Tapioca, fécula da mandioca, é comum em dietas de perda de peso

Inicio » Agronegócio » Tapioca, fécula da mandioca, é comum em dietas de perda de peso
30/07/2020 Por
Tapioca, fécula da mandioca, é comum em dietas de perda de peso

Alimento com a cara do Brasil, a tapioca é versátil e muito prática para rotinas alimentares que exigem sabor com muita energia

Produzida a partir da goma hidratada da mandioca, a tapioca pode até não apresentar muitos nutrientes. Entretanto, existem diversas receitas nas quais você pode adicionar recheios ricos em proteínas e fibras.

Dessa forma, você deixa os pratos mais saudáveis, já que sua elaboração nem sequer exige gordura ou óleo. Caso opte por uma tapioca industrializada, você ainda pode encontrar produtos em versões com sabores diversos.

tapioca

O que é tapioca?

Tapioca é um alimento produzido a partir da extração de amido das raízes da mandioca. Ela consiste em carboidratos simples e contém pouca proteína, fibras ou nutrientes.

Uma especiaria típica dos estados das regiões Nordeste e Norte do nosso país, ela virou febre entre os adeptos do mundo e estilo de vida fitness. Produzida a partir da mandioca, uma grande vantagem é a de apresentar calorias adequadas a qualquer cardápio.

Por ser um ingrediente essencial nessas dietas, você pode escolher quais recheios adicionar para que os pratos fiquem menos ou mais light. Por isso, ela pode ser servida em:

  • Almoços;
  • Cafés-da-manhã;
  • Pré-treinos;
  • Lanches da tarde;
  • Sobremesas;
  • Jantares.

Outro ponto a favor do alimento é a ausência de glúten, o que favorece o consumo de quem possui reações alérgicas ao trigo. Ou seja, basta você escolher os recheios certos e aproveitar sempre uma refeição saudável!

Os benefícios da tapioca

Os benefícios da tapioca ainda não são totalmente comprovados em pesquisas e estudos. Entretanto, pelo seu perfil nutricional, especialistas e nutricionistas listaram vantagens ao organismo, tais como:

  • Fornece mais energia: com muita presença de carboidratos, a energia está garantida. Além do mais, ela não possui gorduras saturadas ou colesterol;
  • Fortalece os ossos: pela alta presença de ferro e cálcio, o alimento ajuda a aumentar a densidade óssea;
  • Auxilia na digestão: devido à presença de carboidratos simples, melhora muito a saúde do sistema digestório. Aliás, ao ser combinada com chia ou linhaça, os resultados garantem melhorias no funcionamento intestinal.

tapioca

Aprenda como fazer tapioca

Para aprender como fazer tapioca, saiba que ela pode ser feita colocando goma de mandioca na frigideira. Para isso, procure usar uma peneira e uma colher, para espalhá-la.

Após a goma ser aquecida, os gominhos vão se juntar e formar uma massa em forma de disco. Dessa forma, ela estará elástica e seca ao cortar ou morder. Após esse processo, é você quem decide qual será o recheio.

Vale lembrar que ela costuma ser chamada de “farinha”, “massa” ou “goma”. Contudo, essa goma de mandioca é apenas o amido que teve água adicionada.

Enfim, para saber mais sobre como essa goma é fabricada, é só conferir as informações que traremos nos tópicos abaixo.

A goma de tapioca

Assim que é amassada, a mandioca libera uma espécie de “leite”. A seguir, esse líquido passará por um processo de secagem ou evaporação que resultará em um pó branco e fino chamado de fécula.

Claro que, dependendo da região, a fécula pode ser chamada de nomes como amido, polvilho doce ou apenas polvilho.

Enfim, para a produção da goma de tapioca, você pega a fécula, coloca água e a deixa descansar. Para finalizar, com o tempo serão formados pequenos blocos, os quais precisarão ser passados por uma peneira.

Embora pareça bem genérico e até simples, a produção em cada região pode variar. Até porque processos artesanais podem levar um ou dois dias.

A fécula de mandioca

Conforme já citamos, a fécula de mandioca também pode ser conhecida como amido ou polvilho doce. Assim, pode ser classificada como alimento in natura, embora essa fécula costume ser amplamente empregada em setores alimentícios.

Ela serve para a fabricação de produtos e subprodutos como:

  • Cremes;
  • Drops;
  • Geleias;
  • Tortas;
  • Salsichas;
  • Conservas de frutas;
  • Linguiças;
  • Mortadelas;
  • Sorvetes;
  • Carnes enlatadas;
  • Papa infantil;
  • Fermento em pó.

Já no setor da panificação, ela é utilizada para complementar a farinha de trigo, até mesmo na fabricação de pão francês. Acima de tudo, essa goma possui baixos índices de rejeição, visto que ela não interfere no odor nem no sabor dos produtos.

Vale lembra ainda que, ao ser adicionada a receitas, todo o produto final irá necessitar de congelamento para manter-se saudável.

Enfim, para esclarecer melhor, fécula de mandioca e polvilho doce são o mesmo produto. Entretanto, é normal que polvilho doce seja definido pelo produto obtido por secagem solar.

tapioca

Mandioca no Brasil

Números da Embrapa mostraram quais foram os estados que mais produziram mandioca em 2017:

  • O Pará ficou com o primeiro lugar, com 20,55% da produção, ou seja, mais de 4 milhões de toneladas;
  • O Paraná ficou com o segundo lugar, com 14,79% da produção, ou seja, mais de 3 milhões de toneladas;
  • A Bahia ficou com o terceiro lugar, com 10,09% da produção, ou seja, mais de 2 milhões de toneladas.

Em seguida, vêm os estados do Maranhão (6,38%), São Paulo (5,54%), Acre (5,34%), Rio Grande do Sul (5,18%) e Amazonas (4,04%).

A tapioca engorda?

Uma dúvida comum de quem quer manter seu peso ideal é saber se a tapioca engorda. Para incluir essa delícia em uma dieta equilibrada e saudável, a dica é escolher bem os recheios.

Além do mais, por ser pobre em fibras e rica em carboidratos, o índice glicêmico do alimento é alto. Ou seja, seus níveis de carboidrato são absorvidos de forma rápida, o que eleva os níveis de glicemia sanguínea.

Assim, para você evitar isso, nossa dica é adicionar linhaça ou chia, tanto no recheio quanto na massa, além de usar óleo de coco no preparo.

Visto isso, veja quais combinações de recheios saudáveis destacamos para você:

  • Creme de ricota com morangos;
  • Tomate-cereja e espinafre;
  • Milho, tomate e berinjela;
  • Ovos mexidos;
  • Banana e geleia de amendoim;
  • Atum e cenoura ralada;
  • Ricota, frango desfiado e salsinha.

Enfim, é importante que você saiba que esse alimento é abundante em carboidratos, já que suas calorias são parecidas com as de um simples pão francês. Segundo a Universidade Estadual de Campinas, cem gramas desse pão geram trezentas calorias, enquanto a tapioca chega a mais de duzentas.

Fique atento aos malefícios da tapioca

Claro que alguns alimentos podem trazer riscos à saúde, ainda mais se ingeridos em excesso. No caso dos malefícios da tapioca em plena era da “geração saúde”, a facilidade de acesso à informação faz com que todos tentem se alimentar melhor.

Por outro lado, é bom você ficar de olho nos vilões e nos mocinhos. Febre nas dietas, ela não contém glúten, não é gordurosa e seu preparo é rápido e fácil.

Entretanto, o que pode acabar sendo prejudicial é a tapioca comprada pronta, em saquinhos, nos supermercados. Estes produtos podem conter conservantes e muito sódio. Dessa forma, sempre que possível, o mais indicado é preparar a tapioca em casa.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo