Agropecuária é importante para movimentação da economia do país

Inicio » Agronegócio » Agropecuária é importante para movimentação da economia do país
29/08/2019 Por
Agropecuária é importante para movimentação da economia do país

Agropecuária não se restringe ao cultivo de alimentos para consumo humano, pois também fornece matérias-primas na fabricação de outros produtos

A agropecuária é uma atividade milenar, responsável direto pela sobrevivência e desenvolvimento da espécie humana ao fornecer mantimentos.

O que se denomina como agropecuária passou por diversas transformações ao longo do tempo. Principalmente em razão do desenvolvimento tecnológico que aprimorou as condições de cultivo de alimentos e abate de animais. No entanto, apesar dessas transformações, muitas famílias ainda exercem a agropecuária, utilizando-se de métodos arcaicos e pouco eficientes.

Agropecuária

O que é agropecuária?

Agropecuária é o grupo de atividades relacionadas ao setor primário da economia, desenvolvidas em espaços rurais. Nesses espaços trabalha-se no cultivo e extração de alimentos para uso do mercado interno e na criação de animais com o propósito de consumo humano.

No caso do Brasil, os alimentos gerados nesse setor são fundamentais para o abastecimento do mercado interno, mas principalmente para fornecimento externo. Representa parcela significativa do Produto Interno Bruto (PIB) produzido no país.

A agropecuária serve para se referir à associação dos trabalhos de pecuária (criação de animais), bem como à agricultura (cultivo de alimentos). A agropecuária seria uma fusão desses dois setores, uma atividade que concilia esses dois trabalhos em prol da produção de alimentos em zona rural.

Características da agropecuária

O setor de agropecuária passou por grandes transformações em todo o mundo graças ao desenvolvimento tecnológico. Grandes centros desenvolvidos praticamente já dispensam o trabalho de mão de obra humana para dar lugar a processos mecanizados.

As vantagens da mecanização no setor agrícola não se concentram apenas na desobrigação de custeio de mão de obra, mas também no aumento da eficiência de trabalhos muito difíceis ou trabalhosos para serem exercidas por humanos. Como exemplo, podemos citar a separação rápida de sementes e adequação de solos para plantio.

No entanto, essa mecanização está longe de se tornar universal. Apenas os grandes industriais do setor, boa parte em países desenvolvidos, contam com tal tecnologia.

Muitas famílias, cooperativas e empresas ainda fazem o trabalho de agropecuária à moda antiga, ou seja, com utilização de mão de obra para praticamente todas as atividades da área.

Por isso, hoje a agropecuária recebe classificações para designar quais tipos de agropecuária se pratica por determinado grupo ou em determinada localidade.

Agropecuária

Sistema extensivo

É a forma de agropecuária mais arcaica e nociva ao ambiente. Nesse caso, todo o trabalho é feito sem uso de tecnologia e, consequentemente, a produtividade é mais baixa.

É mais frequentemente usado por mão de obra familiar que se utiliza de queimadas para preparar o solo. Os animais desse sistema de agropecuária ficam soltos no pasto para procurar alimentos.

Sistema semi-extensivo

Sem dúvida, este tipo tem semelhanças com o sistema extensivo. Também se vale de pouca ou nenhuma tecnologia para os trabalhos de agricultura e pecuária. A principal diferença centra-se na mão de obra que passa a não se restringir somente à familiar.

Recorre-se à mão de obra de trabalhadores mesmo que não tenham ligação com a família dona da propriedade. É um sistema amplamente utilizado em fazendas de séculos passados e que ainda hoje é utilizada como forma de produção agropecuária.

Sistema intensivo

Esse é o sistema de agropecuária presente em locais desenvolvidos. A mecanização é utilizada em todas ou quase todas as atividades, maximizando a eficiência e produtividade. Neste caso, vale-se do que há de mais avançado em tecnologia do campo.

Os recursos desse sistema permitem determinar o tipo de solo para o plantio de determinada semente, a utilização de fertilizantes, o confinar de rebanho, entre outros recursos que contribuem para maior eficiência e lucratividade.

Agropecuária no Brasil

O mercado de agropecuária tem presença e importância muito significativa, o que não deve causar surpresa, considerando as qualidades de nosso solo e de nosso clima.

Assim, conforme averiguado de imediato por nossos descobridores, o solo brasileiro é muito fértil, a “terra em que se plantando tudo dá” e o clima é tropical. Tudo isso favorece o cultivo e desenvolvimento de várias espécies de plantas e de alimentos.

Além disso, nosso país também conta com uma enorme zona territorial que permite ocupar espaços privilegiados para o trabalho de agropecuária.

Esses fatores fazem com que esse trabalho se destaque em relação a outros territórios, países que não contam com as mesmas qualidades brasileiras.

O exercício de agropecuária tem como objetivo – através da geração de alimentos como grãos, frutas, verduras, carne leite, ovos, entre outros – abastecer o mercado interno e externo.

Diz-se que o Brasil é o grande celeiro do mundo devido a sua enorme capacidade de produção de alimentos em razão das qualidades já citadas.

E isso pode ser medido por números. O Brasil ocupa o posto de líder mundial na produção de:

  • Cortes bovinos;
  • Café;
  • Laranja;
  • Milho;
  • Açúcar;
  • Cana de açúcar.

Agropecuária

Além disso, figura nas primeiras colocações na produção de soja, suínos e equinos.

Tal volume e importância para alimentação não só no âmbito interno, mas internacional, faz com que a agropecuária tenha relevância crucial na economia.

A agropecuária tem impacto em 8% de toda a riqueza gerada no país durante um ano, além de empregar diretamente algo em torno de 10% da população brasileira.

Produtos da agropecuária no Brasil

Apesar de se concentrar em grande parte na produção de alimentos, a agropecuária também fornece matérias-primas para a produção de produtos. Por exemplo, podemos citar remédios, fabricação de roupas, biocombustíveis e produtos de beleza.

Em seguida, falamos um pouco sobre alguns dos principais produtos da agropecuária no Brasil.

  • Cana-de-açúcar

Foi um dos primeiros produtos agrícolas a ser desenvolvido em solo nacional, além de um dos grandes responsáveis pela ocupação do território.

  • Café

O café também teve papel de ocupação de território. No entanto, sem dúvida, se destaca mais em importância para a agropecuária brasileira por ter alcançado um grande pico no século XIX.

  • Soja

A soja representa mais de 9% da balança comercial brasileira, sendo o produto agrícola de maior importância, mesmo o país não liderando a produção mundial.

  • Carne bovina

Cerca de 16% da carne bovina brasileira é destinada à exportação. Ainda assim, mesmo com esse número modesto, lidera a exportação mundial de carne bovina, tendo grande importância para a agropecuária. Sem contar que a pecuária de corte ainda inclui a produção de outros tipos de carne, como suína, ovina, de aves e peixes, entre outras.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo