Microclima e a influência que recebe da ação do homem e da natureza

Inicio » Meio Ambiente » Microclima e a influência que recebe da ação do homem e da natureza
17/09/2019 Por
Microclima e a influência que recebe da ação do homem e da natureza

Microclima apresenta  elevação de temperatura e baixa da precipitação como consequências

A ação da natureza e do homem provoca alterações no clima como um todo, tanto umidade do ar, quanto temperatura e precipitação em determinadas áreas, podem ser influenciadas. Contudo, existe uma condição em que apenas uma pequena área é modificada por uma destas ações. As alterações damos o nome de microclima.

O microclima pode ser influenciado por diferentes fatores, dentre eles, o desmatamento da vegetação nativa e a retenção de calor pelas árvores.

Na imagem, observamos um das ações causadoras do microclima, o desmatamento da vegetação e ao fundo, observamos uma construção de prédios urbanos

O que é microclima?

O microclima acontece quando uma pequena zona isolada apresenta características climáticas diferentes da área total em que está inserida.

Os microclimas, portanto, podem ser formados devido a influência de corpos de água, barreiras geomorfológicas e vegetação. Outro fator que pode influenciar no surgimento da condição é a influência do homem na natureza.

De uma maneira geral, existem dois tipos de microclimas, o urbano e o florestal.

O que é microclima urbano e florestal?

O microclima urbano é formado pela ação do homem na natureza, por meio, por exemplo, das construções urbanas, emissão de gases provocadores do efeito estufa na atmosfera. Além disso, a presença significante de concreto nas cidades, diminuição das áreas verdes e o surgimento de prédios cada vez mais altos também contribuem para sua a formação nas cidades

O microclima urbano provoca algumas consequências, sendo que a mais conhecida são as ilhas de calor. As ilhas de calor acontecem quando em uma determinada área dentro da cidade, geralmente no centro, a temperatura se eleva e não reduz.

O microclima florestal, por sua vez, assim como o próprio nome sugere,  abrange principalmente  as áreas verdes. Por exemplo, nas florestas, as condições climáticas podem ser influenciadas pelas árvores e ação do sol. Como nessas regiões existem plantas folhosas que retem o calor na parte mais alta, a região fica com a temperatura mais elevada. No entanto, em seu interior, a temperatura é mais baixa, uma vez que todo o calor ficou retido no topo das árvores.

O que é macroclima?

Além do microclima, existe ainda outra condição climática, o macroclima. Diferente do microclima, que abrange uma pequena área, o macroclima abrange uma região mais extensa. Ele apresenta três subdivisões, cada uma com características específicas:

  1. Microclima global, que se refere, por exemplo, ao clima predominante na Terra;
  2. Microclima zonal, que é característico de uma zona em específico, como tropical, temperada ou polar;
  3. Macroclima regional, específico de uma extensa região, como é o caso de um país.

Diferença entre microclima e macroclima

Conforme vimos no decorrer deste post, existem algumas diferenças entre microclima e macroclima, dentre elas, a  área de abrangência de cada um. Além disso, o macroclima possui três divisões, sendo elas, influenciadas pelo planeta, zona ou região na qual está inserido.

O microclima florestal acontece quando a incidência solar é maior no topo das árvores, como é o caso desta imagem em que as plantações mais altas recebem luz solar.

Já o microclima possui duas subdivisões, sendo elas, urbano e florestal. Isso porque é submetido pela ação do homem nos centros urbanos ou da vegetação em áreas verdes. Sendo assim, o clima de um pequeno local é influenciado e apresenta mudanças em suas condições climáticas.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo