Cobra coral é nome dado a várias serpentes da família Elapidae

Inicio » Meio Ambiente » Cobra coral é nome dado a várias serpentes da família Elapidae
28/10/2020 Por
Cobra coral é nome dado a várias serpentes da família Elapidae

A cobra coral chama atenção pelas cores vibrantes, mas é altamente venenosa. Ela é pequena, mas não se deixe enganar: quando se trata de venenos letais, ela ocupa o segundo lugar, sendo o primeiro lugar da mamba negra.

No entanto, a cobra coral é considerada menos perigosa do que a cascavel porque seu sistema de liberação de veneno é pouco eficaz. Ainda que nossos anticorpos defendam nosso organismo, é necessário ter cautela.

Cobra coral

O que é cobra coral?

Cobra coral é separada em dois grupos: corais da Ásia e corais das Américas. Inclusive, as espécies localizadas na América do Norte são consideradas as mais tóxicas da região.

O comportamento da cobra coral

Essas cobras venenosas costumam se isolar. Portanto, tendem a picar os seres humanos apenas quando se sentem ameaçadas, por exemplo, ao serem pisadas ou manuseadas.

No entanto, para injetar seu veneno completamente, ela deve conseguir mastigar o alvo. Como isso não é possível com um ser humano, as picadas, no geral, não resultam em morte.

Além disso, sua dieta inclui lagartos, sapos, cobras menores como cobras-cegas e, inclusive, a própria espécie.

Segurança no campo

Apesar do baixo índice de mortalidade, as cobras corais ainda fazem parte das cobras peçonhentas. Além disso, a falsa coral e a coral verdadeira são extremamente parecidas. Portanto, é necessário se precaver no campo.

Aqui vão algumas dicas:

  • Acampamento: caso seus sapatos fiquem fora da barraca, antes de calçá-los, realize uma vistoria. Cobras, no geral, preferem locais quentes e escuros;
  • Equipamento preventivo: ao entrar no campo, utilize equipamentos de segurança como botas de cano longo, luvas e óculos de proteção;
  • Limpeza: se você mora ao redor da natureza, é essencial manter o seu quintal limpo. Portanto, não acumule lixos, materiais, galhos, entre outros elementos do tipo;
  • Comportamento: vale lembrar que a cobra coral só ataca quando se sente ameaçada. Por isso, caso cruze seu caminho, desvie o mais rápido possível, de forma que a cobra possa continuar a trilhar seu percurso.

Cobra coral

Características da cobra coral

A cobra coral conta com mais de 90 espécies. As cobras peçonhentas localizadas nas Américas podem variar seu tamanho entre 40cm a 160cm.

Já as da Ásia são tricolores (raramente bicolores). As combinações anelares mesclam as seguintes cores: vermelho, preto e amarelo. Contudo, a largura dos anéis pode variar.

Todas as cobras corais possuem o corpo cilíndrico, escamas lisas e cauda curta.

De qualquer forma, a característica que mais causa fascínio nas cobras corais são suas cores brilhantes.

No entanto, elas podem ser facilmente confundidas, já que muitas cobras que não possuem veneno se assemelham a coloração da coral.

Contudo, há alguns indicativos que podem ser analisados para atestar a espécie como, por exemplo, observar se as faixas circundam completamente o corpo ao invés de quebrar na barriga.

Habitat da cobra coral

Como citamos anteriormente, a cobra coral é uma espécie reclusa. Portanto, vive a maior parte de sua vida no subsolo ou escondida no lixo de folhas – o que é especialmente perigoso, caso você esteja andando pela floresta.

E, se pararmos para pensar, uma situação como essa não pode ser considerada atípica, uma vez que a floresta Amazônica representa 40% do território brasileiro.

No entanto, a cobra coral pode emergir à superfície quando chove ou durante a estação de acasalamento. Além disso, algumas espécies podem ser encontradas em pinheiros e áreas de madeira.

Sendo assim, o habitat varia conforme a localização da espécie. Por exemplo: as cobras corais das Américas costumam se esconder debaixo de pedras e escavar a areia.

Além disso, a cobra coral é frequentemente vista na primavera e no outono. No entanto, a espécie costuma fugir dos seus predadores.

Reprodução da cobra coral

A cobra coral das Américas pode gerar de um a treze ovos. Já a cobra coral da Ásia deposita de dois a três ovos.

Contudo, os filhotes de todas as espécies nascem com algo entre 7 cm a 17 cm de comprimento, mas são completamente venenosos. Além disso, possuem cores vivas.

Já as cobras adultas podem atingir cerca de dois metros de comprimento. O tempo médio de vida da cobra coral ainda é desconhecido.

Alguns estudos indicam que elas podem viver até 7 anos, em cativeiro. No entanto, o recorde em cativeiro é de 18 anos.

A cobra coral é venenosa?

A resposta é sim! Os danos do seu veneno podem ser severos, portanto, não vale a pena correr riscos na tentativa de descobrir se a cobra coral é verdadeira ou falsa.

Só para você ter uma ideia, quando uma vítima é picada por uma cobra coral, há a possibilidade de insuficiência respiratória e os efeitos podem demorar até 13 horas para aparecer.

Os sintomas iniciais incluem:

  • Dor moderada no local da picada (sem marcas de punção);
  • Náusea;
  • Vômito;
  • Tontura;
  • Dor abdominal;
  • Déficit motor;
  • Fraqueza muscular;
  • Insuficiência pulmonar.

Cobra coral

Em caso de picada, é importante tomar algumas medidas para amenizar o quadro antes de chegar a um hospital, como:

  • Minimizar os movimentos e manter-se relaxado para evitar a expansão do veneno pelo corpo;
  • Utilizar uma atadura para imobilizar o local da picada através da pressão. Dessa forma, é possível diminuir a absorção do veneno;
  • Evitar medicamentos que podem diminuir a força muscular;
  • Torniquetes e extração do veneno por sucção oral não são recomendados.

No entanto, caso a picada não receba o tratamento necessário, o sistema respiratório corre riscos graves. Portanto, o paciente deve ficar em observação por, pelo menos, 24 horas.

Contudo, ela não consegue contrair suas presas, como boa parte das outras cobras venenosas. Portanto, suas presas são relativamente fracas, o que dificulta a penetração completa na pele humana.

Por isso, a maior parte dos seres humanos é picado ao tentar capturar e manusear a cobra coral. Sendo assim, lembre-se sempre de manter o equilíbrio entre a preservação e exploração do Meio Ambiente.

Curiosidades sobre a cobra coral

Para finalizar, aqui estão duas curiosidades sobre essa cobra fascinante:

  • As picadas estão se tornando cada vez mais letais nos EUA, devido à falta de demanda do antiveneno para essa espécie;
  • Na escala de picadas anual dos EUA, elas representam menos de um por centro.

Essas são apenas algumas das principais informações sobre a cobra coral. Lembre-se que cada espécie tem suas particularidades, portanto, é importante sempre estar atento à prevenção.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo