Farinha de mandioca é alimento nutritivo e importante na culinária

Inicio » Agricultura » Farinha de mandioca é alimento nutritivo e importante na culinária
09/04/2019 Por
Farinha de mandioca é alimento nutritivo e importante na culinária

A farinha de mandioca é popular por sua versatilidade e propriedades nutritivas

A farinha de mandioca é um alimento nutritivo e muito comum em todo o mundo. Além disso, a sua produção é uma boa opção para os cultivos da agricultura familiar; principalmente por conta da facilidade do processo.

A produção da farinha de mandioca teve início antes mesmo da descoberta da América. De acordo com historiadores, os índios já presentes nas terras brasileiras alimentavam-se diariamente da farinha de mandioca.

Farinha de mandioca

O que é farinha de mandioca?

A farinha de mandioca é um tipo de pó muito tradicional na culinária brasileira. Eventualmente, o produto é consumido junto de alimentos tradicionais, como o arroz e o feijão; no entanto, seu uso como ingrediente para a composição de diferentes receitas é mais comum.

Em diferentes cidades da região Nordeste é bastante popular, já que a cultura local tem a farinha como um ingrediente praticamente indispensável na alimentação do dia a dia. No entanto, é necessário cuidado ao consumir a farinha de mandioca, uma vez que a sua composição é rica em carboidrato e’por isso, pode contribuir diretamente para o ganho excessivo de peso.

O seu consumo antes da prática de esportes é interessante, já que a composição da farinha tem valor enérgico capaz de tornar mais completa a experiência do atleta durante os exercícios em busca de qualidade de vda. Entre as principais propriedades da farinha de mandioca, podemos citar:

  • Vitamina B6
  • Manganês
  • Magnésio
  • Ferro

Além dos benefícios já citados, o consumo do farelo de farinha é considerado um ótimo anti inflamatório e redutor de estresse. Dessa forma, podendo ser utilizado de maneira medicinal. Assim, seus benefícios ficam ainda mais evidentes; já que o uso de produtos naturais de forma medicinal tem a vantagem de ajudar o corpo sem o uso de substâncias artificiais.

Mandioca antes de virar farinha de mandioca

Como é feita a farinha de mandioca?

A farinha de mandioca, antes de chegar ao prato dos consumidores, passa por um longo processo preparo. Isso porque, para que o produto fique adequado, ele deve ser refinado; garantindo a manutenção de suas diferentes vitaminas, essenciais ao bom funcionamento do corpo humano.

Entre as principais etapas da produção da farinha estão:

  • Plantação
  • Colheita
  • Locomoção
  • Limpeza
  • Ralação
  • Prensagem
  • Esfarelamento
  • Peneiração
  • Torragem

Para a eficiência de uma etapa da preparação da farinha de mandioca, é muito importante que a anterior tenha sido bem executada. Atualmente, o Brasil é reconhecido como um dos maiores produtores de mandioca em todo mundo, exportando cerca de 12,7% de sua produção; de acordo com informações da Embrapa.

Principais tipos de farinha

Os tipos de farinha do Brasil são variados, permitindo que cada consumidor possa escolher de acordo com a sua preferência e e necessidade. As principais e mais conhecidas farinhas do país são:

  • Farinha de trigo: contendo diferentes propriedades nutricionais, a farinha de trigo é muito rica em zinco e potássio, ajudando no desenvolvimento das conexões cerebrais. Além disso, o consumo dessa farinha pode ajudar diretamente no aumento da imunidade corporal, evitando doenças como a gripe, por exemplo.
  • Farinha de milho: o seu uso é popular entre celíacos (pessoas com sensibilidade ao glúten), visto que não possui glúten na composição. Outra vantagem é que ela ajuda no controle do colesterol, protegendo os tecidos do corpo.
  • Farinha de berinjela: essa farinha é importante para o bom funcionamento dos rins. As fibras presentes no alimento são capazes de estimular os órgão e torná-los mais ativos.
  • Farinha de centeio: este tipo de farinha é muito rico em carboidratos. Por isso, o consumo exagerado deve ser evitado em função da sua composição calórica.
  • Farinha de aveia: é muito procurada por pessoas que buscam qualidade de vida. Isso porque o seu uso pode auxiliar no controle de peso – por promover saciedade – e no desempenho durante diferentes a prática de esportes.

Farinha de mandioca e a agricultura familiar

A produção da farinha de mandioca pode ser uma ótima opção dentro da agricultura de subsistência, visto que a produção e comercialização do produto pode servir como uma boa fonte de renda. Além disso, o produto é nutritivo e também pode ser utilizado para o próprio consumo da família.

Dentro de diferentes propriedades, a agricultura familiar faz todo o trabalho de colheita e refinaria da mandioca; garantindo que o produto possa ser comercializado, pronto para o consumo, diretamente pelos seus produtores.

Essa produção e refinamento próprio da farinha de mandioca é algo de grande importância para a agricultura familiar e de subsistência. Isso porque, dessa forma, é evitada a necessidade de transporte da matéria-prima para diferentes localidades antes que o produto esteja pronto para consumo e comercialização.

Além disso, a autonomia faz com que esses trabalhadores tenham um desempenho promissor, podendo investir em outras áreas futuramente.

Em regiões menores, a produção da farinha de mandioca é uma das principais responsáveis pela movimentação da economia local. Com isso, as produções feitas nessas regiões geralmente são vendidas no próprio mercado interno, ajudando as pequenas famílias, que acabam pagando mais barato no produto.

A agricultura familiar é muito importante no Brasil, uma vez que são elas que abastecem as pequenas feiras e mercados, levando alimento até regiões mais afastadas. Ter um espaço menor de cultivo não significa baixa renda, visto que a produção é proporcional à demanda local.

O cultivo de mandioca e o seu uso como farinha já é visto como um mercado consolidado no Brasil. Portanto, apostar em novas práticas de agricultura envolvendo a farinha de mandioca pode ser uma ótima opção, fazendo com que todo o país venha a ganhar por ser reconhecido por esse tipo de atividade.

Homem preparando a farinha de mandioca

Curiosidades sobre a farinha e a mandioca

Embora a mandioca seja um alimento amplamente apreciado e usado nas mais variadas receitas, a mandioca-brava é é um tipo que pode ser extremamente perigoso para a vida humana. Isso porque ela tem um ácido chamado cianídrico em sua composição, e essa substância que é capaz de matar por intoxicação.

Tida como um dos alimentos mais importantes do mundo, a farinha de mandioca é rica em nutrientes e pode ser utilizada em diferentes receitas, tornando-as ainda mais saborosas e nutritivas.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo