Confitado é todo alimento cozido lentamente para ser preservado

Inicio » Agronegócio » Confitado é todo alimento cozido lentamente para ser preservado
07/10/2020 Por
Confitado é todo alimento cozido lentamente para ser preservado

Técnica antiga mantém alimento confitado longe da deterioração. A cozinha é o melhor lugar para deixar fluir a criatividade e criar combinações de alimentos e temperos. Com isso, ressurgiu a cultura de deixar um alimento confitado. O que antes era muito utilizado para conservação, tornou-se uma prática gourmet.

Assim, o confitado visa, além de preservar, garantir um sabor muito mais especial na comida, além de agregar maciez e uma textura muito mais agradável. Pode ser usado em alimentos que não sejam legumes e, em todos eles, garante uma melhor qualidade.

Confitado

O que quer dizer confitado?

Confitado é todo alimento que, devido à prática de confit, acaba sendo conservado através da imersão em gordura ou xarope de frutas. Essa técnica é muito antiga e usada para preservar os alimentos, já que antigamente não existia a opção de refrigerá-los.

Ademais, com o passar do tempo e as novas tecnologias que ajudam a preservar um alimento, essa técnica passou a ser utilizada para dar maciez e maior gosto para os alimentos. Logo, para entender o que é confitar e o que é confit, basta pensar nos alimentos em conservas de gordura e tempero.

Certamente, essa técnica também passou a ser aplicada nos legumes em geral, criando os legumes confit. Isso faz com que os legumes confitados fiquem com um sabor muito mais especial, sendo aprovado até mesmo por aqueles que não são fãs de vegetais.

Como confitar?

O confit tem origem francesa e significa “conservar” ou “cristalizado”, que sugere que os alimentos ficariam conservados ou cristalizados dentro de um pote. Não se sabe de onde o confit surgiu antes de chegar à França, mas sabe-se que ele foi utilizado há muitos anos antes em todos os lugares.

O confit, na sua forma original, é uma maneira de cocção bem lenta, em que a carne ou legume é cozido em fogo baixo, na gordura e sem fritar. Para realizar alimentos confitados de sucesso, a temperatura não pode passar de 100 °C e deve ficar sob constante vigia.

Sobretudo, saber como confitar um alimento pode trazer incríveis benefícios para o preparo. Afinal, é possível obter um sabor diferente no alimento e também tirar proveito do azeite que fica cheio de aromas e que tem alta durabilidade.

Passo a passo para tomate confitado

Para confitar os tomates:

  • Meio quilo de tomate cereja;
  • 2 dentes de alho;
  • Sal e pimenta a gosto;
  • 1 xícara de azeite;
  • Orégano;
  • Tomilho (opcional);
  • Salsinha a gosto.

Após separar todos os ingredientes, basta lavar os tomates e secar, de preferência com papel toalha. Depois de lavados e bem secos, os tomates podem ser colocados em uma assadeira onde será colocado o azeite.

Com os tomates e o azeite na assadeira, adicione o restante dos ingredientes e supervisione em fogo baixo até os tomates murcharem. Para melhor paladar, a dica é servi-los com massas, pães, saladas e torradinhas. O confitado de tomate fica muito melhor quando o pão é caseiro.

Confitado

Passo a passo para confitado de bacalhau

Quando feito o confit de bacalhau, é muito mais fácil deixar esse peixe macio, úmido e com um sabor muito superior aos temperos tradicionais.

  • 1 kg de bacalhau dividido em pedaços;
  • Uma garrafa de azeite de 1 litro;
  • 1 folha de louro;
  • Pimenta do reino em grãos, de preferência 1 colher (café);
  • 6 dentes de alho.

Primeiramente, para o preparo, é necessário que o bacalhau esteja descongelado. Depois, basta tirar a sua pele e dividi-lo em pedaços menores. Em um refratário fundo que possa ir ao forno, coloque todos os ingredientes e cubra com o azeite.

Então, no forno, o bacalhau deve ficar em temperatura baixa, em torno de 100 °C, por mais ou menos 1 hora ou até que o bacalhau esteja maco e cozido. Depois de pronto, basta retirar as postas de bacalhau, regar com o azeite e servir com alho frito.

Certamente é indicado servir como acompanhamento: batatas, tomates, pimentões, arroz branco, azeitonas pretas e cebolas assadas são ótimas combinações.

Passo a passo para alho confitado

Provavelmente a mais fácil das receitas é justamente confitar o alho. Para isso, será necessário:

  • 500ml de azeite extravirgem;
  • Meio quilo de alho descascado.

O preparo também é muito simples e prático. Basta selecionar uma panela que acomode os alhos de forma confortável e que seja possível cobri-los com o azeite. Em seguida, basta cozinhar em fogo baixo até que fiquem bem macios.

Além disso, é importante de nunca deixar ferver e nem fritar, a intenção é somente confitar junto aos temperos e o azeite. O tempo de cozimento do alho pode variar conforme o tamanho dos dentes e também a potência do forno, mas, em geral, alhos ficam prontos em até 90 minutos.

Confitado

Procedimento de confitar de um modo geral

Conforme é possível notar, o confitado é um tipo de receita extremamente fácil de fazer e sua base é a mesma: temperos, azeite e fogo baixo. Dessa forma, fica muito fácil decorar a receita e utilizá-la quando não há a vontade de fazer grandes e gordurosos pratos.

Além disso, o confitado é um tipo de prato que agrega muito valor, já que a gordura ou o óleo utilizado podem tranquilamente ser reutilizados para dar mais sabor aos outros pratos disponíveis. Afinal, o caldo que sobre do confitado é extremamente saborizado e cheio de aromas agradáveis.

Certamente, isso significa que ele pode ser usado para fazer grelhados, molhos e até sopas. Inclusive, os confitados são ótimos para serem consumidos no inverno junto a um delicioso vinho tinto. Essa técnica, como foi originada para conservação, ajuda também a manter a quantidade de benefícios.

Ou seja, como o alimento não é cozido em excesso e nem em altas temperaturas, é possível manter de forma eficaz parte das vitaminas e fontes benéficas de energia que estão nas carnes, legumes e, até mesmo, frutas.

Enfim, essa evolução com o confit mostra o quanto uma prática extremamente antiga e que possuía outra finalidade, como o confitado, pode tranquilamente se modernizar e ser útil até nos dias de hoje para a saúde e alimentação, mesmo depois de muitos anos de sua criação e popularização. Não deixe de experimentar!

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo