Borboleta é inseto símbolo de espiritualidade que destaca muitas espécies

Inicio » Meio Ambiente » Borboleta é inseto símbolo de espiritualidade que destaca muitas espécies
24/09/2019 Por
Borboleta é inseto símbolo de espiritualidade que destaca muitas espécies

A borboleta fascina o homem há mais de 40 milhões de anos, tanto por suas cores como pelo seu ciclo incomparável de vida

A borboleta é um inseto de hábitos tanto diurnos como noturnos. Estima-se que existam muito mais de 30 mil espécies espalhadas pelo planeta, nos mais diversos habitats.

A borboleta é imprescindível para a biodiversidade do Brasil, assim como de todo o planeta. Por ser polinizadora, é fundamental para dispersar e preservar variadas espécies de plantas.

borboleta

O que é borboleta?

Borboleta é um inseto da ordem Lepidoptera, classificada nas superfamílias Papilionoidea e Hesperioidea.

Historiadores apontam que a espécie surgiu há mais de 40 milhões de anos, com base em um fóssil da ninfalídea de nome científico Prodrysas persephone. O mesmo foi encontrado no lago Florissant, no Colorado, Estados Unidos.

Porém, essa espécie primitiva não possuía a espirotromba, ou seja, o tubo enrolado sobre si mesmo, que se desenrola quando o inseto se alimenta. Ao contrário, possuía mandíbula, que utilizava para fazer a colheita de grãos de pólen.

Entretanto, a evolução de seu aparelho bucal permitiu à borboleta passar a se alimentar com néctar de plantas, sumo de frutas maduras e fluidos açucarados em geral.

Dessa forma, a borboleta passou a ser fundamental para a preservação de diversas espécies de plantas em virtude de levar e distribuir seu pólen em regiões mais distantes.

Características da borboleta

A borboleta pode ser encontrada em todos os lugares do planeta, exceto na Antártida. Porém, em regiões que apresentam clima temperado, bem como nas florestas tropicais, sua diversidade é imensa.

Seguindo com as características da borboleta, anatomicamente, assim como todos os insetos, seu corpo é dividido em cabeça, tórax e abdômen. Possui três pares de pernas, estas, naturalmente, distribuídas por seu corpo.

Como é de se imaginar, o olfato destes insetos está concentrado em suas antenas. Estas, por sua vez, são voltadas para trás. Por meio das antenas, as borboletas podem identificar perfumes de flores, por exemplo. De acordo com especialistas, as antenas servem também como um guia, uma espécie de GPS.

Além de todas essas características bem peculiares, é provável que o que mais chame a atenção seja a asa de borboleta.

Asa de borboleta

O inseto é dotado de dois pares de asas, com mais de 50 mil escamas sobrepostas, coloridas e fascinantes. As asas ajudam a regular sua temperatura corporal ao refletir ou absorver a luz solar. Além disso, também podem manter os predadores longe.

Por exemplo, o inseto com cores fortes como vermelho, amarelo e laranja, assim como a borboleta preta, anuncia a seus predadores que possui um gosto ruim ou até mesmo que é venenosa.

Por outro lado, as asas de cores miméticas fazem com que a borboleta se assemelhe a um animal perigoso ou de sabor ruim. Já a coloração críptica, ou seja, semelhante ao ambiente, aumenta a capacidade de camuflagem do inseto.

No entanto, não é somente essa a importância das cores de sua asa. Ela também tem um papel fundamental na reprodução, através do processo de seleção sexual.

Machos e fêmeas podem reconhecer suas próprias espécies através das cores. Assim, as fêmeas acabam sendo atraídas por machos mais coloridos, permitindo que o gene passe para as futuras gerações.

borboleta

Ciclo de vida da borboleta

Embora a expectativa de vida deste inseto seja bastante curta, aproximadamente entre 2 a 6 semanas, inegavelmente o ciclo de vida da borboleta é fascinante. Acompanhe:

  • A primeira etapa do ciclo é quando a borboleta fêmea deposita ovos já fertilizados em locais próximos de plantas, por exemplo. Os ovos são bem pequenos e levemente arredondados;
  • Em segundo lugar, após a eclosão, pequenas lagartas surgem. Então, elas passam a se alimentar de tudo o que podem encontrar pelo caminho. Durante essa etapa do ciclo, ou seja, no período de crescimento, as lagartas trocam de pele 4 vezes;
  • Passado este período, é hora da lagarta se prender a um galho ou folha, formando um casulo bastante resistente. Dentro dele é desenvolvida a pupa, que é a fase intermediária entre larva e adulto. Por incrível que pareça, durante esse momento do ciclo, a lagarta não se movimenta e também não precisa se alimentar;
  • Por fim, quando está totalmente desenvolvida, uma linda borboleta emerge do casulo, alça voo e começa seu processo de polinização, assim como de reprodução, para então perpetuar a espécie.

Tipos de borboleta

Sem dúvida, as borboletas despertam o fascínio do homem tanto pela sua beleza e fragilidade, bem como pelo seu simbolismo ligado à espiritualidade.

Podemos encontrar na natureza exemplares exóticos, assim como de rara beleza. Acompanhe, a seguir, alguns tipos de borboleta.

Borboleta monarca

De beleza impressionante, a borboleta monarca pode ser encontrada na América do Norte, Austrália, Nova Zelândia, Ilhas Canárias, assim como no sul de Portugal, Madeira e Açores.

Sua principal característica diz respeito ao seu processo de migração, classificado como um dos mais extensos entre os insetos: a monarca pode viajar até 4.000 km.

Mais uma curiosidade sobre esse magnífico exemplar: alimenta-se somente de folhas de plantas de serralha, que possui seiva branca e pegajosa, assim como é altamente tóxica para outros animais.

Já esse fato em nada afeta a monarca, pelo contrário, torna-a um alimento tóxico para predadores.

Tigre laranja

A borboleta tigre é uma espécie muito comum no Brasil. Suas asas possuem tons, assim como desenhos, semelhantes à pelagem de um tigre.

Pode ser encontrada facilmente em plantações de mamão, uma vez que tem a planta como sua principal hospedeira.

Borboleta azul

Envolta em uma belíssima lenda oriental, a borboleta azul vive em florestas e se alimenta de frutas caídas no chão da mata.

As asas azuis em degradê, contornadas em preto, são exclusividade do macho. A fêmea apresenta cores em tons de marrom, com detalhes em listras e pintas brancas.

Suas pernas dianteiras são pequenas, o que dificulta a sua locomoção no solo. Sua expectativa de vida é superior a outras espécies, podendo viver até 11 meses.

borboleta

Asas de cristal

Encontrada principalmente na América Central, a borboleta desta espécie é um exemplar raríssimo. O que a diferencia de outras espécies são justamente suas asas transparentes. Isso ocorre em virtude dos tecidos entre as veias não possuírem as escamas coloridas.

Borboleta amarela

A borboleta amarela, também chamada de borboleta-gema, tem como habitat jardins e matas do interior do Brasil.

Em média, pode atingir 9 cm de envergadura das asas. As fêmeas se alimentam do néctar das flores, enquanto os machos preferem o barro da margem das águas, onde absorvem apenas os sais minerais.

Possui o hábito de voar quase ao nível do chão. Porém, por vezes, voa alto demais até atingir a copa das árvores, geralmente próximas a rios e riachos.

A borboleta é fundamental para o processo de polinização. Dessa forma, sua ausência em algumas áreas pode afetar drasticamente o meio ambiente. Ademais, são muito sensíveis a pesticidas e seu uso excessivo pode levar à extinção de várias espécies.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo