Cobra jararaca é espécie que pode atingir até 1,6m de comprimento

Inicio » Meio Ambiente » Cobra jararaca é espécie que pode atingir até 1,6m de comprimento
25/10/2020 Por
Cobra jararaca é espécie que pode atingir até 1,6m de comprimento

Estima-se que a primeira cobra jararaca chegou na América do Sul entre 11 a 20 milhões de anos atrás. Segundo indícios, a cobra jararaca, possivelmente, veio da América Central ao passar de uma ilha para outra. O que não é de se espantar, afinal, os biomas brasileiros exercem grande influência no território nacional, por exemplo.

Entretanto, por incrível que pareça, a primeira cobra jararaca era pequena. Provavelmente, ela não tinha mais de 1 metro de comprimento.

Cobra jararaca

O que é cobra jararaca?

Cobra jararaca é uma víbora venenosa. Sua espécie está presente no sul do Brasil, no norte da Argentina e no nordeste do Paraguai.

No entanto, essas cobras venenosas podem ser encontradas principalmente na Mata Atlântica, devido às mudanças ecológicas que, ao longo do tempo, fragmentaram o habitat.

Habitat da cobra jararaca

Essa espécie costuma se abrigar em florestas tropicais densas de até 1000 m acima do nível do mar.

No entanto, essas cobras peçonhentas podem se adaptar a diversos cenários, como: matagais, savanas, florestas semi tropicais, entre outros destinos.

Contudo, o cenário em que vivem depende também da sua idade. A cobra jararaca adulta tende a preferir partes terrestres. Já as jovens são arbóreas, possivelmente, como uma forma de defensa de predadores.

Características da cobra jararaca

Sua principal característica é a cabeça achatada com tons marrom escuro, intercalados por listras pretas. Inclusive, na cabeça, há uma faixa marrom escura proeminente, que se origina atrás do olho e termina na mandíbula.

Já o corpo da cobra jararaca pode ter diversas cores: verde-oliva, cinza, marrom, amarelo, dentre outros.

No geral, essas cobras são esbeltas e contam com 23 a 25 linhas de escamas espalhadas pelo corpo.

Uma curiosidade interessante é que a cobra jararaca fêmea é maior que o macho. Além disso, elas produzem mais veneno do que os machos.

Por outro lado, o veneno masculino é muito mais potente nas atividades coagulantes.

Aliás, existem diversas espécies da cobra jararaca. Confira algumas em seguida.

Jararaca dormideira

Contrariando a espécie, a jararaca dormideira é dócil e inofensiva. Como não possui veneno, não representa perigo algum ao agricultor.

Inclusive, ganhou o “apelido” de dormideira devido ao seu temperamento dócil. Aliás, há muitos outros animais de comportamento dócil, como o Devon, um gado rústico que produz carne de alta qualidade.

Além disso, essa cobra se alimenta, em especial, de lesmas. Portanto, é comum encontrá-la em hortas e plantações.

No entanto, a jararaca dormideira é caçada ilegalmente devido ao medo. Muitos, ainda, acreditam que ela é prejudicial ao cultivo, quando, na verdade, ela é uma ótima aliada para o controle natural de pragas.

Cobra jararaca

Jararaca-ilhoa

Você já cogitou a ideia de uma ilha dominada exclusivamente por cobras? Pois bem, esse é o habitat da jararaca-ilhoa.

Imagine o seguinte cenário: mais 2 mil cobras numa ilha de 23 ha. Para ser mais preciso, na Ilha da Queimada Grande, localizada no litoral sul do Estado de São Paulo.

A “ilha das cobras”, como é conhecida, está sobre proteção ambiental. A grande ironia é que a jararaca-ilhoa é uma das cobras mais perigosas do mundo, mas, em contrapartida, salva a vida de milhares de pessoas.

Conhece o ditado “é do veneno que se extrai a cura?”

Pois bem. O veneno dessa espécie é um forte aliado contra doenças cardíacas e circulatórias.

E a espécie vem se adaptando conforme o tempo, já que as jararacas aprenderam a trepar em árvores para buscar comida.

No entanto, essa espécie está ameaçada devido à caça ilegal. Por isso, é fundamental preservar os ambientes naturais dos animais silvestres.

Jararaca da mata

A jararaca da mata é conhecida como uma das espécies mais letais do Brasil.

Essas cobras peçonhentas são extremamente agressivas e seu veneno pode matar facilmente um homem. No entanto, no meio científico, a nomenclatura dessa espécie é Bothrops jararac.

Algumas características se sobressaem, como o corpo todo marrom e seu tamanho incrível, que pode chegar a até 1 metro e 60 centímetros.

Ao contrário das outras cobras jararacas, esse réptil possui manchas escuras que formam triângulos. Inclusive, ela pode enxergar a uma distância entre 3 a 4 metros.

Essa cobra possui hábitos noturnos, portanto, todo cuidado é essencial. Aqui estão algumas dicas para segurança no campo:

  • Use botas de cano alto, pois 80% das picadas atingem as pernas;
  • Use luvas de proteção, mas evite colocar as mãos em ocos de árvores, cupinzeiros, entre outros locais;
  • Examine cuidadosamente os sapatos, pois serpentes gostam de locais úmidos e escuros;
  • Preste atenção no acúmulo de lixo, entulhos, materiais de construção, entre outros detritos;
  • Tenha cuidado redobrado ao avaliar um local para montar um acampamento.

Cobra jararaca

Reprodução da cobra jararaca

No caso da cobra jararaca, os machos acasalam com mais de uma fêmea. No entanto, os machos lutam entre si para estabelecer dominância.

O acasalamento tende a acontecer entre abril e maio. Já a fertilização ocorre na primavera.

Um fato interessante é que as fêmeas armazenam os espermatozoides para garantir uma gestação em condições adequadas. Afinal, o nascimento depende de uma alta quantidade de alimentos.

A fêmea é capaz de gerar entre 10 a 14 filhotes por estação. No entanto, a cobra jararaca só pode se reproduzir se o estado nutricional for suficiente para produzir o ovo.

Além disso, estima-se que a cobra jararaca vive por, pelo menos, 5 a 6 anos em cativeiro. No entanto, há poucas informações precisas sobre sua expectativa de vida.

Percepção da cobra jararaca

A cobra jararaca é perspicaz e sensível, interpreta o ambiente através de estímulos táteis, infravermelhos e visuais.

Seu olfato é extremamente aguçado e pode, inclusive, detectar sinais químicos. Além disso, é capaz de encontrar uma grande variedade de comprimentos de ondas infravermelhas.

Através desses atributos, a cobra jararaca é capaz de utilizar diversas informações sensoriais para encontrar suas presas e, ao mesmo tempo, se localizar no ambiente.

Por fim, através das ondas infravermelhas, ela consegue extrair a localização da presa, assim como sua distância.

A importância da cobra jararaca

Vale ressaltar que o veneno dessa espécie tem um papel fundamental para desenvolver medicamentos eficazes contra várias doenças. Em especial, problemas de pressão arterial e soluções anti-hemorrágicas.

Além disso, elas auxiliam a controlar as populações de pragas agrícolas.

A cobra jararaca é espécie fascinante. Por isso, retratamos as principais curiosidades sobre ela. Apesar dessa cobra despertar interesse, não se esqueça sempre de se prevenir.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo