Arroz parboilizado tem mais nutrientes que o arroz branco

Inicio » Agricultura » Arroz parboilizado tem mais nutrientes que o arroz branco
24/09/2019 Por
Arroz parboilizado tem mais nutrientes que o arroz branco

Arroz parboilizado é uma opção mais saudável do que o tradicional arroz polido

A opção mais saudável de consumo de arroz, sem dúvida, é o integral, mas o arroz parboilizado não deixa de ter suas qualidades nutricionais. Na falta da opção integral ou por não agradar o consumo do mesmo, o arroz parboilizado é uma opção mais saudável do que o arroz polido.

Mas as vantagens do arroz parboilizado não se resumem a apenas às questões nutricionais, pois ele proporciona também vantagens econômicas e de rendimento. A região que mais produz arroz no Brasil é a região Sul. Toda a sua produção é dedicada para exportação. As demais regiões produtoras do país cuidam em prover o consumo interno.

Arroz parboilizado

O que é arroz parboilizado?

Arroz parboilizado é um arroz obtido através do processo de preparo onde os grãos são submetidos ao mergulho em um tanque de água quente, antes de serem descascados e polidos.

Ao contrário do que muitos pensam, o arroz parboilizado não recebe conservantes químicos em seu preparo. Isto ocorre porque é utilizada apenas a manipulação da temperatura de água natural para desenvolver o processo de parboilização.

Mas qual o diferencial em relação ao arroz branco, polido?

Qual o objetivo e resultado desse processo com o arroz? O que o difere que o faz ser uma opção mais saudável do que o arroz polido?

Boa parte dos nutrientes do grão do arroz se encontra na película e no germe. Quando o arroz mais tradicional na mesa dos brasileiros, para ganhar aquele aspecto branquinho que conhecemos, passa pelo processo de descasque e polimento, grande parte desses nutrientes se perde. Isto, então, torna o arroz branco pouco nutritivo.

A versão integral é a melhor de todas porque não passa pela fase de descasque e polimento. Preserva, assim, suas qualidades nutricionais integralmente (está aí a inspiração de seu nome).

Como fazer arroz parboilizado?

As etapas de como fazer arroz parboilizado são as seguintes:

  1. Antes do polimento, o grão é submetido a um mergulho em tanque de água natural pré-aquecida. É a fase chamada de encharcamento. O grão fica dentro do tanque por até 8 horas e, durante esse período, os nutrientes na película e germe infiltram-se para o interior do arroz;
  2. Findo esse período, os grãos são submetidos a uma nova fase chamada de gelatinização. Consiste em adicionar o arroz úmido a um tanque de água potável com temperatura mais elevada, acima de 58 ºC;
  3. Essa elevação de temperatura sob pressão de vapor provoca uma mudança de estrutura do amido. É nessa fase em que ocorre a fixação dos sais minerais e vitaminas no interior do arroz. É também nessa fase que ocorre a mudança de sabor e de cor do arroz, que passa a ser mais amarelado;
  4. Por fim, o arroz parboilizado é seco, na fase conhecida como “secagem”. Somente depois de seco é que os grãos serão descascados e, em seguida, polidos e selecionados.

Ou seja, as diferenças entre o arroz parboilizado e o branco são:

  • Processo industrial que preserva mais nutrientes após o descasque e polimento;
  • Aspecto amarelado;
  • Gosto mais acentuado.

Arroz parboilizado

Benefícios do arroz parboilizado

Como você deve ter notado, destacamos a questão nutricional porque o seu processo de produção preserva mais nutrientes. Mas, repetimos que não chega a ser superior, neste aspecto, ao arroz integral, mas é melhor que o arroz branco.

Outra das vantagens do arroz parboilizado é a questão do rendimento, da economia. Os grãos ficam mais “soltinhos” na panela, o que evita o desperdício.

E o que também se mostra favorável é o uso de óleo. O arroz parboilizado não necessita de grande dosagem desse ingrediente para ser preparado.

Além do mais, precisando reaquecer várias vezes o arroz ao longo de um período, isto não proporciona perda de propriedades. Por ser submetido a processo de fervura, o arroz parboilizado é o mais seguro em termos de segurança alimentar.

Como destaque final das vantagens do arroz parboilizado, apontamos o tempo prolongado de conservação, que é superior aos demais tipos.

Números de produção de arroz no Brasil

O Brasil se encontra no top 10 dos maiores produtores mundiais de arroz e também um dos maiores consumidores. Perde para a Ásia, somente.

O arroz brasileiro não é um dos mais baratos. No entanto, isso não o impede de ser importado largamente, pois a qualidade dos grãos brasileiros é reconhecida mundialmente.

Até um dos maiores concorrentes nesse mercado, os EUA, começaram a importar nossos grãos. O Peru é um de nossos principais clientes, bem como principal destino, e isso se deve pelo fato de ser o país, depois do Brasil, onde mais se consome arroz.

Anualmente o Brasil produz 11 milhões de toneladas de arroz. A maior parte é produzida na região Sul do país – no Rio Grande do Sul, mais especificamente. Cerca de 81% da produção total sai de campos gaúchos.

E a totalidade da produção gaúcha tem como destino o mercado externo. As demais regiões produtoras do país cuidam do abastecimento interno.

O arroz brasileiro tem presença consolidada em mais de 70 países. Do total produzido para comércio externo, 35% são de quebrados de arroz, 35% arroz parboilizado, esbramado ou integral e 30% de arroz em casca, polido ou branco.

Arroz parboilizado

Tipos de arroz

Já sabemos que o arroz branco é aquele que é descascado e polido logo após a colheita, sem passar por qualquer outro tipo de preparo. Sabemos também que o arroz parboilizado é o que recebe tratamento antes dessa fase e que o integral tem a película e o germe intactos.

Mas há outros tipos de arroz, como:

  • Japonês ou cateto;
  • Negro;
  • Arbóreo;
  • Basmati;
  • Basmati integral;
  • Jasmim ou aromático;
  • Selvagem.

Como fazer arroz?

Segue um guia rápido de como plantar arroz:

  1. Escolha um local adequado para plantação de arroz, tendo em vista que o grão melhor se desenvolve em regiões com água em abundância. Por isso, os melhores locais são regiões próximas de lagos e rios;
  2. Escolha as variedades de arroz para o plantio. Você pode escolher mais de uma ou focar em só uma espécie;
  3. Evite problemas com pragas utilizando fungicidas nas sementes antes do plantio;
  4. As escavações para o plantio de arroz devem ter no mínimo 5 centímetros de profundidade. O processo pode ser feito mecânica ou manualmente, mas a melhor opção é a mecânica;
  5. Irrigação é fundamental. Portanto, em períodos de seca de chuva ou de falta de rio, desenvolva um sistema de irrigação.

Cada vez mais popular, o arroz parboilizado vem ganhando espaço na mesma dos brasileiros. Além disso, também movimenta positivamente o mercado agro. Vale a pena ficar de olho.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo