A várzea é importante para o cultivo da agricultura de subsistência

Inicio » Meio Ambiente » A várzea é importante para o cultivo da agricultura de subsistência
09/04/2019 Por
A várzea é importante para o cultivo da agricultura de subsistência

A várzea ajuda os moradores da região amazônica de diferentes maneiras

A várzea é um local conhecido por conta de sua origem plana e enorme extensão. Além disso, a possibilidade de cultivo nesse tipo de área é imensa, oferecendo oportunidades para as pessoas que vivem ao seu redor. 

A várzea é presente em regiões que têm maior propensão a alagamentos durante períodos de maior densidade de chuva e, no Brasil, é comumente encontrada em locais próximos de ribeirões e rios. 

Várzea amazônica coberta por rio

O que é uma várzea?

Uma várzea pode ser denominada por conta de sua grande extensão e da grande possibilidade de cultivo que oferece. A região amazônica, localizada no Norte do Brasil, é uma das mais populares quando se trata de várzea. Geralmente, essas planícies ficam localizadas próxima as margens dos rios, por isso a propensão a grandes alagamentos.

A região da Amazônia é conhecida pelos grandes rios conhecidos como rios “de água branca”, ricos em nutrientes importantes para o solo. Por isso, ao inundar, a várzea se torna um local extremamente produtivo de forma natural; sem que haja a necessidade do uso de qualquer tipo de fertilizante para aumentar as possibilidades de produtividade. 

As várzeas são divididas em dois tipos, cada uma apresentando diferentes características que promovem um melhor desenvolvimento a qualidade do solo. Eles são:

  1. Várzea alta: é conhecida por acompanhar as margens dos rios. Entretanto, o tempo de inundação nessa área é relativamente menor, pois o escorrimento da água acontece rapidamente. Além disso, as várzeas consideradas altas possuem um trabalho de biomassa muito mais eficiente por conta da boa qualidade do solo.
  2. Várzea baixa: É a parte que tem maior predominância de oxigênio. Isso acontece por conta da grande quantidade de plantas altas no local, entre elas a palmeira.

Vale citar que os diferentes tipos de várzea, embora distintos, necessitam um do outro para o melhor condicionamento do local.

Agricultura na várzea

Durante os últimos anos, com o alto índice de seca, o cultivo nas várzeas amazônicas foram dificultados. Com isso, pequenos agricultores que dependem de situações climáticas adequadas para obter sucesso precisam ser estratégicos para enfrentar essas dificuldades.

Mesmo sendo uma área considerada rica e propícia para o cultivo, a vegetação de várzea não é explorada em grandes proporções, apenas no modo de subsistência. Famílias dependem desse cultivo para sobreviver, seja como forma de consumo ou para possibilitar a venda dos produtos para outras regiões próximas.

Por destacar um solo fértil de forma natural, os vegetais cultivados nessas regiões são valorizados no mercado, visto que, por serem produtos de origem orgânica, se tornam ainda mais populares e reconhecidos. 

Quando um solo de várzea é inundado pelo rio, toda aquela extensão se torna fértil, abrindo espaço para futuros cultivos de boa qualidade e produtividade. Dessa forma, quando a água se vai, os vestígios de seus nutrientes permanecem no solo, melhorando a sua qualidade.

A importância da manutenção do meio ambiente está diretamente relacionada a várzea. Isso porque as situações climáticas, caso modificadas por conta da degradação do planeta, podem ocasionar fortes chuvas fora de época; afetando diretamente no ecossistema desse tipo de área. 

Diferença agricultura de várzea para a agricultura rural

A agricultura de várzea não é feita da mesma maneira que no campo, uma vez que as regiões rurais não costumam ter problemas envolvendo alagamentos com frequência. Entretanto, o cuidado com infestações de bactérias e outros agentes perigosos que ficam próximos dessas localidades deve existir. 

Além disso, no campo, a agricultura de subsistência é apenas um dos modelos possíveis; já que esse mercado, hoje, é tão significativo que é destaque entre os principais setores a movimentar o PIB brasileiro.

Vantagens e desvantagens da várzea

As vantagens são muito maiores do que as desvantagens numa várzea. A qualidade do solo e o desenvolvimento da produção sem a necessidade do uso de agroquímicos estão entre os principais motivos disso.

No entanto, morar próximo a várzeas pode ser perigoso e trazer problemas durante períodos de chuva. Isso porque a ocorrência de inundações dentro das casas é uma realidade, e que pode representar perigo para a os moradores da região. 

Por isso,  é comum o uso de barreiras próximos a essas casas, buscando conter o deslocamento de água e evitar que invada os lares e cause danos. Outro método é fazer as construções um pouco elevadas, fazendo com que a água passe por baixo das casas.

Os moradores de regiões próximas às margens dos rios são chamados de povos ribeirinhos. Sem acesso à internet e às tecnologias cada vez mais presentes no mundo atual, essas pessoas vivem em situações consideradas mais rústicas e dependentes da natureza; por isso, a pesca e a alimentação com base no pescado é bastante comum entre os ribeirinhos.

Em épocas de enchente, as várzeas são invadidas pelos rios; o que impossibilita o cultivo e a locomoção a pé. Nesses casos, é muito comum a utilização de barcos para o transporte das pessoas – já que nestes períodos o nível da água pode subir até 20 metros de altura.

Região ribeirinha próxima a várzea

A importância da várzea 

Por serem regiões com pouca acessibilidade em determinadas épocas do ano, a importância da várzea nos momentos de cultivo é extremamente alta; visto que, no decorrer desses períodos, os agricultores precisam produzir alimentos para que população local não passe fome.

Por se tratar de agricultura de subsistência, boa parte da produção é voltada para o comércio local. Assim, além de ajudar na alimentação das diferentes famílias da região, essa produção ajuda, também, no sustento dos pequenos agricultores.

Assim como nas zonas rurais, a gama de vegetais produzidos é a mesma, porém, com recursos limitados. O meio ambiente é o principal aliado desses pequenos produtores. E, ao mesmo tempo em que a chuva atrapalha seus cultivos, ela também é necessária para manter o solo fértil.

Nesses casos, o equilíbrio é importante para que as várzeas tragam os resultados esperados para os trabalhadores da região. Por isso, anualmente, grandes organizações realizam comitês para falar sobre a importância da manutenção do meio ambiente e maneiras de cuidá-lo.

Curiosidades sobre a várzea

Além de ser uma região de planície em que o solo é fértil e permite o cultivo das mais variadas produções, a palavra várzea também pode significar bagunça ou desordem. No Brasil é, inclusive, mais comum escutar o termo sendo usado nesse sentido. Outra situação comum de se ouvir o termo é quando se fala nas cidades que o carregam no título; como Várzea Grande (no Mato Grosso)  e Várzea Paulista (em São Paulo).

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo