Piolho de galinha pode atacar aves e mamíferos ao redor

Inicio » Veterinária » Piolho de galinha pode atacar aves e mamíferos ao redor
12/10/2020 Por
Piolho de galinha pode atacar aves e mamíferos ao redor

É comum a infestação de piolho de galinha em criações desses animais, sejam criações de galinhas caipiras ou mesmo em granjas. Esse ácaro pode causar problemas também em plantas, principalmente na cultura de algodão. Apesar de o nome ser piolho de galinha, esses parasitas podem atacar humanos e causar sérios problemas com infestações.

O piolho de galinha pode provocar doença de pele tanto em animais quanto em humanos. A infestação pode ser difícil de combater e também atacar outros animais e até mesmo mamíferos domésticos.

Piolho de galinha

O que é piolho de galinha?

Piolho de galinha é um ectoparasita que mede cerca de 0,5mm a 1mm de tamanho. O piolho de galinha também é conhecido por outros nomes como piolho de pombo e pixilinga, sendo o mais correto ácaro vermelho.

Esse ectoparasita se alimenta do sangue de seu hospedeiro ou da seiva das plantas. Há muitos problemas decorrentes da infestação desses piolhos, inclusive para os seres humanos.

As feridas causadas por esses piolhos nas aves se tornam porta de entrada para bactérias e vírus, causando outras doenças infecciosas.

Mas o que é piolho de galinha? Apesar de ser chamado de piolho, o Dermanyssus galinae, nome científico de um das principais espécies que parasitam as galinhas, ele pertence à classe dos ácaros, que não são insetos, mas sim pequenos aracnídeos.

A principal diferença entre os piolhos e esses ácaros, é o número de patas, o que permite a sua identificação.

Os piolhos e insetos comuns têm 6 patas, ao tempo em que ácaros e aracnídeospossuem um total de oito patas. Sendo assim, o combate a essa praga pode ser um pouco difícil, o que levou cientistas a desenvolverem meios de como acabar com piolho de galinha.

Essa e outras 4 espécies do ácaro são hematófagas, ou seja, se alimentam do sangue das aves e de mamíferos. Podem facilmente ser transmitidos a animais domésticos e ao ser humano, bem como outras criações de animais como ovinos, bovinos, caprinos, entre outros.

Possui coloração avermelhada, por isso o nome ácaro vermelho. Em Alagoas, o ectoparasita também é conhecido por pixilinga.

Consequências da infestação de piolho de galinha

Esse ectoparasita, quando se alimenta, causa feridas na pele dos animais. Isto, por sua vez, pode resultar em perda de penas e infecções.

Não obstante a isso, devido ao estresse que o animal é submetido, é possível verificar mudanças de comportamento. A ave começa a apresentar sintomas e estresse, até mesmo irritação em exagero.

Outras consequências começam a aparecer, tais como diminuição da capacidade de reprodução dos machos e redução da postura de ovos, mesmo em criação de galinha poedeira.

A infestação de piolho de galinha também pode provocar canibalismo entre as aves, além de causar má nutrição e enfraquecimento do animal. Esse ectoparasita ainda pode se espalhar rapidamente e causar lesões de pele em pessoas que trabalham nos locais de criação.

Sendo assim, a praga é capaz de diminuir a produção de carne e ovos e até mesmo ser fatal para a criação de pintos. Por este motivo, e pelos riscos à saúde humana e de outros animais, devem ser aplicados métodos de como eliminar piolho de galinha.

A doença causada por piolho de galinha em humanos pode ser um pouco difícil de diagnosticar, em vista que a princípio as pessoas não relacionam as dermatites com o ácaro vindo das aves.

Piolho de galinha

Nicho ecológico do ácaro vermelho

Para saber como matar piolho de galinha, é preciso primeiramente entender como são os hábitos e habitat desses animais a fim de combater a praga com eficiência. Esses parasitas podem ser introduzidos facilmente em criadores de galinhas, por galinhas ou mesmo pintos infectados.

Nos animais, eles podem ser encontrados principalmente na cabeça ou próximos à cloaca e embaixo das asas, locais onde permanecem apenas enquanto estão se alimentando. Os seus hábitos alimentares hematófagos ocorrem principalmente à noite, logo, durante o dia eles habitam ninhos, frestas e qualquer local que lhes ofereça abrigo.

Como eliminar ácaro vermelho?

Com o uso de acaricidas, é possível eliminar a população dos ectoparasitas que acometem as aves. Entretanto, eles devem ser aplicados em toda a área que abrange ninhos e de convívio das aves.

As instalações com grande densidade de animais ou mesmo com pouca higiene propiciam a reprodução dos parasitas. Esses ácaros vermelhos podem parasitar qualquer espécies de galinha caipira ou de granjas.

Para mais informações sobre qual o remédio para piolho de galinha para ser aplicado de acordo com  a sua criação, consulte um técnico pecuarista responsável. É preciso também seguir as instruções de aplicação corretamente, reforçando as doses após 3 dias, que é o período de incubação dos ovos desses parasitas.

Os ácaros podem sobreviver por longos períodos em galpões, mesmo que não haja presença de aves: em torno de até 3 meses.

Piolho de galinha

Sintomas da doença pixilinga em humanos

O ácaro se alimenta à noite. Portanto, a dormir ou mesmo ao acordar, nota-se feridas com inchaço e vermelhidão na pele, causadas pela picada do ácaro. A dor é semelhante à picada de formigas e também provoca coceira. Essa dermatite deve ser tratada com pomadas de ação anti-inflamatória.

Uma vez que o ácaro é introduzido no local em que o hospedeiro dorme, ele começa a se proliferar. Deste modo, camas, lençóis, cobertores, colchões e até mesmo o piso devem ser dedetizados.

Espécies que podem parasitar aves

Também existem espécies de ácaros que parasitam as vias aéreas da ave e também sacos aéreos. Podem ser vistos na traqueia das aves e são passados de pais para filhos durante a alimentação. Esses ácaros podem atingir espécies de canários, calopsitas e outros pássaros que também são de criação doméstica. Dessa maneira, é preciso manter os cuidados sempre em dia para que os animais não sofram.

Quando estão em uma superpopulação, o piolho de galinha e os ácaros podem até mesmo asfixiar essas aves e levá-las a morte. Os ácaros são problemas para o setor agropecuário e também podem causar danos à saúde do homem. Por este motivo, devem ser controlados e eliminados entre as atividades de avicultura. Busque sempre conhecimento para manter a saúde e o bem-estar de todos, incluindo os animais.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo