Agrovila, além de ser moradia, também produz alimentos e gera renda

Inicio » Agronegócio » Agrovila, além de ser moradia, também produz alimentos e gera renda
12/06/2020 Por
Agrovila, além de ser moradia, também produz alimentos e gera renda

Agrovila é solução eficaz para mais renda no campo sem distanciamento da cidade

É inegável que o êxodo no campo ainda é uma forte marca social atual, embora algumas vertentes sociológicas afirmem que diversas ações conjuntas (a agrovila é um exemplo) diminuem a estatística negativa. Mas a questão ainda é grave e merece muito foco.

Entre algumas formas importantes para a busca de manter as pessoas no campo estão o turismo rural, as agroindústrias, o aparelhamento das escolas técnicas, entre outras. Portanto, uma agrovila também pode ter um papel de relevante importância.

Agrovila

O que é agrovila?

Agrovila é uma habitação de cunho social. De forma básica e para fácil entendimento, podemos conceituar o que é agrovila indicando que se trata deste tipo de habitação, porém, que mesmo sendo em ambiente rural, guarda proximidade com a cidade.

Possibilitando o egresso do êxodo rural, uma agrovila visa proporcionar e manter atividades agrícolas em menor escala e com destacada diversidade.

A vivência em uma agrovila pode, em muitas vezes, proporcionar a seus moradores que trabalhem na cidade. Então tal fator pode gerar a possibilidade de que mantenham seus vínculos, se houverem.

Uma característica subjetiva, porém, de grande importância, ao entender o que significa este conceito, é saber que ela oferece aos moradores infraestrutura de ordem social que só é disponível nas cidades. Ainda assim, sem fazer com que se perca o prazer (acalentado por muitos) da vida no campo.

Agrovila

Características da subsistência e do comércio em uma agrovila

Alguns dos seus tipos são considerados assentamentos rururbanos. Quando de forma governamental, são criadas tais agrovilas condominiais. As atividades essencialmente realizadas nestes locais são de ordem agrícola, ou mesmo mescladas com não agrícolas.

As terras que agregam uma agrovila podem ser cedidas, desapropriadas, arrecadadas pelo Poder Público, simplesmente adquiridas ou mesmo incorporadas. Além disso, sua constituição será geralmente feita por módulos, com unidades produtivas e intermédio de um sistema solidário e associativo.

As culturas agrícolas e até mesmo pecuárias, desenvolvidas em uma agrovila, são as mais diversificadas possível. Sua produção é largamente utilizada para a subsistência de seus moradores, mas também pode ser comercializada.

O escoamento dos produtos oriundos de agrovilas pode, conforme a capacidade de produção e outros fatores, ser feito através da venda em feiras urbanas. Pequenas e médias empresas também compram parte ou mesmo toda a produção em alguns locais e casos mais específicos.

Principais objetivos de uma agrovila

Entre os principais objetivos das agrovilas ou assentamentos rururbanos estão:

Agrovila

Qualidade de vida

Através do acesso à moradia, saúde, educação, socialização e principalmente à terra, uma agrovila pode proporcionar maior qualidade de vida a seus moradores.

Geração de emprego / renda

Ao ajudar a evitar o êxodo rual, as agrovilas fomentam a geração de mais empregos e, por consequência, maiores possibilidade de renda, ainda no campo. Como consequência percebe-se também a não marginalização de indivíduos.

Desenvolvimento sustentável

Diversificação de atividades de cunho econômico, fomento ao aproveitamento de resíduos sólidos e também orgânicos. Além de fruticultura e olericultura, são fortes desenvolvedores de sustentabilidade e fatores que uma agrovila possui como características.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo