Mercado de pescado movimenta bilhões e alavanca economia brasileira

Inicio » Pecuária » Mercado de pescado movimenta bilhões e alavanca economia brasileira
02/02/2019 Por
Mercado de pescado movimenta bilhões e alavanca economia brasileira

Mercado de pescado tem alta produção e gera empregos em pequenas regiões do país

O mercado brasileiro de pescado é um dos maiores de todo o setor, mas isso não acalma negociadores que investem na área. Dados da FAO – Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura apontam que a produção da piscicultura brasileira atingiu 691,7 mil toneladas em 2017, movimentando aproximadamente R$ 5,4 bilhões.

O crescimento no setor movimenta o comércio de pescado e ainda gera emprego nas pequenas regiões. Por isso, a expectativa é que até a metade da próxima década o país dobre a produção de peixes para consumo, ultrapassando margem de 1,1 milhões de toneladas.

Pescado

O que significa pescado?

Pescado é todo animal que vive no âmbito aquático – seja doce ou salgado – e que é utilizado para fins alimentícios. De modo geral, o pescado no Brasil se divide em dois tipos principais:

  • Pescado fresco
    Este tipo de pescado não passou por nenhum processo de conservação, exceto pelo resfriamento de gelo. Por isso, pode ser mantido para consumo por mais tempo e ainda reter seus principais nutrientes.
  • Pescado Congelado
    É oposto ao fresco, uma vez que este tipo de pescado é submetido a temperatura inferior a -25°C e depois mantido a -15°C. A vantagem é que, por conta do congelamento, o consumidor pode encontrar uma variedade maior de peixes – que também já vêm limpos.

Principais espécies de pescados

  • Carpa comum
    A carpa comum foi a primeira espécie de pescado introduzida no Brasil para repovoamento e cultivo. As carpas ficam localizadas na região sul e sudeste do país, tendo o Rio Grande do Sul como principal produtor.
  • Pacu
    Também conhecido como caranha e piratinga, o pacu é dos tipos de pescado mais procurados no Brasil. A região Centro-Oeste se destaca na produção deste tipo de peixe.
  • Tambacu
    É uma espécie híbrida, fêmea de tambaqui e do macho pacu. Dentre os produtores, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul são líderes.
  • Tilápia
    Uma das espécies mais prestigiadas e populares da aquicultura, a tilápia tem cultivo em quase todos os estados brasileiros. Além disso, é conhecida por suas escamas, corpo comprido e coloração avermelhada bastante característica.
  • Tambaqui
    O peixe natural do Amazonas é bastante popular entre os produtores de Rondônia e Mato Grosso. Além disso, o peixe de água doce é conhecido por conta de seu tamanho. Espécie pode atingir 90 cm de comprimento e pesar 90 kg.

Pescado

Indústria de pescado brasileira

O Brasil tem grandes chances de se consolidar dentro da indústria de pescados, visto que existem inúmeros recursos naturais a serem explorados no país. Essa consolidação na economia criaria possibilidades no meio rural, além de oportunidades de negócio de exportação e, principalmente, geração de empregos.

A procura por pescado aumenta a cada ano. Peixes como a tilápia e o tambaqui são os mais consumidos e, consequentemente, os de maior produção. Prova disso é que, segundo a Embrapa – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, houve um crescimento de 223% na produção de tilápia entre os anos de 2005 e 2015 no país.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo