Legumes têm grande valor nutricional e importância de mercado agro

Inicio » Agricultura » Legumes têm grande valor nutricional e importância de mercado agro
27/09/2019 Por
Legumes têm grande valor nutricional e importância de mercado agro

A exploração de hortaliças e legumes emprega 7 milhões de pessoas no Brasil

A produção de legumes é um dos setores que mais empregam no Brasil. Lidera o ranking de hortaliças que mais geram empregos a plantação de feijão, responsável direta pelo emprego de 2 milhões de pessoas.

Mas apenas de 3% a 5% da produção de frutas e hortaliças no Brasil tem como destino o mercado externo. Ainda é comum para o consumidor brasileiro confundir legumes com verduras e legumes com leguminosas. No entanto, todos são alimentos diferentes com características bem particulares.

legumes

O que são legumes?

Legumes são vegetais cultivados em plantações. Eles podem se desenvolver abaixo da terra ou com uma parte exposta, geralmente, as folhas. Deles pode se ingerir as cascas, frutos, sementes e até mesmo, em alguns casos, as raízes.

Os legumes fazem parte do grupo das leguminosas, mas não significa que sejam sinônimos, pois só se pode consumir as sementes das leguminosas. Além da categoria de leguminosas, o vegetal também pode se enquadrar no grupo dos cereais, oleaginosas e frutas.

Mas quais são os legumes mais comuns na mesa dos brasileiros?

  • Abóbora: alimento que ajuda na circulação sanguínea por ser rico em vitamina K;
  • Chuchu: não é muito popular por geralmente ser apenas um complemento de pratos, mas suas qualidades nutricionais não são descartáveis. É rico em vitamina C, substância conhecida por fortalecer o sistema imunológico para ser mais resistente a vírus e bactérias;
  • Abobrinha: regula a pressão arterial por ser uma grande fonte de potássio, mineral que, entre outras qualidades, regula a pressão arterial;
  • Berinjela: é indicada para dietas com objetivo de perda de peso, pois contém propriedades que dão saciedade ao corpo, fibras em especial. A saciedade é a dilatação dos sucos estomacais que dão a sensação de corpo bem nutrido, mesmo consumindo quantidade calórica inferior à rotineira;
  • Beterraba: é rica em antioxidantes que combatem os radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento precoce e desenvolvimento de doenças crônicas;
  • Cenoura: previne o câncer, protege a visão e mantém o bronzeado por mais tempo. Isso tudo por conter antioxidantes, como o betacaroteno.

legumes

Legumes e verduras

E qual seria a diferença entre legumes e verduras? Os termos muitas vezes são confundidos, tratados como sinônimos, porque são parecidos, mas se tratam de assuntos diferentes, ainda que semelhantes. Ocorre o mesmo com legumes e leguminosas.

Ambos são vegetais, no entanto, enquanto um se trata de frutos salgados em que se é comestível praticamente tudo (fruta, casca, sementes e raízes), o outro se trata de verduras, folhas, plantas, flores comestíveis. Essa é a diferença principal.

As verduras, ao contrário dos legumes, pertencem somente a uma categoria. Outra característica das verduras que as distinguem dos legumes é o teor calórico e de carboidratos, que é baixo, cerca de 5%. Por outro lado, os legumes apresentam maior variação, podendo chegar a 20%.

Certamente outra diferenciação importante de se fazer é entre legumes e hortaliças. Qual a diferença?

A diferença se encontra apenas no grupo referencial. Os legumes se referem, naturalmente, aos frutos salgados, leguminosas, tubérculos, cereais, entre outros. Hortaliças já se referem a um grupo maior de plantas cultivadas em hortas, como verduras e os próprios legumes.

Importância econômica da olericultura no Brasil

Segundo dados da Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frutas e Derivados (Abrafrutas) em conjunto com a Confederação Nacional de Agricultura (CNA), a produção de frutas e legumes emprega 13 milhões de pessoas no Brasil.

Concentrando-se nas hortaliças e legumes, em cada 10 hectares que recebem cultivo de frutas ou hortaliças, cerca de 25 pessoas são empregadas. Considerando que a olericultura no Brasil está distribuída em 2,6 milhões de hectares, tal número representa 7 milhões de empregos.

O total de frutas e hortaliças produzidas no país chega a 37 milhões de toneladas.

A maioria esmagadora desse total é para consumo interno (95% da produção), ou seja, somente os 5% restantes são direcionados para o mercado internacional.

O plantio do feijão lidera o ranking de geração de empregos, com 2 milhões de vagas criadas. A banana vem em seguida, com 476 mil postos de trabalhos. O pódio é completado pela alface que gera ocupação para mais de 300 mil pessoas em todo o território nacional.

Na quarta posição temos a cebola que, segundo o estudo, fornece emprego para mais de 200 mil pessoas.

Receitas com legumes

São inúmeras as receitas com legumes que você pode preparar. Dentre elas, uma que faz muito sucesso é a de couve-flor com molho de tomate.

Em seguida, apresentamos esta receita de modo breve e simplificado para que você possa experimentar! Então, tome nota dos ingredientes e do modo de preparo.

Ingredientes:

  • Uma (1) couve-flor média;
  • Um (1) dente de alho grande (amassado);
  • Uma (1) cebola média em meias rodelas;
  • Um (1) tomate picado;
  • Três (3) colheres de sopa de azeite;
  • Dois (2) sachês de molho de tomate;
  • Sal a gosto;
  • Pimenta do reino (moída na hora, de preferência).

Modo de fazer:

  1. Deixe o couve-flor cozinhando no vapor por 10 minutos, isto depois de limpá-lo e cortá-lo;
  2. Em seguida, prepare uma panela com molho de tomate enquanto cozinha a couve-flor;
  3. Adicione o azeite e a cebola e deixe-os refogando por alguns minutos;
  4. Depois introduza o alho, aguarde por mais 2 minutos para adicionar, então, o tomate. Não se esqueça de mexer sempre a comida;
  5. Somente coloque o molho de tomate quanto o tomate estiver bem mole;
  6. Espere o molho ferver para acrescentar a couve-flor;
  7. Coloque o sal e a pimenta;
  8. Espere mais alguns minutos e depois desligue o fogo;
  9. Sirva logo em seguida, acompanhado de um arroz branco e uma salada.

legumes

Legumes refogados

A técnica de legumes refogados é um recurso gastronômico para temperar alimentos, mantendo a cor, a textura e o sabor dos mesmos.

O processo de refogar consiste em fritar os legumes, mexendo-os o tempo inteiro na frigideira e rapidamente. Coloca-se apenas um pouco de gordura quente. Entenda que não se trata de cobrir os alimentos com gordura, mas apenas envolvê-los de modo que fiquem todos úmidos.

Não coloque todos os ingredientes de uma vez na panela ou frigideira. Além disso, só coloque os legumes quando o óleo estiver bem quente. Sempre mexa os ingredientes para que os legumes não queimem e, então, retire-os quando começarem a dourar.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo