Sistema imunológico é fortalecido pela ingestão de certos alimentos

Inicio » Veterinária » Sistema imunológico é fortalecido pela ingestão de certos alimentos
29/04/2019 Por
Sistema imunológico é fortalecido pela ingestão de certos alimentos

O sistema imunológico é responsável pelo combate de doenças no organismo

O sistema imunológico é conhecido pela sua ação contra os agentes contaminantes que invadem o organismo humano ou animal. Ele é caracterizado por um conjunto de células e órgãos denominados de anticorpos, que atuam de diversas formas no combate de doenças. Além disso, elas são divididas em categorias, de acordo com o tipo de ação que realizam. Existem diversas formas de adquirir estes agentes, e um exemplo é a partir da vacinação.

O sistema imunológico também pode ser fortalecido por meio de hábitos alimentares saudáveis como, por exemplo, consumo de frutas, verduras e legumes. Estes alimentos são ricos em proteínas, vitaminas e minerais que atuam na melhora do organismo em diversos setores, incluindo a imunidade.

O sistema imunológico pode ser intensificado com auxílio da vacinação

O que é sistema imunológico?

O sistema imunológico, também conhecido como imunidade, é um conjunto de células, tecidos e órgãos que funcionam como agentes de defesa no corpo contra organismos contaminantes. Estes organismos podem ser bactérias, vírus, fungos, veneno, entre outros. Este tipo de substância que entra no corpo humano é denominado de antígeno. Como forma de combater estes organismos, é necessária a ação dos anticorpos.

Uma vez que o sistema imune não é capaz de produzir antígenos, ele fica sujeito a doenças, alergias ou infecções. Para cada tipo de agente que entra em contato com o corpo humano, existe uma parcela do sistema de defesa que entra em ação para o seu combate.

Além disso, este sistema é composto por dois grupos principais de órgãos, os imunitários primários e os secundários. Os primários são denominados desta forma porque recebem os linfócitos em sua fase de formação e amadurecimento. Já no caso dos secundários, eles atuam no sistema logo após a primeira etapa e, por isso, direcionam as células de acordo com o invasor.

Imunidade natural e adquirida

O sistema é dividido entre dois tipos de respostas de imunidade: natural ou adquirida.

Imunidade natural

A do tipo inata ou natural, é conhecida pela primeira linha de defesa que produzimos em nosso organismo; ela é fruto das células que recebemos no útero em nossa formação; além disso, são de caráter básico e impedem ações do tipo inflamatório e o desenvolvimento de moléculas infecciosas.

Imunidade adquirida

Já no caso da imunidade adquirida, ela está presente no organismo após o primeiro contato com o agente contaminante; por isso, são células de resposta rápida como forma de neutralizar a substância conhecida com mais facilidade.

Outra maneira de aquirir imunidade a uma doença é a partir da vacinação; este método introduz linfócitos no organismo responsáveis pela imunização.

Como funciona o sistema imunológico

O sistema imunológico, assim como dito anteriormente, age na defesa do corpo humano contra doenças. Este sistema é divido em dois grupos principais de células, as que pertencem aos linfócitos e aos macrófagos.

As células mais presentes deste sistema são:

  • macrófagos
  • linfócitos
  • linfócitos B
  • linfócitos C
  • linfócitos T (CD4)
  • linfócitos T (CD8)

Cada uma delas é responsável por um tipo de resposta no corpo humano e, portanto, na ação contra substâncias contaminantes. A ordem em cada uma destas células atuam acontece no momento em que os mecanismos de defesa se ativam assim que o agente invasor é detectado pelas células macrófagas.

O sistema imunológico é fortalecido com a ingestão de frutas e legumes

A primeira etapa é a digestão em partes e a comunicação celular para as demais substâncias de defesa. O próximo a entrar em combate é o linfócito T auxiliar, ele atua na ligação entre os antígenos de gênero invasor; neste mesmo processo, é gerado a produção dos leucócitos, que estimulam a produção de mais linfócitos do tipo auxiliares.

Os novos agentes gerados são responsáveis pela intensificação no combate contra os agentes invasores assim como na comunicação com as demais células.

O próximo a entrar neste sistema de defesa é o linfócito T, do tipo matador. Sua função é neutralizar o restante da matéria dos agentes invasores e a atuação apenas termina no momento em que os antígenos são eliminados por completo.

Uma parcela dos linfócitos produzidos durante o período de combate são armazenados pelo organismo humano, denominados de células de memória; este tipo de célula serve para quando tiver uma invasão do mesmo gênero, seja neutralizada com maior facilidade.

  • Macrófagos

Estas células são importantes para a regulação de uma resposta dos agentes presentes no sistema imune. Eles estão nos tecidos conjuntivos, assim como no sangue e realizam a função de detectar o problema e fagocitar as células, ou seja, digerir e destruir substâncias danosas para o organismo humano. Os macrófagos são os primeiros que entram em contato com os agentes invasores.

  • Linfócitos

Os linfócitos estão presentes tanto no sistema imune quanto no sangue e são do tipo leucócitos, ou seja, glóbulos brancos e podem apresentar três tipos. O primeiro deles é o linfócito B e sua função principal é a produção de anticorpos, assim que maduros, são conhecidos como plasmócitos. Já os linfócitos T são auxiliadores, ou seja, recebem informações dos macrófagos e são estimulados a ativar demais tipos de linfócitos; este tipo comando atua na defesa do organismo, portanto, direciona as células de combate. Por último, o segundo caso de linfócito T, são denominados de matadores. Eles recebem este nome pela ação de neutralização ativa que realiza com células anormais, infeciosas ou estranhas dentro do organismo.

O sistema imunológico em ação

Como aumentar a imunidade?

Existem alguns métodos diários que podem fortalecer a imunidade como, por exemplo, por meio da ingestão de determinados alimentos. Incluir na dieta frutas, verduras e legumes é uma ótima maneira de aumentar a força da imunidade e prevenir-se de diversas doenças. O sistema necessita de vitaminas A, C, D, E, B2 e B6, assim como dos minerais zinco e selênio. Estas substâncias podem ser encontradas na laranja, cenoura, maçã, beterraba, alface, entre outros.

Ao consumir estes alimentos, seja em forma de sucos, na salada ou sozinhos, é uma maneira ideal de preservar o sistema imunológico. Cada um deles fornece uma carga de elementos benéficos para o organismo e proporcionam bem estar. Outra maneira é tomar banho de sol – com as devidas cautelas, como o uso de protetor, para evitar queimação na pele. Os raios solares na medida certa são responsáveis por proporcionar grande taxa de vitamina D.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo