiza um processo de absorção gradativo da proteína pelo sistema digestivo. E, o fato de sua absorção ser lenta, facilita o ganho de massa muscular ao longo do dia – de acordo com a necessidade do corpo.

Para que serve a caseína?

O grande objetivo do consumo desta proteína é para ganho de massa magra, ou mesmo, na prevenção da perda.  A caseína tem grande taxas do aminoácido BCAA’s – responsáveis pelo alto ganho de músculos, bem como a manutenção de musculatura em si.

Além disso, a proteína destaca a capacidade de saciar a fome por longos períodos de tempo. Este fenômeno acontece pelo fato da caseína formar um tipo de gel no intestino humano e, portanto, combater o catabolismo, ou seja, degradação de massa magra.

Contudo, estudos comprovam que seu consumo em excesso pode causar intoxicação ao organismo humano. Algumas das características desta proteína produzidas pelas vacas são diferentes das produzidas pelo leite materno.

Portanto, o soro do leite de vaca pode causar intoxicação, devido às reações que os linfócitos causam. Esta substância é responsável por repelir organismos estranhos ou antinaturais, o que pode causar diversas doenças autoimunes.

Mercado produtor da caseína

O mercado consumidor desta proteína é extenso e cresce cada vez mais. Isso, porque, nos dias de hoje, cada vez mais pessoas se preocupam com a saúde e a prática de exercícios. Isso sem contar a grane quantidade de atletas de grande performance, que fazem o uso constante da proteína.

Ela pode ser comercializada em seu estado líquido – leite fresco – e também em seu estado sólido; em grãos para a produção do suplemento de caseína.

Outra vantagem desta proteína é o fato de ser muito resistente e não coagular em climas quentes. Isso acontece pois ela é precipitada devido aos ácidos em sua composição, como a renina. A renina é uma enzima de caráter proteolítico, produzida por bezerros recém-nascidos. É também encontrada em algumas plantas e microrganismos.

Para que seja produzida, é necessário um gado leiteiro de grande produção, como o nelore, por exemplo. Além de o período produtivo deste tipo de gado ser longo, seu leite também é de excelente qualidade e de grande retorno financeiro.

Outro segmento na indústria alimentícia em que está proteína está presente é o de aditivos para alimentos. É comumente utilizada na produção de marshmallow, como forma de dar liga ao alimento. Até mesmo o mercado farmacêutico tira vantagem da caseína.

Além de ser um sucesso no mercado de consumo, está proteína também é utilizada para outros fins. A produção de adesivos e até mesmo plástico estão na lista das várias utilidades da caseína. No ramo do mercado produtor, podem ser confeccionados desde cabos de faca até guarda-chuvas e botões com a ajuda da caseína na composição.

A proteína caseína é extraída do gado leiteiro

Benefícios da caseína à saúde

Quando colocado em comparação com outros tipos de proteínas, a caseína se mostra a mais rica em benefícios. Além de sua absorção pelo corpo humano ser mais lenta, ela também auxilia na quebra de proteínas, ou seja, ela é anti-catabólica.

Outro fator vantajoso é possuir um alto teor de glutamina, podendo chegar a uma concentração de até 20% (mais alto que a soja e o ovo, por exemplo). A glutamina é responsável pela síntese proteica, auxiliando no ganho de massa magra. Muito utilizada em dietas rígidas e por atletas de alta performance devido ao transporte de proteínas até o intestino ao formar um tipo de gel, reduzindo sua velocidade de absorção entre os aminoácidos.

Um fato curioso sobre a proteína é a possibilidade de reduzir os riscos de desenvolver cáries. Este fenômeno acontece pois ela evita que haja erosão no esmalte dos dentes. Por isso, é muito recomendada para indivíduos que consomem refrigerantes e doces em grande quantidade.

A facilidade que a caseína possui em acelerar o metabolismo de seus consumidores ajuda na perda de massa e, portanto, no emagrecimento. No entanto, seu objetivo é manter a massa magra do organismo e é recomendada para os que desejam evitar o estado de catabolismo. Em outras palavras, o catabolismo realiza um processo reposição de energias durante exercícios físicos, a partir de reservas metabólicas. Em consequência, reduz o desempenho do indivíduo.

Uma dica para que sua efetividade seja a maior possível é consumi-la antes de dormir. Isso faz com que a absorção da caseína seja mais eficiente e bem aceita pelo organismo. Vale lembrar que esta é uma proteína importante para o organismo humano, no entanto, seu uso deve ser dosado para que não sejam desencadeadas consequências ruins.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo