Baguete é receita clássica francesa de pão alongado com casca crocante

Inicio » Agronegócio » Baguete é receita clássica francesa de pão alongado com casca crocante
24/08/2020 Por
Baguete é receita clássica francesa de pão alongado com casca crocante

A maior baguete do mundo foi fabricada em 2015, em Milão durante um concurso. O pão chegou a 122,4 metros, feito por chefs franceses. Assim, o pão baguete é apreciado no mundo todo, e inclusive é comercializado em redes de fast foods, proporcionando um consumo mais saudável.

A versatilidade e o sabor do pão ganharam espaço rapidamente no mercado, e hoje em dia a baguete é apreciada em muitas receitas em todo o mundo e também muito adaptado. A receita é fácil e rápida, o que faz sucesso entre confeiteiros e é indispensável na cozinha brasileira.

Baguete

O que é baguete?

Baguete é o nome dado ao pão tradicional francês com proporções alongadas e casca crocante. Seu nome francês é baguette. É moldado de acordo com um padrão convencionado pelos criadores, mas pode ser adaptado a muitas receitas. É produzido à base de farinha de trigo e contém glúten.

Mas você deve estar se perguntando o que é baguete. Pois bem, a origem do nome é inglesa e remete a ornamentações compridas e alongadas, semelhante às características do pão.

Reza a tradição que foi a pedido de Napoleão Bonaparte que nasceu a ideia de fazer um pão delgado e fininho, o qual seria padronizado tanto para ricos quanto para pobres, se tornando o pão da igualdade. Deste modo, esse tipo de pão assumiu os valores da Revolução Francesa de “Liberdade, Igualdade e Fraternidade”.

A baguette se tornou símbolo da França, sendo associado a cafés da manhã luxuosos e com muito requinte em locais de lazer e descanso. Ademais, a maioria dos visitantes e turistas franceses dá preferência à iguaria, a qual pode ser encontrada em todos os pontos de comércio, cafeterias, restaurantes e lancherias. Assim, são empregados na mídia, em propagandas e filmes, sendo retratados como pães grandes e compridos, acondicionados em sacos de papel.

Na França eles são realmente comercializados naquelas proporções, mas atualmente há uma diversidade de receitas com pão baguete. Outrossim, são pães que inspiraram a rede de fast food Subway, que faz sanduíche na baguete com muito molho, salada e queijos, além de carnes de frango, entre outras.

Além disso, os pães oferecidos no Subway são variações da receita de baguette original, podendo conter grãos e outros ingredientes. Apesar disso, o conceito e o formato são os mesmos.

Os pães crocantes, portanto, caíram no gosto popular e atualmente são reproduzidos no mundo todo.

Baguete

Receita de baguete

Alguns passos simples são exigidos para explicar como fazer baguete.

Uma baguete genuína só pode incluir em seus ingredientes água, sal, farinha de trigo e fermento. Dessa forma, qualquer ingrediente adicional a descaracteriza como baguette.

Em um recipiente, acrescente:

  • 480 gramas de farinha de trigo;
  • 10 gramas de sal;
  • 10 gramas de fermento;
  • 320 ml de água.

Recomenda-se acrescentar a água aos poucos e ser misturado com colher de pau. Dessa forma, deve-se deixar em repouso por dez minutos após ter misturado bem todos os ingredientes.

Realize o movimento de dobrar e esticar a massa, sovando o pão. Após esse processo, em que a massa deve estar macia, deixe crescer por cerca de 1 hora. Divida a massa em três partes iguais e modele a baguette.

Deixe assar por 30 minutos a 220 °C. Lembre que as baguettes têm em torno de 30 a 40 cm de comprimento.

Tipos de baguete

Existem muitos tipos de baguete, podendo ser adaptados com a inclusão de outros ingredientes como:

  • Baguete de milho com sementes de chia;
  • Integral;
  • Sem lactose;
  • Baguete recheada.

Isso é possível devido ao sabor suave do pão, o qual permite versões e tipos de pão tanto doces quanto salgados e a criação de receitas e sanduíches a partir da receita original.

Muitas receitas com baguete fazem sucesso no Brasil, principalmente as recheadas.

Algumas receitas criadas a partir da original:

  1. Baguete ciabatta: é um pão rústico, de origem italiana. O principal aspecto é a massa furadinha devido à intensa fermentação no processo produtivo, e são utilizados na produção de sanduíches e  preferencialmente com aperitivos e entradas;
  2. Baguete croissant: é utilizada a massa da baguette em molduras menores e mais elaboradas, sendo a massa dobrada de forma circular. Essa massa também inspirou fast foods no Brasil como o Croasonho, que serve tanto em versões doces como salgadas, em forma de sanduíches de baguete recheados. Dessa forma, o croissant também faz sucesso e o original é bem distinto da baguete;
  3. Baguete de frios: esse tipo pode ser recheado anteriormente ao processo de assar. Com muito queijo e tempero, ela é gratinada e faz muito sucesso entre os brasileiros.

Esse tipo de pão pode ser fabricado e conhecido como pão de metro. Logo, a baguete de metro ganhou espaço e curiosidade do público.

Baguete

Pão francês e paulista

A baguete pão francês ganhou novos sentidos e destaques, porém, na França, os sanduíches de baguete são feitos mais a fim de chamar a atenção de turistas do que consumido por franceses.

A baguete francesa também ganhou uma versão nova: a baguete paulista. Sim, a baguette começou a ser muito comercializada em padarias em São Paulo, sendo servida à moda francesa, com manteiga e geleias, traçando um retrato mais natural do pão.

A baguete francesa contém glúten, pois é derivada da farinha de trigo, assim como muitos outros alimentos, devendo ser evitada por alérgicos e pessoas com doença celíaca.

Entretanto, é fonte de ferro e ácido fólico, e quando combinada a outros ingredientes naturais, pode ser muito saudável. Ademais, o pão não leva gorduras em sua fabricação, portanto, possui baixas calorias e é fonte essencial de carboidratos e amido. O pão baguette pode ser feito com farinhas integrais e também com a farinha de trigo espelta, muito rica em vitaminas e fibras.

A baguete também inspirou a produção do pão francês, cuja massa é leve e produzida sem lactose ou ovos. Além disso, é comercializado de forma mais acessível e muito saboroso, sendo o pão mais produzido em padarias no sul do Brasil. Assim, muitos outros tipos de pães e massas têm origem francesa, e as origens italianas também agregam muito às culinárias do sul brasileiro e são muito sofisticadas.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo