Cação é um um peixe com esqueleto de cartilagem, como as raias

Inicio » Pecuária » Cação é um um peixe com esqueleto de cartilagem, como as raias
15/01/2021 Por
Cação é um um peixe com esqueleto de cartilagem, como as raias

Certamente você conhece ou, pelo menos, já ouviu falar sobre o cação. Sobretudo, quase todas as pessoas já comeram esse peixe e o viram sendo vendido em restaurantes ou em porções de bar.

Desde que adquiriu notoriedade, muitos perceberam que o cação é um alimento delicioso quando feito em postas e bem temperado. A propósito, trata-se de um peixe amplamente adotado na culinária por não apresentar espinhos e ter custos inferiores a outros tipos de peixes.

cação

O que é cação?

Cação é um termo de conotação popular, sendo usado em certas comunidades pesqueiras do Brasil para se referir aos tubarões pequenos. Ao mesmo tempo, a indústria alimentícia se apropriou dessa palavra, a fim de elevar o interesse dos consumidores pela carne.

Por consequência, ela é vendida tanto como filé limpo quanto em postas, deixando o público sem informações claras acerca do que, de fato, está levando à sua mesa. Ainda assim, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) afirma que não existem regras específicas para designar, na embalagem, os produtos que tenham origem animal.

Já que essa competência seria do MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), a legislação vigente permite a utilização do nome comum. Assim como o termo “tubarão”, este também cede espaço à desinformação.

Por menos que você entenda do assunto, saiba que o consumo, em nosso país, gira em torno de 45 mil toneladas por ano. Por conseguinte, 22 mil abastecem o mercado interno, enquanto as outras 23 mil são destinadas à exportação, principalmente, para os países asiáticos.

Ou por outra, é preciso lembrar que o tubarão ocupa o topo da cadeia alimentar oceânica, sendo responsável pela manutenção do equilíbrio quantitativo das espécies. Ele ajuda na alimentação de outros animais e ainda delimita espaços de cada um no ecossistema.

Que tipo de peixe é o cação?

O cação está entre as proteínas de procedência mais duvidosa, disfarçando sua origem incerta. Por exemplo, o nome parece respeitável. Antes que se perguntem que tipo de peixe ele é, para muitos consumidores, o mais importante é o fato de que sua carne é macia como a neve.

De modo geral, os peixes são vistos como bons alimentos. Antes de tudo, o cação, teoricamente, é um tubarão. A menos que prescindamos da exatidão, é forçoso mencionar que se trata de um elasmobrânquio, ou seja, peixe cujo esqueleto é composto de cartilagem, e integra a mesma subclasse biológica que as raias.

De fato, existem mais de mil espécies de elasmobrânquios na natureza. Porquanto alguns sejam típicos de litorais, outros são encontrados em qualquer oceano. Acima de tudo, muitos correm o risco de extinção, de forma que poucas espécies contam com níveis razoáveis de segurança.

Não apenas em nosso país, esses peixões cartilaginosos são populares em todo o mundo. Por certo, o Brasil corresponde a uma ínfima parcela da pesca mundial (por volta de 1%).

Nesse meio tempo, em nações do sudeste asiático, por exemplo, Vietnã e China, as sopas feitas com nadadeiras de tubarões significam status. É comum que os pescadores cortem somente as extremidades do animal e, depois, o devolvam às águas – imóvel, porém, ainda vivo.

cação

Qual a diferença entre cação e tubarão?

Apesar das diferentes nomenclaturas, cação e tubarão são o mesmo animal. Dessa forma, possuem corpo hidrodinâmico e esqueleto cartilaginoso. Se acaso desejar se aprofundar no assunto, você encontrará quase 500 espécies pelo mundo todo. Assim sendo, no Brasil existem apenas 88.

Principalmente, devido ao fato de se subdividirem em muitas espécies, há cação de várias formas e tamanhos. De maneira idêntica, o tubarão lanterna, por exemplo, é tido como o menor de todo o planeta, com seus 17 cm de comprimento.

Conforme demonstram os registros científicos, não podemos desprezar o tubarão baleia. Ainda que o nome seja impactante, este animal possui nada menos que 12 m de comprimento.

Eventualmente, devido à interferência humana, esses animais estão em extinção após sobreviverem no planeta Terra ao longo de mais de quatrocentos milhões de anos. Entretanto, o comércio desenfreado de suas barbatanas e carnes cresce constantemente.

Por fim, é importante frisar que a relevância dessa espécie para os ecossistemas marinhos é gigantesca. Se bem que possua cartilagem durável e flexível, ela pode ter até a metade da densidade óssea.

Essa estrutura biológica é responsável por suas especificidades. Um bom exemplo é a redução do peso do esqueleto e, consequentemente, a economia de energia. Mas, ao contrário dos peixes ósseos, o cação não possui bexigas repletas de gás. É por isso que ele não flutua.

Cação assado e cação frito são os preparos mais comuns

O cação é um valioso aliado na culinária, sobretudo para quem aprecia receitas com peixes. Em outras palavras, ele tem um gosto suave, o que permite excelentes combinações com os mais diversos alimentos e sabores.

Em princípio, uma porção de cação frito fica sempre muito saborosa. Ademais, você pode optar pelo cação na grelha e, depois, empanado e acompanhado com um bom molho ou, até mesmo, moqueca (receita com azeite de dendê, pimentão, leite de coco, dentre outros ingredientes).

Em suma, a opção de preparar o cação assado é ideal para variar o cardápio, reduzindo a ingestão de carnes vermelhas.

cação

Como é a pesca de cação?

Mesmo que o termo cação seja utilizado, conforme mencionado, para abranger uma grande variedade de elasmobrânquios, ao se tratar de pesca, a maioria dos profissionais tende a nomear assim o tubarão azul.

A pesca do cação teve início nos mares brasileiros. Em pouco tempo, os pescadores o identificaram como um dos tubarões mais rápidos e fortes. Com isso, fica claro que os equipamentos devem ser muito fortes e de boa qualidade.

Só para exemplificar, as varas devem ter resistência “ultra pesada”, pois o cação pode chegar aos 7 metros de comprimento. Em conclusão, os mais comuns ficam entre 3 e 4 metros, pesando mais de 100 kg.

As linhas precisam ser, no mínimo, de 80 lb. As pescas são exitosas quando o tamanho dos anzóis varia de 12/0 a 14/0. Outrossim, os chumbos devem ter um peso de 0,3 kg até 1 kg.

Semelhantemente, aposte em cinco metros de líder, como monofilamento de 120 lb, e um metro de líder (cabo de aço) com 150 lb. De acordo com os registros, convém atentar-se para o fato de que o cação pode ter a pele mais ou menos grossa, a depender da espécie. Às vezes, eles se enrolam nas linhas de pesca.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo