Cocho: a escolha correta favorece o manejo dos animais

Inicio » Pecuária » Cocho: a escolha correta favorece o manejo dos animais
28/02/2019 Por
Cocho: a escolha correta favorece o manejo dos animais

Utilização correta do cocho favorece o manejo dos bichos

O uso do cocho é muito importante para o manejo dos animais, seja de pequenas ou grandes propriedades.

Escolher o cocho certo possibilita ao pecuarista melhores condições de criação e desenvolvimento dos bichos.

Cocho: equipamento para depósito de alimentos para o gado

O que é cocho?

Cocho consiste em uma espécie de equipamento ou ferramenta usada para servir de depósito para a comida dos animais. Ele possui vários formatos e tamanhos, para que atenda às necessidades de cada tipo de animal, seja ele de porte menor ou maior.

Escolha do equipamento

O cocho para gado devem ser escolhidos levando em conta o local de manejo dos animais, ou seja, criação a pasto ou confinamento. Além disso, pensar na redução de desperdícios e custo de produção também é essencial. Primeiramente, o tipo deve ser escolhido de acordo com o número de animais, distribuição e local onde vivem.

Os animais criados em confinamento alimentam-se junto aos outros, devido isso é importante pensar no tamanho do equipamento que será utilizado. Os principais pontos a serem levados em consideração são, basicamente:

  • Os cochos devem facilitar que os animais movimentem-se de maneira confortável no momento da alimentação;
  • Os cochos devem ter espaço suficientemente grande, para que a comida não caía e não haja desperdício;
  • Devem ser posicionados para que não aconteça acidentes entre os bichos;
  • Nos períodos de chuva, o cocho para bois deve ser coberto.

No sistema rotacionado de manejo, o equipamento deve ser posicionado em uma das laterais da praça de alimentação dos bichos. Já quando não há divisões do pastejo, ele deve ser posicionado próximo ao malhadouro. É recomendável que a propriedade tenha ao menos 4 metros destinadas aos cochos, contando a cada 100 animais.

cocho de cavalo, por exemplo, pode ser feito para ficar aberto ou fechado. Além disso, pode ser dividido em baias para cada cavalo presente no estábulo.

Tipos de cocho

Cocho usado para a alimentação de bois

Ao escolher o tipo adequado é preciso levar em conta a facilidade, resistência, material de fabricação e o custo benefício. Dessa forma, as escolhas são feitas para que não haja mais despesas com renovação e manutenção.

Os principais tipos de cocho para animais são:

  • Cocho de madeira: possui custos mais baixos e fácil manutenção;
  • Cocho de polietileno: possui maior facilidade de transporte, não necessita de manutenção, possui um alto custo benefício, maior durabilidade, resistência, possui drenos e não precisa de instalação;
  • Cocho de tambor: possui custos mais baixos e não possui drenos, porém não é muito indicado em comparação aos outros;
  • Cocho coberto: pode ser fixo ou móvel, boa e alta durabilidade, necessita de manutenção regularmente, não possui sistema de drenagem e tem baixo nível de sustentabilidade.

Vale ressaltar que o espaço do equipamento deve suprir a demanda de alimentação diária dos bichos, para que não fique sobrecarregado ou dificulte o depósito dos alimentos.

No caso de criação em confinamento, por exemplo, o posicionamento do cocho é essencial. Os pecuaristas devem estar atentos ao espaço, topografia da propriedade, condições do solo, do clima, da quantidade de alimentos oferecidos diariamente, etc. Dessa forma, evita acontecimentos indesejados, como estresse aos bichos, acidentes, desperdícios, manutenções frequentes e mais gastos.

Agro20 | Portal Vida No Campo