Arroz arbóreo é cada vez mais consumido e produzido no Brasil

Inicio » Agricultura » Arroz arbóreo é cada vez mais consumido e produzido no Brasil
13/09/2019 Por
Arroz arbóreo é cada vez mais consumido e produzido no Brasil

Do cultivo inicial no norte da Itália ao agronegócio brasileiro, encante-se com o sucesso do arroz arbóreo

Com origens italianas, o arroz arbóreo conquistou produtores pela ótima demanda na alta culinária refinada. Assim, visando ampliar mercado e nosso agronegócio, o início da produção própria do grão traz mais possibilidades à cadeia produtiva brasileira. Ou seja, produzir e ser valorizado na culinária do Brasil é uma de nossas principais metas.

Afinal, com o aumento do poder de consumo da população, houve também uma crescente na produção e venda de variedades como o arroz arbóreo, mesmo que pouco produzido ainda por aqui. Entretanto, embora grande parte seja ainda importada, os números mudam a passos largos, visando uma produção nacional de qualidade.

Arroz arbóreo

O que é arroz arbóreo?

Arroz arbóreo é uma variedade de arroz com origens italianas. Seu nome está relacionado à Arbório, uma cidade italiana onde ele já foi plenamente cultivado. Entre vários outros tipos existentes, o arroz é uma das variedades que mais caem no gosto popular.

Ao ser cozido, os grãos tornam-se firmes, cremosos e mastigáveis. Embora esse tipo italiano seja de grão com tamanho médio, como grande característica ele pode absorver líquido em quantidade até três vezes maior que ele.

Ou seja, para você entender o que é arroz arbóreo, saiba que ele possui um grão de centro firme, poroso e largo. Assim, ao ser cozido, ele libera muito amido, dando uma cremosidade especial e delicada ao preparo. Sem contar que pode absorver condimentos e líquidos com muita facilidade.

Propriedades do arroz arbóreo

Embora você possa não pensar, saiba que essa variedade de arroz já é chamada de popular, afinal, ela é encontrada facilmente em gôndolas de mercados e supermercados. O arroz arbóreo apresenta propriedades nutricionais interessantes e que garantem toques de originalidade.

Um grande ponto dele é a sua alta concentração de amido, o que dá uma textura mais cremosa após o cozimento. Mesmo assim, esse grão também incorpora quase todos os tipos de tempero, resultando em um aspecto mais encorpado.

Enfim, seus benefícios garantem o alimento como um dos mais ricos do campo, além de ser grande fonte de energia. Entre as propriedades do arroz, em uma simples porção de arroz arbóreo você encontra:

  • Carboidratos;
  • Gorduras;
  • Proteínas;
  • Fibras.

Arroz arbóreo

A introdução do arroz arbóreo no Brasil

Apenas por volta do século XV que o arroz arbóreo foi difundido em pequenas regiões da Itália. Entretanto, de acordo com o Instituto Agronômico de Campinas, suas pesquisas no Brasil só tiveram avanços no ano de 1992.

Isso porque certas regiões possuem condições de clima adequadas para seu cultivo. A partir daí notou-se a chance de produzir a variedade com a alta qualidade comparada aos grãos italianos.

Como exemplo, temos atualmente o Vale do Paraíba como uma região notória na produção de arroz. Essa região ainda se destaca dentro do cenário como forte importância econômica e berço para a produção de grãos especiais.

O Vale do Paraíba virou referência quando o assunto é a qualidade na oferta de diversos grãos.

Enfim, é fácil entender por que o arbóreo faz grande sucesso entre consumidores, pesquisadores e produtores. Ele é indicado não apenas para risotos, mas para qualquer receita que exija absorção de líquido onde são cozidos.

O prato acaba ficando mais saboroso até mesmo com o uso de frutos do mar. Assim, outro ponto forte do arbóreo cozido é que deixa pratos mais cremosos e com a consistência perfeita para risotos.

Os novos lançamentos de tipos de arroz arbóreo

Se você ainda não sabe, até alguns anos atrás, esse arroz consumido por aqui tinha que ser importado. Entretanto, isso mudou, pois os tipos de arroz arbóreo produzidos no Brasil já evoluíram.

Isso porque, segundo pesquisas do Instituto Agronômico de Campinas, já foram desenvolvidos tipos específicos do grão para risoto e ideais para a produção paulista. Por serem de um tipo especial, são perfeitos para a culinária italiana.

Visando ainda melhoras na tecnologia do agronegócio, várias pesquisas são feitas pelo ponto de vista dos agricultores. Afinal, essas novidades são boas opções para o setor da rizicultura, aumentando as possibilidades de produção de grãos especiais e com alto valor agregado.

Como grande notícia, sabemos que algumas variedades podem até mesmo ser cultivadas ao mesmo custo de produção que os tipos comuns. Assim, segundo pesquisas das novas variedades, espera-se um lucro ao produtor de até três vezes maior que o tipo agulhinha.

Analisando o outro lado da cadeia produtiva, as novas variedades de arroz arbóreo são aprovadas por quem entende de culinária. Afinal, ele conquista pelo volume, tempo de cozimento e, claro, pelo sabor. Enfim, é até possível tirar proveito dessas variedades sem precisar adicionar demais ingredientes.

Arroz arbóreo

Como fazer arroz arbóreo

A partir dos passos na área de estudo e manuseio, o fator de qualidade é a meta principal que pode garantir mais mercados para o arroz. Ou seja, é preciso que cada produtor seja comprometido, visando lucrar com a variedade e dar longevidade ao nosso agronegócio, que cresce em uma boa velocidade.

Assim, para cada produtor aprender como fazer arroz arbóreo gerar mais renda, cada variedade primeiro precisa estar adaptada à condição de solo e de clima. Afinal, é um longo caminho até que o mercado possa estabelecer um programa ideal para melhorias genéticas e adaptação das variedades em cada estado.

Um grande atrativo desse grão é que ele mais encorpado que o tipo agulhinha, por exemplo. Ou seja, durante seu preparo, ele gera muito amido, garantindo mais consistência a pratos e subprodutos. Afinal, toda a essência dos risotos está no molho.

Assim, se o arroz pode absorver mais do molho, ele ganha sabor pelos temperos, dando mais paladar e conquistando sempre novos adeptos. Como resultado, podemos dizer que a qualidade do arbóreo vai ao encontro das necessidades de qualquer cozinha.

Como simples referência na lavoura, produtores relatam que lavouras com o arroz arbóreo geram lucro certo. Elas podem gerar uma produtividade que chega a pouco mais da metade em comparação a tipos de grãos mais tradicionais. Sendo assim, a grande diferença está no alto valor agregado desse arroz.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo