Arara canindé é uma espécie emblemática do cerrado brasileiro

Inicio » Meio Ambiente » Arara canindé é uma espécie emblemática do cerrado brasileiro
05/10/2020 Por
Arara canindé é uma espécie emblemática do cerrado brasileiro

A arara canindé é considerada uma das mais belas aves brasileiras em virtude de apresentar em sua plumagem as cores da bandeira nacional. Embora criada em cativeiro como animal de estimação, a arara canindé, ameaçada de extinção, pode ser encontrada por toda a América do Sul.

Já no Brasil, a arara canindé tem como seu habitat as florestas tropicais úmidas como, por exemplo, a Amazônia. Porém, pode ser encontrada também em savanas, ou seja, no cerrado brasileiro, além do estado do Paraná.

Arara canindé

O que é arara canindé?

Arara canindé é uma ave de nome científico Ara ararauna, pertencente à família Psittacidae, a mesma que a dos papagaios, também conhecida por arara-azul e amarela, arara-de-barriga-amarela, arara-amarela, assim como arari, canindé e araraí.

Imponente pela própria natureza, a arara canindé é uma das aves do Brasil consideradas de grande porte, podendo atingir mais de 83 cm de comprimento e pesar até 1,5 kg.

Apresenta plumagem de cor amarela no peito e na barriga, assim como azul na parte superior de seu corpo. Entretanto, na parte superior de sua cabeça, apresenta plumagem de cor verde e, abaixo de seu bico, um tom de azul mais escuro.

Ao mesmo tempo, a plumagem de seu rosto é branca, porém, com inúmeras diminutas penas pretas. Além disso, possui um bico negro curvado e extremamente forte.

Quando na natureza, seus maiores predadores são os primatas de médio porte como o mico-leão-dourado e o gavião real, além do homem que a contrabandeia ilegalmente.

Reprodução da arara canindé

A natureza proporciona belíssimos exemplos de amor e respeito verdadeiros. E a arara canindé é mais um deles. Monogâmica, assim que encontra o parceiro ideal, torna-se seu companheiro pela vida toda. Além disso, o casal cuida de seus filhotes por mais de 1 ano!

Quando na natureza, a arara se reproduz a cada dois anos, sendo a postura de 2 a 3 ovos que serão chocados pela fêmea por aproximadamente 25 dias. Porém, a princípio, apenas um dos filhotes conseguirá sobreviver.

Durante esse período e por aproximadamente três meses, os pais alimentam seus filhotes com frutas e sementem que regurgitam em suas bocas.

A expectativa de vida da ave é bastante extensa, podendo atingir até 80 anos quando em seu habitat. Entretanto, quando em cativeiro, a expectativa pode variar de 50 a 60 anos, se bem cuidada.

Arara canindé

Comportamento da arara canindé

No momento em que se encontra livre na natureza, a ave costuma voar em pares. Porém, também é possível encontrar até três aves alçando voo. Em contrapartida, quando se juntam, podem criar bandos de mais de 30 aves.

Por outro lado, quando em cativeiro, a ave é extremamente dócil e gosta bastante de interagir com o ser humano. Porém, ao mesmo tempo, pode se tornar agressiva principalmente com estranhos, caso ocorra a reprodução.

E por falar em sociabilidade, a arara canindé araracanga, também chamada de arara canindé vermelha e arara macao, é uma das mais sociáveis da família Psittacidae, além de ser uma das maiores, bem como uma das mais coloridas.

Sua plumagem apresenta uma mescla de cores vibrantes em tons de vermelho, branco, azul, amarelo e branco.

Alimentação da arara canindé

Quando em seu habitat, a ave alimenta-se principalmente de frutas e sementes, assim como de coquinhos. Dessa maneira, justifica-se seu bico curvado e extremamente forte, o que facilita a ruptura de tais sementes.

Entretanto, quando criada em cativeiro, todo cuidado é pouco na escolha de uma ração que possa suprir todas as necessidades. Além disso, oferecer determinadas frutas, assim como alguns tipos de legumes, pode ser uma boa opção.

Porém, vale ressaltar que a alimentação para toda ave silvestre mantida em cativeiro deve seguir a orientação de um veterinário especializado.

Criação de arara canindé

Da mesma forma que a Arara-Azul e a Arara-Vermelha, além de outras aves silvestres, o criador de arara canindé deve possuir autorização legal do IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente) e dos Recursos Naturais Renováveis para comercializar tais espécies.

Mas não só isso. Também deve possuir autorização para criar aves adultas destinadas à reprodução, bem como para a comercialização de filhotes.

Vale ressaltar que tanto a venda quanto a compra de aves silvestres em criadouros não autorizados pelo IBAMA implica em tráfico ilegal de animais. O crime é inafiançável, além de implicar em reclusão.

Arara canindé

Arara canindé em cativeiro

Por ser uma ave muito bonita, além de bastante sociável, muitos escolhem a arara canindé como animal de estimação. Porém, a ave necessita de cuidados especiais para viver em cativeiro.

Detalhe importante: a ave não suporta a solidão, podendo adoecer e até morrer de tristeza. Então, jamais deve ser criada sozinha. Assim, mesmo em cativeiro, é necessário formar um casal.

Dessa maneira, é essencial que ela possua um espaço bastante amplo para que possa se movimentar, assim como alçar pequenos voos.

O ideal seria um terrário com vegetação natural, pequenas árvores frutíferas, além de um lago artificial. Ou seja, um cenário que reproduzisse seu habitat.

Além disso, os comedouros, bem como os bebedouros, devem ser higienizados diariamente para evitar a proliferação de bactérias.

Como já dissemos anteriormente, a ave deve ser adquirida em criadouro autorizado pelo IBAMA. O preço médio de um filhote de arara canindé é de aproximadamente R$ 5.000,00.

Arara canindé fala?

Embora pertença à mesma família que a dos papagaios, excelentes plagiadores da voz humana, a arara canindé apresenta um grau de dificuldade maior em aprender pequenas palavras. Porém, isso não é impossível.

A princípio, todos os tipos de araras são capacitados a emitir sons altos, além de bastante estridentes. No entanto, é possível treiná-las, aliás, com uma enorme dose de paciência, a repetirem algumas poucas palavras. A chave do segredo está na repetição!

Risco de extinção da arara canindé

Essa arara, além do Brasil, pode ser encontrada em países como Argentina, Bolívia, Paraguai, Colômbia, Peru, Guianas, bem como Equador, Panamá e Trinidad.

A ave, assim como outras espécies brasileiras, encontra-se relacionada na lista da CITES – Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies da Fauna e da Flora Silvestres Ameaçadas de Extinção.

De acordo com pesquisas recentes, a arara canindé foi considerada extinta na Argentina e também corre o mesmo risco em Trinidad. Dessa forma, é imprescindível para a preservação da espécie que o tráfico ilegal seja combatido com medidas severas pelas autoridades competentes.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo