Cigarrinha das pastagens provoca queima do pasto e prejudica plantações

Home » Agronegócio » Cigarrinha das pastagens provoca queima do pasto e prejudica plantações
12/03/2019 by
Cigarrinha das pastagens provoca queima do pasto e prejudica plantações

Considerada uma praga, a cigarrinha das pastagens ataca plantações de milho, arroz, e pastagens em geral

A cigarrinha das pastagens é um inseto sugador que, ao entrar em contato com as plantas, causa a “queima” de suas folhagens. Logo, a plantação apresenta sinais de necrose nas folhas, podendo levar à morte da vegetação.

O combate à cigarrinha das pastagens pode ser feito utilizando sementes com inseticidas sistêmicos, ou através de métodos químicos e biológicos.

cigarrinha das pastagens

O que é a cigarrinha das pastagens?

A cigarrinha das pastagens é uma praga que ataca principalmente em períodos de chuvas. Ao sugar a seiva das plantas, o inseto danifica as folhas e pode matar a plantação.

Com as gramíneas, por exemplo, este problema pode comprometer a alimentação dos animais, causando perda de peso e prejuízos para o produtor. Para evitar os ataques, então, as plantações devem ser monitoradas constantemente.

Fases de desenvolvimento do inseto:

O inseto passa por três fases de desenvolvimento até completar seu ciclo. Confira cada uma delas para, então, saber como combater a praga:

  • Ovo: Os ovos são depositados pelas fêmeas no solo ou em restos vegetais. O período de encubação varia conforme a espécie, mas pode levar até 200 dias.
  • Ninfa: durante este período o inseto vive dentro de uma espuma – uma característica específica desta praga. A espuma é produzida pela própria ninfa, e serve como um meio de proteção contra predadores. Dentro deste ambiente, a ninfa continua se alimentando da planta, até chegar a idade adulta.
  • Adulta: ao se tornar adulto, o inseto sai da base da planta e se movimenta até sua parte aérea. A cigarrinha das pastagens é capaz de fazer vôos curtos e baixos, portanto, se alimenta das folhagens. Quando o inseto suga estas folhas, elas são infectadas com substâncias tóxicas e, desta forma, acabam secando e amarelando. Em uma produção de bovinos, por exemplo, a praga pode afetar diretamente os ganhos e perdas da propriedade.

Controle de cigarrinha das pastagens

Quando a plantação, ou gramínea, morre atacada pelo inseto, acaba-se abrindo espaço para a invasão de ervas daninhas. Por isso o controle da praga deve ser realizado antes de sua proliferação.

Existem duas formas para se controlar a infestação das cigarrinhas:

  • Controle biológico
  • Controle químico

O controle biológico pode ser feito utilizando um fungo chamado Metarhizium anisopliae. Um dos pontos positivos é que o fungo não prejudica o meio ambiente e não é necessário retirar o gado da pastagem para a sua aplicação. O fungo causa uma doença no inseto quando ainda está em sua fase ninfa. Desta forma, a cigarrinha acaba morrendo, pois para de se alimentar.

cigarrinha das pastagens

Já o controle químico tem outras exigências. Para utilizar os inseticidas, é necessário que os animais sejam retirados da área que será pulverizada. Além disso, podem ser necessárias mais de uma aplicação para o controle total da praga.

Contar com o auxílio de um profissional pode ser uma dica importante neste momento. Técnicos ou engenheiros podem quantificar a dosagem de inseticida necessária para combater a cigarrinha das pastagens, conforme a plantação e o nível de infestação.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo