Ovo caipira, que pode ser branco ou vermelho, tem produção diferenciada

Inicio » Agronegócio » Ovo caipira, que pode ser branco ou vermelho, tem produção diferenciada
08/11/2020 Por
Ovo caipira, que pode ser branco ou vermelho, tem produção diferenciada

O ovo caipira tem produção que promove a sustentabilidade e o cuidado com o animal. Embora muitos associem a coloração do ovo com a sua origem, é preciso lembrar que existem diversos sistemas de criação de galinhas e que eles não estão relacionados à cor do ovo. De forma geral, a produção de ovo caipira é mais saudável para as galinhas.

Confira o que é um ovo caipira, qual a sua real coloração e como distingui-lo do ovo de granja.

Ovo caipira

O que é ovo caipira?

Ovo caipira é o ovo da galinha caipira. De forma geral, embora possam ser brancos ou vermelhos, o ovo caipira tem casca mais grossa, gema mais escura e sabor mais forte que os ovos de granja.

Como a maioria das pessoas associa a cor do ovo com a sua origem, grande parte dos produtores opta por raças que botem ovos marrons, a fim de serem melhor aceitos pelos consumidores.

Para dar origem aos ovos caipiras, as galinhas recebem um tratamento especial. Primeiramente, devemos lembrar que não existe uma raça de galinhas caipiras, elas recebem esse nome por causa da forma que são criadas.

O sistema de produção de ovo caipira tem como objetivo criar a galinha com sustentabilidade e responsabilidade ambiental. Por isso, esses animais têm acesso a pasto e sua alimentação é produzida para suprir suas necessidades nutricionais, de forma que devem ser livres de antibióticos, fertilizantes, produtos sintéticos ou transgênicos.

Com relação ao acesso à área externa, as galinhas caipiras são criadas em sistema semi livre. Dessa forma, elas são soltas pela manhã e recolhidas no final da tarde. De fato, a lei estabelece que, nesse sistema de criação, cada poedeira tenha acesso a pelo menos meio metro quadrado de pasto.

Além disso, o local deve estar sempre limpo e sem restos de ração, a fim de evitar insetos indesejados e doenças. Por outro lado, as galinhas precisam de um alojamento para se protegerem e botarem os seus ovos. Nesse caso podem haver, no máximo, sete aves por metro quadrado.

Por fim, as galinhas caipiras são criadas com galos. Dessa forma, as galinhas ficam mais tranquilas e felizes, o que impacta diretamente na saúde desses animais. De fato, já é de conhecimento de todos que o estresse contribui para o desenvolvimento de doenças.

Benefícios do ovo

Em primeiro lugar, visto que o sistema de criação caipira visa o bem-estar das galinhas, o maior benefício é ajudar a combater a violência contra os animais. Diferente do sistema de criação em granjas, as galinhas caipiras têm liberdade para viver e botar ovos de forma natural.

Por outro lado, os benefícios do ovo caipira na alimentação são vários. Assim como todos os ovos, o caipira é rico em proteínas, carotenoides, lecitina, vitaminas e minerais. Eles contêm altas quantidades de vitamina B2, E, A, D, ácido fólico e ômega-3.

Ademais, de acordo com um estudo da Universidade do Estado da Pensilvânia, os ovos caipiras apresentam o dobro de ômega-3, 23% mais vitamina E e 38% a mais de vitamina A do que os ovos produzidos em granja.

De fato, as propriedades do ovo caipira são maiores que os ovos de granja.

Ovo caipira

Afinal, todo ovo vermelho é caipira?

Muito acreditam que todos os ovos caipiras são vermelhos (ou marrons). Entretanto, a coloração da casca não está relacionada à criação das galinhas, mas sim a sua raça.

De forma simples, as galinhas brancas botam ovos brancos e as galinhas marrons botam ovos marrons. Essa diferença acontece devido aos pigmentos que elas usam no momento da produção dos ovos.

As galinhas marrons, Rhode Island e New Hampshire, utilizam dois tipos de pigmento para dar coloração à casca do ovo: a protoporfirina e a biliverdina. Por outro lado, as galinhas brancas utilizam apenas a biliverdina na produção dos ovos.

Entretanto, as mesmas raças de galinhas podem ser utilizadas no sistema de criação caipira. Em resultado, elas podem botar um ovo caipira branco ou um ovo caipira vermelho. A diferença de cor não está relacionada à origem dos ovos.

Qual a diferença entre o ovo caipira e de granja?

Embora a cor da casca não indique a concentração de nutrientes em um ovo, a criação das galinhas pode influenciar na sua qualidade. Como vimos, o ovo caipira tende a ter maior contração de alguns nutrientes, além de ter casca mais espessa, gema mais escura e ser um pouco menor do que os de granja.

Entretanto, a principal diferença entre o ovo caipira e de granja é a criação das galinhas. Na criação industrial, as galinhas são mantidas em gaiolas e recebem ração com diversos suplementos para ajuda-las a crescer rápido e evitar doenças. Além disso, as galinhas criadas em granja recebem luz artificial durante 24 horas. Dessa forma, o seu relógio biológico é alterado e ela bota ovos o dia todo.

Por outro lado, as galinhas caipiras são criadas de forma mais natural, o que impacta diretamente na sua produção de ovos. Uma galinha caipira bota cerca de 80 ovos por ano, enquanto uma galinha de granja bota cerca de 300. Em resultado, o preço do ovo caipira se torna mais elevado, embora seja muito mais saudável para nós e para esses animais.

Por isso, se ficar em dúvida entre o ovo caipira ou de granja, prefira o que for melhor para o meio ambiente.

Ovo caipira

Consumo de ovo no Brasil

Independe do preço do ovo caipira, o consumo de ovo cresceu em 10% no ano passado (2019), atingindo pela primeira vez a média mundial de consumo para a proteína.

A produção de ovos no Brasil totalizou mais de 49 bilhões de unidade, cerca de 1,5 mil ovos por segundo. Dessa forma, cada brasileiro consumiu cerca de 230 ovos durante o ano de 2019.

Para 2020, de acordo com o Instituto Ovos Brasil, é esperado um aumento de 5% no consumo de ovos, chegando a 240 ovos por pessoa. Esse crescimento é esperado com base no aumento do preço da carne e do conhecimento das propriedades do ovo caipira.

De fato, inserir o ovo caipira na alimentação pode trazer muitos benefícios à sua saúde. Não deixe de experimentar!

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo