Barragem é uma construção que serve para represar águas correntes

Inicio » Agronegócio » Barragem é uma construção que serve para represar águas correntes
29/08/2019 Por
Barragem é uma construção que serve para represar águas correntes

A finalidade de uma barragem pode ser a de garantir o abastecimento de água para regiões residenciais ou impedir contaminação de rios

Ganhou os noticiários e entrou no vocabulário do grande público o termo ”barragem” ou “barragem de rejeitos” em razão dos últimos desastres ambientais ocorridos no Brasil. Apesar de todos ficarem sabendo que foi por meio dos rompimentos de barragens que os desastres ocorreram, é provável que a maioria não saiba qual é a utilidade de uma barragem.

A ideia da barragem foi fundamental para o desenvolvimento humano ao longo da história, principalmente em regiões secas. Mas o recurso é também fonte de problemas ambientais que, a longo prazo, podem vir a prejudicar a vida de milhares de pessoas.

Barragem

O que é barragem?

Barragem é uma barreira artificial que tem como objetivo o represamento de águas ou de outras substâncias para fins diversos. Para a construção de uma barragem, necessita-se da escolha de um terreno amplo para cavar um buraco profundo onde o líquido será despejado.

Usam-se barreiras artificiais com o intuito de represar, conter o líquido na área delimitada, a fim de impedir o escoamento em áreas urbanas ou zonas ambientais desprotegidas.

O recurso da barragem é uma solução antiga que se intensificou com a revolução industrial do século XVIII, conforme o proliferar de indústrias e da complexidade de suas atividades. A motivação inicial do desenvolvimento de uma barragem foi o de evitar a falta de abastecimento de água em regiões mais secas.

O acúmulo de água represada é usado como uma forma de abastecimento nas épocas de estiagem, de seca, até o retorno de período de abastecimento natural. A barragem também é utilizada em hidrelétricas que dependem da água para a geração de energia.

O armazenamento de água é um dos tipos de barragem mais clássicos. Mas com a ascensão da indústria, um novo tipo de barragem ganhou espaço, terreno. Uma que, se de um lado, oferece solução para evitar um mal maior, por outro oferece mais riscos.

Mas falemos dela mais adiante. Vale antes mencionar os efeitos negativos que uma barragem, seja de qual tipo for, proporciona mesmo se não apresentar nenhuma irregularidade.

Os impactos ambientais de uma barragem

Mencionamos os efeitos positivos da construção de uma barragem. Entre eles:

  • Garantir o provimento de recurso essencial para o desenvolvimento humano e social, a água, em regiões secas;
  • Impedir contaminação de rios;
  • Garantir o fornecimento de energia renovável ao abastecer hidroelétricas.

Entretanto, a construção de uma barragem tem o seu lado negativo, apresentando ou não uma falha.

As várzeas ocupadas pelo volume hídrico, por exemplo, deixam de receber nutrientes, não têm mais o fluxo de sedimento. A qualidade do solo dessa área empobrece até se tornar inútil para outras atividades.

A barragem também afeta a biodiversidade dos peixes ao criar barreiras que dificultam o cruzamento de espécies.

Os locais de barragens têm histórico de desenvolver plantas invasoras como os aguapés.

Barragem

Barragem de rejeitos

A chamada barragem de rejeitos ganhou fama por ocorrência do rompimento da barragem de Brumadinho e da barragem de Mariana. Os eventos ocorreram em ocasiões distintas, mas em curto espaço de tempo. Isso, então, levantou a questão da segurança dessas barragens e o risco de novos rompimentos.

Esses eventos chocaram não só o Brasil, mas o mundo. Foram os maiores desastres ambientais na história envolvendo uma barragem de rejeitos.

No caso de Mariana, a lama tóxica percorreu 663 km até encontrar o mar no Espírito Santo. Nessa travessia furiosa, destruiu centenas de habitações e matou 19 pessoas.

No caso de Brumadinho, registrou-se até agora poluição de 300 km de rios, mais de 200 mortes e quase uma centena de desaparecidos até o momento.

As consequências humanas e ambientais desses tristes eventos ainda se farão sentir por muitos anos. Existem grandes possibilidades de contaminação de fontes de água que abastecem cidades próximas dos locais das tragédias. Além disso, também é iminente o perigo do deterioramento da qualidade do ar, ocasionando problemas respiratórios na população do entorno.

Mas o que vem a ser uma barragem de rejeitos? Como é formada e qual a sua utilidade? Vejamos em seguida.

A formação da barragem

O processo de formação da barragem de rejeitos é o mesmo da barragem que represa água. Um grande buraco cavado em um terreno e barreiras artificiais para conter o volume líquido.

O que difere nessa barreira é o tipo de líquido represado. É uma mistura de quartzo – mineral contido na areia – e água que forma a lama que vimos cobrir as cidades atingidas nas tragédias.

A utilidade da barragem

As barreiras artificiais são feitas para impedir que essa mistura de quartzo e água atinja rios e solos produtivos. Isso, é claro, causaria um enorme impacto ambiental. Essa mistura de elementos ocorre como parte do processo da extração de minério de ferro.

A parte valiosa desse metal é um minério chamado hematita. É composto por 30% de oxigênio e 70% de ferro. Entretanto, para extrair a hematita, é preciso fazer a separação de outro mineral, o quartzo.

Barragem

A técnica de separação consiste na tritura do minério de ferro em pequenos pedaços. Após a tritura, os pedaços são despejados em tanques onde ocorre o processo chamado de flotação.

No tanque, o mineral mais leve flutua junto a uma espuma – no caso, o quartzo – e o mineral mais pesado (hematita) afunda. No entanto, a mistura de água com o quartzo forma a lama tóxica. Para evitar o despejo de tal lama em lugares inapropriados, o que promoveria consequências ambientais danosas, esse líquido é despejado nas barragens.

Responsabilidades

Os desastres industriais, ambientais e humanos provocados nas cidades citadas de Minas Gerais são de responsabilidade da Vale do Rio Doce. A empresa recebeu multas milionárias pelos eventos trágicos. Tais ocorrências só comprovam como é importante agir de modo responsável diante de assuntos tão delicados e importantes para o meio ambiente e para a vida de tantas pessoas.

Pelo episódio de Mariana, recebeu multa de 100 milhões de reais. Entretanto, até o começo de 2019, tinha arcado apenas com uma parte da dívida.

No caso de Brumadinho, A Vale acumula multa de cerca de 450 milhões de reais e cinco dos engenheiros responsáveis pela construção da barragem foram presos.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo