Diferentes tipos de tomate marcam presença na mesa e economia do Brasil

Inicio » Agricultura » Diferentes tipos de tomate marcam presença na mesa e economia do Brasil
23/10/2020 Por
Diferentes tipos de tomate marcam presença na mesa e economia do Brasil

Há, no mundo todo, inúmeros tipos de tomate com os mais variados aromas e sabores. Encontrar uma receita que inclua tomates em sua preparação é, como você sabe, uma das mais fáceis tarefas. Ademais, existem muitos tipos de tomate que permitem a realização de pratos deliciosos e, até mesmo, sofisticados.

Aliás, as alternativas disponíveis voltam-se, por exemplo, para a confecção de molhos para sanduíches, macarrão, pizzas, entre outros, mas isso não é tudo. Assim, os diferentes tipos de tomate podem servir, também, para a preparação de tortas, sucos e, até mesmo, bebidas.

tipos de tomate

O que é tomate?

Tomate é oriundo da América do Sul, mais especificamente da região que circunda a Cordilheira dos Andes. Conquanto tenha sido descoberto pelos colonizadores espanhóis, só foi levado para a Europa em meados do século XVI, na era que ficou conhecida como a das “Grandes Navegações.”

Enfim, o fruto se popularizou, sobretudo, após os italianos desmistificarem a noção de que se tratava de um produto venenoso. Igualmente, os tomates trazem diversos benefícios à saúde, evitando o acúmulo de líquidos e, até mesmo, prevenindo certos tipos de câncer.

Porquanto tenha muitos nutrientes – como minerais e vitaminas – e baixos níveis de gorduras e calorias, os tipos de tomate são ideais para as dietas que visam o emagrecimento. Principalmente se você deseja aproveitar o sabor e as vantagens dos vários tipos de tomate, é necessário conhecer as diferenças de cada um deles.

Analogamente, algumas variedades não são recomendáveis para a preparação de molhos, ao passo que outras combinam perfeitamente com saladas, entradas e refeições leves.

Tomate cereja

O tomate cereja (cujo nome científico é Solanum lycopersicum) consiste em uma espécie cujo tamanho é relativamente menor e, geralmente, o seu sabor é mais adocicado do que os demais tipos de tomate. Enfim, ele é utilizado para enfeitar pratos, em saladas ou in natura. Isto porque seu diâmetro pode variar entre 4 e 11 centímetros, com um formato de elipse.

Porquanto o tomate cereja venha sendo cultivado desde o início do século XV, ele é originário, conforme mencionado, do Norte do Chile e do Peru. Portanto, a subespécie mais comumente comercializada na atualidade foi elaborada em Israel, por seus institutos de pesquisa em engenharia genética e agrícola.

Primeiramente, a Universidade Hebraica, com pesquisas realizadas na faculdade de Agricultura (sediada na cidade de Jerusalém), destacou-se no cenário internacional. Similarmente, a espécie que conhecemos foi desenvolvida em resposta à necessidade de obtenção de frutos mais adequados ao clima do Oriente Médio, com um tempo maior entre o amadurecimento e o apodrecimento.

tipos de tomate

Tomate italiano

O tomate italiano possui formato alongado e cilíndrico, sendo revestido por películas transparentes que exaltam a coloração de sua polpa. Analogamente, no auge da maturação, esse tipo de tomate apresenta uma intensa tonalidade vermelha.

Embora tenha poucas sementes, ele é menos ácido que os seus congêneres, sendo muito usado na produção de molhos, uma vez que sua polpa é mais concentrada. Mas, para escolher um bom tomate cereja, fique atento ao comprar. Eles devem estar bem vermelhos, maduros, totalmente firmes e sem sinais de manchas ou machucados.

Precipuamente, o armazenamento correto requer que os tomates cereja, após serem comprados, sejam lavados e enxugados antes de serem guardados na gaveta inferior do seu refrigerador. Surpreendentemente, essa medida evita que eles estraguem facilmente.

Os frutos maduros podem ser conservados na geladeira por 7 dias e os verdes por até 21 dias. Aliás, eles podem ser consumidos em saladas ou utilizados para a produção de molhos, por terem mais polpa e, também, menos semente.

Tomate rasteiro

O tomate rasteiro é considerado menos belo e mais caro pelos consumidores. Contudo, os compradores preferem pagar menos por uma variedade mais “vistosa” para utilizar em suas saladas.

Porém, muitos consumidores não sabem que esse tomate é menos suscetível às doenças e mais tolerante às pragas. Inesperadamente, o seu cultivo exige fungicidas e bem menos agrotóxicos.

Porquanto seja mais caro, devido à sua procedência, o consumidor saberá quem produziu o seu tomate rasteiro e a localização da propriedade, de modo que poderá confiar tranquilamente na qualidade do produto.

Primordialmente, na produção de outros tipos de tomate, são realizadas cerca de 15 aplicações de fungicidas e/ou agrotóxicos. O tomate rasteiro, por outro lado, pode ser considerado como isento de quaisquer venenos químicos.

Tomate grape

Bastante suculento, mas pequeno, o tomate grape, que também é chamado tomate sweet grape, assemelha-se ao tomate cereja, devido à sua forma alongada. Ademais, ele tem estado na alimentação dos brasileiros com mais frequência, justamente pelos inúmeros benefícios que proporciona à saúde.

Inegavelmente, este tomate contém vitaminas C, B e A, além de ser uma fonte importante de sais minerais, tais como o magnésio, o cálcio, o potássio e o fósforo. Articulados, esses nutrientes auxiliam no desenvolvimento dos ossos, dos músculos e dos dentes, fortalecendo o sistema imunológico contra doenças.

Uma vez que o tomate grape contém o antioxidante conhecido como licopeno, ele ajuda na prevenção do envelhecimento precoce e do câncer de próstata. Outrossim, o seu sabor adocicado permite que seja uma excelente alternativa para um lanche rápido (in natura), petiscos, como ingrediente de sucos detox e no preparo de saladas.

Diferentemente do que ocorre com outros frutos, em pratos quentes, o tomate grape se torna ainda mais nutritivo, uma vez que o seu cozimento eleva a absorção, pelo organismo, do antioxidante licopeno.

tipos de tomate

Tomate caqui

O tomate caqui, conhecido também como tomate salada, é disforme, redondo ou achatado. Todavia, quando comparado a outros tipos de tomate, ele é maior. Além disso, é revestido por uma espécie de película transparente, responsável por exaltar a tonalidade de sua polpa.

Ele pode ser consumido tanto verde quanto maduro. Sua principal característica, além do tamanho, consiste na irregular disposição da polpa entre as sementes. Para escolher um bom tomate caqui, seja para preparar uma salada ou recheio de sanduíches, fique atento ao seu grau de maturação.

Outro aspecto importante e que, portanto, deve ser considerado, é a integridade do fruto, à medida que ele não deve conter rachaduras, machucados ou furos pequeninos que evidenciam a presença de larvas.

Para o armazenamento, é altamente recomendável lavar e, depois, secar bem cada fruto antes de seu armazenamento na gaveta inferior do refrigerador. Lembre-se que todos os tipos de tomate, quando maduros, podem ser conservados nessas condições por até uma semana.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo