Aquaponia é um ciclo de produção que envolve peixes e vegetais

Inicio » Agronegócio » Aquaponia é um ciclo de produção que envolve peixes e vegetais
27/05/2019 Por
Aquaponia é um ciclo de produção que envolve peixes e vegetais

Aquaponia é um sistema de produção no qual a água é constantemente reaproveitada para a produção de plantas e organismos aquáticos

Na aquaponia é possível criar vegetais e animais em uma simbiose entre as espécies. As raízes das plantas, por exemplo, filtram a água para que os peixes tenham melhor desempenho. Já o excremento dos animais é transformado em adubo natural para os vegetais.

A aquaponia apresenta algumas vantagens para o meio ambiente, como o reaproveitamento e a economia de água.

Aquaponia

O que é aquaponia?

Aquaponia é a produção em conjunto de vegetais hidropônicos e organismos que são criados em água, como os peixes. O termo, portanto, se refere à junção de duas culturas: a produção de vegetais na água (sem o uso do solo) e da aquacultura, que é a criação de qualquer organismo aquático.

Uma das características do sistema de aquaponia é o reaproveitamento da água utilizada na piscicultura. A água, onde em um primeiro momento os peixes foram criados, é reutilizada na irrigação dos vegetais. Então, neste sistema a água nunca é desperdiçada, mas aproveitada de forma contínua através do ciclo de produção.

Características da aquaponia

A aquaponia comercial permite o reaproveitamento da água, assim, evita desperdícios. A água que sai da produção dos peixes passa por um tratamento biológico. Desta forma, o material orgânico produzido pelos animais é transformado em nutriente para as plantas.

Após circular pelos vegetais, a água volta para os tanques e o sistema aquapônico tem continuidade. Portanto, a água nunca é desperdiçada e faz um ciclo entre a produção de vegetais e a criação de peixes.

Curiosidades sobre a aquaponia

O sistema apresenta algumas características específicas e pontos positivos em relação a outros tipos de criação. Confira algumas vantagens da aquaponia:

  • Qualidade da água: o sistema de ciclo aumenta a qualidade da água para os animais que estão em criação. Isso porque os nutrientes ou elementos que podem ser tóxicos são absorvidos pelas plantas. As raízes, então, acabam agindo como filtros naturais para os peixes.
  • Melhor uso da água: devido ao reaproveitamento da água, este sistema pode economizar até 90% de recursos hídricos. Além disso, ainda diminui a quantidade de efluentes despejados no meio ambiente.
  • Adaptação dos vegetais: nota-se que as hortaliças se adaptam muito bem a este método. Apesar de não existirem estudos concretos, há relatos que a alface se desenvolve melhor na aquaponia, do que no sistema hidropônico.

Aquaponia

Quais organismos podem ser criados na aquaponia?

Os principais animais criados nesta relação com as plantas são os peixes de água doce. A principal espécie é a tilápia, entretanto, outras também se adaptam ao sistema, como o pacu e as trutas. É possível, ainda, aproveitar o projeto para a criação de peixes ornamentais, mesmo que em menor escala.

Existem plantas que são mais tolerantes à água salgada e, nestes casos, é possível ampliar as opções de criação de animais. Peixes de água salgada, ou até mesmo camarão, podem ser utilizados nesta forma de aquaponia. No entanto, é necessário ter cuidado com os vegetais que são produzidos e estar atento à sua adaptação na água salgada.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo